Serafim Venzon
Serafim Venzon

Médico, natural de Botuverá/SC. Vereador e Vice-Prefeito em Brusque/SC, Deputado Estadual na Assembleia Legislativa de Santa Catarina e Deputado Federal representando os catarinenses, no final do século XX e início do XXI. Secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação.

Informações Gerais

Nome completo
Antônio Serafim Venzon
Filiação
José Venzon e Maria Venzon
Nascimento
19/06/1953
Local de nascimento
Botuverá/SC
Formação
Medicina
Profissão
Médico
Partido
Partido Democrático Trabalhista (PDT) e Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB)
Base Eleitoral
Vale do Itajaí

Serafim Venzon

Nasceu em 19 de junho de 1953, em Botuverá/SC. Filho de José Venzon e de Maria Venzon. Casou com Inia Jane Pamplona Venzon e é pai de Pillar e João.

Cursou o Primário na Escola Municipal Carbocal, em Lageado, município de Botuverá, de 1961 a 1965. O ginasial realizou na Escola Apostólica São José, em Rio Negrinho/SC, em 1966, e na Escola Apostólica Sagrado Coração de Jesus, em Corupá/SC, de 1967 a 1969 1

Estudou no Colégio Secundário2 de Rio Negrinho, entre 1970 a 1971, e no Instituto Dehonista (1972), em Curitiba/PR. Graduou-se em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis/SC, de 1975 a 1981.

Participou do Grupo de Representação de Universitários e do Diretório Acadêmico do Centro Biomédico (1978), neste na função de Tesoureiro. 

Foi Coordenador Estadual do Projeto RONDON (1979), Presidente da Associação Turma Médica (1981) e professor de Física, Química e Matemática, em diversas escolas de Rio Negrinho.

Mudou-se para Brusque/SC em 1981, onde iniciou a profissão de médico no Hospital Evangélico. Especializou-se em Urologia, no Hospital Celso Ramos, em Florianópolis, e em Cirurgia Geral, no Hospital das Clínicas, em São Paulo/SP.

Tornou-se Médico de postos de saúde (1985-1987) e Diretor-Clínico do Hospital Dom Joaquim (1987), ambos em Botuverá. 

É membro da Associação Médica e do Sindicato dos Médicos de Santa Catarina. 

Filiou-se ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), em 1988, liderou a bancada, de 1988 a 1991, e integrou o Diretório Municipal de Brusque entre 1989 a 1994. 

Eleito Vereador à Câmara de Vereadores de Brusque (1989-1992), empossado em fevereiro de 1989, participou da Comissão para Elaboração da Lei Orgânica do Município, de 1989-1991, e foi líder do governo na Câmara (1991-1993).

No Legislativo municipal, participou das Comissões de Educação, Cultura, Saúde Pública e Assistência Social, e da que elaborou e aprovou o Plano Diretor do Município. 

Integrou o Diretório Estadual do PDT (1992-1994). Eleito Vice-Prefeito Municipal de Brusque (1993-1995). Presidiu a Companhia de Desenvolvimento de Brusque (1994).

Nas eleições de 1994, foi eleito Deputado Federal à Câmara dos Deputados, com 30.078 votos, pelo PDT, para a 50ª Legislatura (1995-1999). Nessa legislatura, participou da Comissão Permanente de Seguridade Social e Família. Nas Comissões Especiais, participou em projetos relacionados à Emenda Constitucional para alterar o Sistema Único de Saúde (SUS), e outro que propunha o fim do monopólio estatal do petróleo.

Pelo mesmo partido, reelegeu-se Deputado Federal, com 47.953 votos, para a 51ª Legislatura (1999-2002). Nesse mandato pronunciou-se a favor da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e da prorrogação da CPPMF. Foi Vice-Líder do PDT (1996-1998), membro do Grupo Parlamentar Católico - em visita ao Papa João Paulo II, na Itália, em 1998, e Coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense (2001). Participou da Comissão Permanente de Legislação Participativa (Titular); e da Comissão Especial de Fiscalização Financeira e Controle (Titular). 

Em 2003, filiou-se ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Concorreu novamente a Deputado Federal, obteve 75.586 votos, conquistou a suplência, foi convocado para a 52ª Legislatura (2003-2006) e participou das seguintes Comissões:

Permanentes - 

  • Fiscalização Financeira e Controle (Titular);
  • Legislação Participativa (Titular);
  • Relações Exteriores e de Defesa Nacional (Suplente);
  • Seguridade Social e Família (Titular e Suplente).

