Francisco Antônio Cardoso de Menezes e Souza
Francisco Antônio Cardoso de Menezes e Souza

Militar, natural de Lamego/Portugal. Governador da Capitania de Santa Catarina e Governador da Colônia do Sacramento (atual Uruguai), no século XVIII.

Informações Gerais

Filiação
Luiz Cardoso de Menezes e Souza e de Elena Teixeira de Castro
Local de nascimento
Lamego/Portugal
Local de falecimento
Rio de Janeiro/RJ
Formação
Militar
Profissão
Militar

Francisco Antônio Cardoso de Menezes e Souza

Nasceu em Lamego, Portugal. Filho de Luiz Cardoso de Menezes e Souza (fidalgo da Casa Real) e de Elena Teixeira de Castro. Seus pais eram de linhagem nobre.

No Brasil exerceu as seguintes patentes e funções militares:

  • Ajudante do Regimento de Dragões do Rio Grande de São Pedro (atual Estado do Rio Grande do Sul);
  • Capitão do mesmo Regimento, nomeado em 31 de março de 1743. Por meio de licença, de 5 de maio de 1745, viajou para Portugal;
  • Tenente de Mestre de Campo Geral da Capitania das Minas Gerais (atual Estado de Minas Gerais), nomeação de 2 de agosto de 1748;
  • Coronel do Regimento de Infantaria do Rio de Janeiro (nomeado em 1752) e Comissário da Primeira Partida de demarcação do Tratado de Madri, no dia 20 de dezembro de 1752, para estabelecer limites entre os domínios portugueses e espanhóis na América meridional;
  • Comandante do Regimento no Rio de Janeiro (1757).
  • Brigadeiro, com exercício de Coronel de Infantaria no Rio de Janeiro, nomeado em 23 de julho de 1767.

Em junho de 1751, foi enviado à Capitania do Rio Grande de São Pedro, para levar dinheiro destinado ao pagamento de despesas da guarnição e das fortificações. 

Nomeado pela Coroa Portuguesa, assumiu como Governador da Capitania de Santa Catarina e governou de 7 de março de 1762 a 12 de julho de 1765. Recebeu a administração de José de Mello Manoel e entregou-a para Francisco de Souza e Menezes.

Em sua administração, mandou lavradores para exercícios militares e “obrigou o povo a trabalhar nas obras da Matriz, na reparação das fortalezas e na construção de dois novos fortes (de São Francisco da Praia de Fora e o de Sant’Anna, no Estreito), não poupando nem mesmo Vereadores que eram tratados como empregados” (CORRÊA, 1983, p. 308). 

Já era Brigadeiro quando foi Governador da Colônia do Sacramento (1769), atual Uruguai.

Faleceu no Rio de Janeiro/RJ.

Condecoração: Cavaleiro da Ordem de Cristo, em 9 de dezembro de 1754.

Foto - Vista do Forte de Santana do Estreito
Fonte: Ademilde S. Sartori, Acervo do Projeto Fortalezas Multimídia/UFSC, 1999, disponível em Fortalezas.org.

Mandatos

Referências

CORRÊA, Carlos Humberto Pederneiras. Os Governantes de Santa Catarina de 1739 a 1982. Florianópolis: Editora da UFSC, 1983. 356 p.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

TONERA, Roberto. Francisco Antônio Cardoso de Meneses e Sousa. 2008. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODQ2MTI=>. Acesso em: 2 mai. 2019.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Francisco Antônio Cardoso de Menezes e Souza. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/1322-Francisco_Antonio_Cardoso_de_Menezes_e_Souza>. Acesso em: 16 de julho de 2019.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2019)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2019)

Memória Política de Santa Catarina