Aloísio Piazza
Aloísio Piazza

Auditor Fiscal, natural de Florianópolis/SC. Vereador e Prefeito na terra natal, Presidente da Assembleia Constituinte de 1989 e Deputado Estadual na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, no século XX.

Informações Gerais

Nome completo
Aloísio Acácio Piazza
Filiação
Luiz Boiteux Piazza e Carolina Taranto Piazza
Nascimento
19/06/1939
Local de nascimento
Florianópolis/SC
Profissão
Auditor Fiscal
Partido
Partido do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB)
Base Eleitoral
Grande Florianópolis

Aloísio Piazza

Nasceu em 19 de junho de 1939, em Florianópolis/SC. Filho de Luiz Boiteux Piazza e de Carolina Taranto Piazza. Casado com Sueli Machado Pereira e pai de Adriana, Marcelo, Ana Lucia e Rodrigo.

Na terra natal realizou os estudos primários 1 na Escola Particular Professora Jurema Cavalazzi e os cursos ginasial 2 e clássico 3 fez no Instituto Estadual de Educação (1957). 

Trabalhou como office-boy da futura Associação Catarinense de Medicina e na ORGAMEC (1956), empresa que prestava serviços para a Prefeitura de Florianópolis no recolhimento de tributos urbanos (o atual IPTU), onde era Fiscal de Impostos Estaduais (1960).

Aprovado em concurso (de 1961), assumiu como Auditor Fiscal da Fazenda de Santa Catarina e foi transferido para Palmitos/SC e para Herval d’Oeste/SC, nos anos seguintes. Integrou a comissão que organizou a comercialização de alho e cebola no Estado e presidiu a Associação dos Fiscais da Fazenda de Santa Catarina.

Durante o regime militar, licenciou-se do cargo de Auditor Fiscal da Fazenda (1964-1965), para dedicar-se às atividades políticas, sendo um dos fundadores do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), que reunia a oposição à ditadura. 

Em 1976, candidatou-se a uma das vagas de Vereador para a Câmara Municipal de Florianópolis, pelo MDB, e foi eleito com 1.918 votos. 

Reeleito Vereador à Câmara Municipal, em 1982, com 2.662 votos, pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Presidiu a Câmara de Vereadores em 1º de fevereiro de 1985 e, no mesmo dia, assumiu a Prefeitura de Florianópolis, permanecendo na função até 31 de dezembro daquele ano. Na época, foi o primeiro Prefeito de oposição na Capital, após décadas de predomínio das oligarquias durante e depois da ditadura militar. De 1º de janeiro de 1986 a 31 de janeiro de 1987, foi novamente Presidente da Câmara.

Nas eleições de 1986, pelo PMDB, concorreu à vaga de Deputado Estadual para a Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC), elegeu-se com 16.648 votos e integrou a 11ª Legislatura (1987-1991). 

Durante o mandato parlamentar, presidiu a Assembleia Estadual Constituinte, de 12 de outubro de 1988 a 5 de outubro de 1989, representou a ALESC no Conselho da União Parlamentar Interestadual (UPI), foi Presidente do Instituto de Previdência (IPALESC) e participou das seguintes Comissões Permanentes:

  • Constituição e Justiça;
  • Viação e Transportes;
  • Desenvolvimento Urbano e Rural;
  • Educação, Cultura e Desporto.

Pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), candidatou-se à reeleição de Deputado Estadual para o parlamento catarinense, em 1990, recebeu 2.904 votos e ficou Suplente, mas não foi convocado. 

Em 5 de agosto de 1991, filiou-se novamente ao PMDB. Concorreu ao cargo de Vice-Prefeito de Florianópolis, em 1992, e não foi eleito. 

Integrou o Conselho de Administração (CONAD), da Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (CODESC), em 2 de janeiro de 1995 e em 2 de janeiro 1997.

Em 1994, coordenou a reconstrução do Hospital de Caridade, em Florianópolis, devido ao incêndio que destruiu parte do prédio. No período de 1996 a 2000, foi Provedor do Hospital e presidiu a Fundação Cultural Senhor Jesus dos Passos, de Florianópolis (2000-2001). 

Eleito a Vereador (por média) à Câmara Municipal de Florianópolis, em 2000, tomou posse e integrou a Mesa Diretora da Casa como 2º Secretário (2000-2004). Exerceu os cargos de Vice-Presidente da Comissão de Constituição e Justiça (2004), de Secretário Municipal da Defesa do Cidadão da Capital (2005) e de Secretário Extraordinário de Assuntos Parlamentares do Prefeito de Florianópolis (2006), Dário Berger

Requereu sua anistia política em 30 de janeiro de 2004, foi concedida e publicada no Diário Oficial da União, em 14 de junho de 2007. 

Participou do Conselho Fiscal da Fundação Senhor dos Passos (2015-2017), como suplente.

