Osmar Cunha
Osmar Cunha

Advogado, economista e professor, natural de Florianópolis/SC. Vereador e Prefeito na terra natal e Deputado Federal representando os catarinenses, no século XX.

Informações Gerais

Filiação
Estanislau Brasilício da Cunha e Bellarmina Assuncão da Cunha
Nascimento
19/10/1918
Local de nascimento
Florianópolis/SC
Falecimento
08/06/1995
Local de falecimento
Florianópolis/SC
Formação
Direito e Ciências Econômicas
Profissão
Advogado, economista e professor
Partido
Partido Social Democrático (PSD), Aliança Renovadora Nacional (ARENA) e Partido Trabalhista Brasileiro (PTB)
Base Eleitoral
Grande Florianópolis

Osmar Cunha

Nasceu em 19 de outubro de 1918, em Florianópolis/SC. Filho de Estanislau Brasilício da Cunha e de Bellarmina Assunção da Cunha. Casou com Sueli Pereira Cunha, com quem teve Marili, Regina, Artur e Ronaldo.

Na terra natal, fez os estudos primários no Grupo Arquidiocesano São José, e o curso ginasial como bolsista no Ginásio Catarinense. Diplomou-se em Contabilidade pela Academia de Comércio de Santa Catarina, em 1942. Bacharelou-se em Ciências Econômicas e em Direito pela Faculdade de Santa Catarina, nos anos de 1943 e 1957, respectivamente.

Exerceu atividades profissionais no Tesouro Estadual e no Departamento de Educação de Santa Catarina, onde foi Secretário-Geral do recenseamento. Trabalhou no Banco do Brasil, após ser aprovado em concurso realizado em 1942, e foi Professor Titular de Moeda e Crédito na Faculdade de Ciências Econômicas de Santa Catarina.

Iniciou a vida política sendo eleito Vereador à Câmara Municipal de Florianópolis, para o período de 1951 a 1954, filiado ao Partido Social Democrático (PSD). Liderou a bancada do partido no início do mandato e licenciou-se das atividades legislativas, em 1953, quando assumiu o cargo de chefe da Fiscalização Bancária em Santa Catarina.

Em 1954, elegeu-se Prefeito de Florianópolis, em coligação do PSD com o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), sendo o segundo Prefeito eleito da história do município, o primeiro foi Heitor Blum (1927-1930). Durante todo o mandato, ocupou a presidência da Associação Brasileira de Municípios.

Pelo PSD, candidatou-se ao cargo de Deputado Federal por Santa Catarina nas eleições de 1958, eleito com 45.911 votos - o mais bem votado do pleito, para a composição da 41ª Legislatura (1959-1963). 

Disputou a reeleição, em 1962, obteve a primeira suplência do partido, mas não foi convocado.

Ao término do mandato na Câmara, assumiu pela segunda vez o posto de Presidente da Associação Brasileira de Municípios, cargo que ocupou até 1968. Entre 1963 e 1965, foi membro do Conselho Consultivo do Banco do Nordeste.

Em 1966, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (ARENA), no mesmo ano, concorreu pela terceira vez para Deputado Federal, recebeu 37.321 votos e tomou posse à 43ª Legislatura (1967-1970). Em 16 de janeiro de 1969, teve o mandato cassado e os direitos políticos suspensos por dez anos, por força do Ato Institucional nº 5, decretado dias antes pelo Regime Militar. 

Beneficiado pela Lei da Anistia (Lei nº 6.683), promulgada pelo Presidente João Figueiredo, em 1979, retomou seus direitos e participou da organização do Partido Popular, legenda liderada por Tancredo Neves. Em 1982, ingressou no PTB, assumiu a Secretaria-Geral e ocupou a Presidência do diretório catarinense do partido até o ano de 1986.

Nas eleições estaduais de 1982, candidatou-se ao cargo de Governador de Santa Catarina, pelo PTB, ficou na quinta colocação na disputa vencida por Esperidião Amin.

Representou o Brasil em diversos encontros internacionais de economia, finanças, administração e municipalismo. Participou como membro efetivo da Organização Interamericana de Cooperação Intermunicipal, com sede em Cuba, e do Instituto Internacional de Ciências Administrativas, sediado em Bruxelas, na Bélgica. Atuou também no sindicalismo, sendo fundador e diretor de sindicatos em Santa Catarina.

Aposentou-se em 1984, como professor universitário. 

Faleceu em 8 de junho de 1995, em Florianópolis.

Em 2012, em sessão solene, a Câmara dos Deputados fez a devolução simbólica aos 173 parlamentares que tiveram mandatos cassados pela ditadura militar, entre eles, Osmar Cunha.

Homenagens

  • Avenida Prefeito Osmar Cunha, Centro, em Florianópolis.
  • Cidadão Honorário de diversas cidades brasileiras.
  • Comendador da Ordem do Mérito Militar, 1961.
  • Escola de Educação Básica Osmar Cunha, Canasvieiras, em Florianópolis.
  • Prefeito Honorário de Kansas City, Los Angeles, Miami e New Orleans, nos Estados Unidos.

Mandatos

Referências

ACHE CEP. Osmar Cunha . Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODQ3OTQ=>. Acesso em: 7 mai. 2019.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Biografia: Osmar Cunha. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODQ3Njg=>. Acesso em: 7 mai. 2019.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Parlamento mutilado: deputados federais cassados pela ditadura de 1964. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzk2NDA=>. Acesso em: 9 abr. 2019.

CONTEÚDO ABERTO. IN: WIKIPÉDIA: A ENCICLOPÉDIA LIVRE. Osmar Cunha. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODQ3ODE=>. Acesso em: 7 mai. 2019.

CPDOC. Fundação Getúlio Vargas. Verbete Biográfico: Osmar Cunha. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODQ4MDc=>. Acesso em: 7 mai. 2019.

GOUDARD, Beatriz; HENICKA, Marli; MAKOWIECKY, Sandra. Painéis de Formatura do Acervo do Museu da Escola Catarinense : Patrimônio Histórico Cultural do Estado. Florianópolis: UDESC, 2019. 376 p. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rOTg3NDg=>. Acesso em: 10 nov. 2020.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Resenha Eleitoral - Eleições Catarinenses 1945-1998. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjI2OQ==>. Acesso em: 30 nov. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Osmar Cunha. 2020. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/1251-Osmar_Cunha>. Acesso em: 03 de dezembro de 2021.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2020)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2020)

Memória Política de Santa Catarina