Comissões Especiais - 

  • PEC nº 25/95, Modifica Caput Art. 5º da Constituição Federal, Inviolabilidade do Direito a Vida (Titular);
  • PEC nº 40/95, Gratuidade dos Transportes Coletivos Urbanos e dos Serviços de Diversão Pública para Idosos (Titular);
  • PEC nº 40/03, Reforma da Previdência (Suplente);
  • PEC nº 54/99, Quadro Temporário Servidor Público (Suplente);
  • PEC nº 169/93, Sistema Único de Saúde (Titular);
  • PEC nº 256/95, Competência à União Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (Titular);
  • PL nº 464/95, Critérios de Proteção e de Integração Social aos Portadores de Deficiência (Titular);
  • PL nº 1.756/03, Lei Nacional da Adoção (Titular).
  • CPI: Fabricação de Medicamentos (Titular);
  • Tráfico de Órgãos Humanos (Suplente).

Nas eleições de 2006, concorreu a Deputado Estadual para a Assembleia Legislativa de Santa Catarina (ALESC), pelo PSDB, obteve 28.496 votos, ficou na posição de Suplente, sendo convocado à 16ª Legislatura (2007-2011). Em 2009, tornou-se líder da bancada  de seu partido no Parlamento.

Pelo PSDB, elegeu-se Deputado Estadual à ALESC, obteve 35.434 votos,  para a 17ª Legislatura (2011-2015). Nesse período assumiu a Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação. Foi o idealizador e Presidente da Comissão em Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente. 

Reeleito Deputado ao Legislativo Estadual catarinense, pelo PSDB, com 50.232 votos, integrou a 18ª Legislatura (2015-2019). Nesta legislatura participa das seguintes Comissões Permanentes:

  • Trabalho, Administração e Serviço Público (Presidente);
  • Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Vice-Presidente);
  • Educação, Cultura e Desporto;
  • Saúde e de Prevenção e Combate às Drogas.

Conheça as proposições apresentadas pelo Deputado Serafim Venzon nos endereços a seguir:

ALESC: https://goo.gl/aJaqmo

Câmara dos Deputados: https://goo.gl/CG4GBQ

Nas eleições de 2018, candidatou-se ao cargo de Deputado Estadual em Santa Catarina, pelo PSDB, com 30.085 votos, ficou Suplente.

Homenagem

Recebeu o Troféu Epagri, Pesquisa e Extensão para a Vida, na 34ª Sessão Solene da 3ª Sessão Legislativa da 14ª Legislatura, em 19 de novembro de 2001.

1  O Primário e o Ginasial - atual Ensino Fundamental I e II.
2 Atual Ensino Médio.

Mandatos

Imagens
Referências

Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 6.618. 2013. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMyNDY=>. Acesso em: 2 mar. 2018.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Coordenadoria de Informações. Fichas Datilografadas/Digitalizadas das Legislaturas: de 1945 a 2018.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Biografia: Serafim Venzon - PSDB/SC. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMzMTE=>. Acesso em: 2 mar. 2018.

CLIC RBS. Apuração Eleições 2010: Deputado Estadual. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMzODk=>. Acesso em: 2 mar. 2018.

CPDOC. Fundação Getúlio Vargas. Verbete Biográfico: Antonio Serafim Venzon. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMyOTg=>. Acesso em: 2 mar. 2018.

ELEIÇÕES 2014. Serafim Venzon 45145. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMzMjQ=>. Acesso em: 2 mar. 2018.

NOGUEIRA, Juliana Korb. Ideologia Partidária: Um estudo sobre os Deputados Estaduais Catarinenses. 2009. 227 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Sociologia Política, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2009. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTQ1OTQ=>. Acesso em: 13 mar. 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 4.886. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMxODE=>. Acesso em: 2 mar. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 4.927. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMxOTQ=>. Acesso em: 2 mar. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 5.688. 2007. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMyMjA=>. Acesso em: 2 mar. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 6.370. 2011. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMyMzM=>. Acesso em: 2 mar. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 6.819. 2015. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMyNTk=>. Acesso em: 2 mar. 2018.

SANTA CATARINA. Dep. Serafim Venzon. PL./0148.9/2014. 2014. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMyODU=>. Acesso em: 2 mar. 2018.

SANTA CATARINA. Dep. Serafim Venzon. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Projeto de LeiI Nº 097/09. 2009. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMyNzI=>. Acesso em: 2 mar. 2018.

SANTA CATARINA. Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina. Resultado de votação - Eleitos 2014. 2018. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMzMzc=>. Acesso em: 2 mar. 2018.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Resenha Eleitoral - Eleições Catarinenses 1945-1998. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjI2OQ==>. Acesso em: 30 nov. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Serafim Venzon. 2020. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/1054-Serafim_Venzon>. Acesso em: 26 de setembro de 2020.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2020)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2020)

Memória Política de Santa Catarina