Ajudou a criar a Sociedade Espírita de Recuperação, Trabalho e Educação (SERTE), uma entidade espírita localizada no norte da ilha de Santa Catarina, no bairro Cachoeira do Bom Jesus. Lá é feito um trabalho voltado para os idosos carentes. 

Participou da Feira da Esperança, realizada pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Florianópolis.

Autor da Lei que declarou de utilidade pública municipal de Florianópolis a Associação Catarinense de Imprensa (ACI) - Casa do Jornalista, e foi um dos idealizadores do Troféu Dakir Polidoro, conferido pela mesma instituição.  

Homenagens (entre tantas recebidas)

  • Homenageado na Comemoração aos 284 anos de Florianópolis, em 2010.
  • Homenagem às personalidades do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), pela passagem dos seus 47 anos de fundação, em 2013.
  • Homenageado na Comemoração aos 25 anos de instalação da Assembleia Constituinte em Santa Catarina, em 2013.
  • Homenagem aos 100 ex-deputados do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), em 2016.
  • Homenageado como Deputado Constituinte de 1989, em sessão especial da Assembleia Legislativa, em 2019, nas comemorações de 30 anos da Carta Constitucional catarinense.

Medalhas

  • Medalha de Mérito da Polícia Militar de Santa Catarina.
  • Medalha de Mérito Dias Velho, do município e da Câmara Municipal de Porto Alegre.
  • Medalha de Mérito Dakir Polidoro, da Associação Catarinense de Imprensa (ACI).

Troféus

  • Troféu da Assembleia Legislativa catarinense, em 1999, pela Legislatura exercida.
  • Troféu RBS TV.
  • Troféu Manezinho da Ilha.
  • Troféu Amigo da Comunidade.
  • Troféu Amigo do Livro.
  • Troféu Governador Celso Ramos, em 14 de agosto de 2017, que reconhece pessoas que tenham se destacado na área pública, empresarial e política da Capital catarinense.

1 Atual Ensino Fundamental I.
2 Atual Ensino Fundamental II.
3 Atual Ensino Médio.

Mandatos

Referências

FOTO: Aloísio Piazza. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTI5Mjg=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Coordenadoria de Informações. Fichas Datilografadas/Digitalizadas das Legislaturas: de 1945 a 2018.

DÜTRA, Ricardo Aldo. Florianópolis: A Organização Político-administrativa / A Intendência Distrital 1889-1992. 1994. 120 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de História, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1994. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTI5MTU=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

ELEIÇÕES E POLÍTICA. Aloísio Acácio Piazza. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTI5NDE=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

FAMÍLIA MACHADO. Adriana Piazza Elpo. 2010. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTI5NTQ=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

FUNDAÇÃO SENHOR DOS PASSOS. Diretoria. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTI5Njc=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

HASCKEL, Selita. Gestão Democrática na Educação Infantil: a eleição para diretor de creche . 2005. 177 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Pedagogia, Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTI5ODM=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Redemocratização: Constituinte de Santa Catarina. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rOTgwNjY=>. Acesso em: 10 mar. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

RODRIGUES, Fernando. Aloísio Piazza / Piazza (2008). Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTI5OTY=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

SANTA CATARINA. Agência AL. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Alesc celebra os 30 anos da Constituição Estadual. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rOTQxNzk=>. Acesso em: 2 out. 2019.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: n° 4.683. 1999. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzE3MQ==>. Acesso em: 15 mai. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 4.745. 2000. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMwMjI=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 4.887. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMwMDk=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 5.485. 2005. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMwNDg=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 5.585. 2006. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMwMzU=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 6.150. 2010. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMxMTM=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 6.326. 2011. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMxMjY=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 6.356. 2011. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMxMzk=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 6.543. 2013. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMxMDA=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 6.631. 2013. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMwNzQ=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 7.080. 2016. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMxNTI=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa. Constituição Estadual de 1989. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjkzNzY=>. Acesso em: 16 mar. 2017.

SCHMITT, Gabriel. A Conformação dos Espaços Públicos do Sistema Financeiro Catarinense (1983-2002): Um estudo das redes de relações constituídas. 2007. 204 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Sociologia Política, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2007. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTMxNjg=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

SEVERO, Antunes. Ganhadores do Prêmio Dakir Polidoro de jornal, rádio, TV, foto e cine . 2011. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTI4OTk=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

SILVA, Tiago. Projeto de Resolução Nº: PR./02046/2017. 2017. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTI4ODY=>. Acesso em: 21 fev. 2018.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Resenha Eleitoral - Eleições Catarinenses 1945-1998. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjI2OQ==>. Acesso em: 30 nov. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Aloísio Piazza. 2020. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/49-Aloisio_Piazza>. Acesso em: 27 de outubro de 2021.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2020)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2020)

Memória Política de Santa Catarina