Inácio Bastos
Inácio Bastos

Telegrafista, jornalista, escritor e professor, natural de Desterro/SC. Deputado Estadual na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, no final do século XIX e início do século XX.

Informações Gerais

Nome completo
Inácio Lázaro Bastos
Ano nascimento
1862
Local de nascimento
Desterro/SC
Falecimento
13/05/1927
Local de falecimento
Joinville/SC
Profissão
Telegrafista, jornalista, escritor e professor
Partido
Partido Republicano Catarinense (PRC)

Inácio Bastos

Nasceu no ano de 1862, em Desterro/SC (atual Florianópolis).

Trabalhou como telegrafista em Itajaí /SC e Joinville/SC por 42 anos, chegando a chefiar a Estação de Telégrafo de Joinville.

Com outros fundou o jornal Comércio de Joinville, sendo seu redator, e o Clube Joinville, uma associação que reunia a elite portuguesa da localidade, onde criou a primeira biblioteca.

Utilizando os pseudônimos de K. Pote e Ginosto Saciba, escreveu contos e peças teatrais, como as comédias: Dura Rex, Um criado de hotel e Os farristas.

Colaborou intensamente na propagação das ideias republicanas em Joinville e lutou durante a Revolução Federalista1, que se estendeu ao Estado paranaense e lá desencadeou o episódio militar conhecido como Cerco da Lapa. Inácio participou da batalha ocorrida entre janeiro e fevereiro de 1894, do lado dos legalistas, fiéis a Floriano Peixoto, Presidente da República, e contra os federalistas.

Elegeu-se Deputado ao Congresso Representativo de Santa Catarina (Assembleia Legislativa) à Legislatura (1898-1900), e foi suplente de Secretário da Mesa Diretora nos dois primeiros anos do mandato.

Um dos primeiros professores de língua portuguesa em Joinville e um dos responsáveis pela criação do Grupo Escolar Conselheiro Mafra, fundado em 1911.

Faleceu em 13 de maio de 1927, em Joinville/SC.

Homenagem: Rua Inácio Bastos, Bairro Bucarein, Joinville/SC.


1 “Um conflito de caráter político, ocorrido no Rio Grande do Sul entre os anos de 1893 e 1895, que desencadeou uma revolta armada. A revolta atingiu também o Paraná e Santa Catarina”. (HISTÓRIA DO BRASIL.NET).

Imagem

Foto - Club de Joinville/SCFonte: Reprodução/Festa Cultural.

Mandatos

Referências

ACHE CEP. Inacio Bastos. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDM5NzQ=>. Acesso em: 25 out. 2018.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

BORGES, Luciano Oliveira. Um manezinho em Joinville. 2013. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDM5NjE=>. Acesso em: 25 out. 2018.

HISTÓRIA DO BRASIL.NET. Revolução Federalista: resumo, causas, o que foi, conclusão. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rOTM5MA==>. Acesso em: 2 jun. 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SANTANA, Miriam Ilza. Revolução Federalista. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzY0NzU=>. Acesso em: 7 fev. 2017.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Inácio Bastos. 2020. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/398-Inacio_Bastos>. Acesso em: 19 de setembro de 2020.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2020)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2020)

Memória Política de Santa Catarina