Manuel Marques Guimarães
Manuel Marques Guimarães

Militar e comerciante, natural de Garopaba/SC. Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, por duas vezes, no século XIX.

Informações Gerais

Filiação
Manoel Marques Guimaraes e Feliciana Maria do Rosário
Nascimento
26/02/1802
Local de nascimento
Garopaba/SC
Falecimento
25/12/1882
Local de falecimento
Desterro/SC
Formação
Militar
Profissão
Militar e comerciante
Partido
Partido Progressista

Manuel Marques Guimarães

Nasceu em 26 de fevereiro de 1802, em Garopaba/SC. Filho dos portugueses1 Feliciana Maria do Rosário e de Manoel Marques Guimarães. Seu pai era Sargento-Mor e Administrador da Armação Baleeira na Freguesia de São Joaquim da Garopaba (atual Garopaba).

Manuel era filho único, além do considerável patrimônio da família, herdou o gosto pela carreira militar e pelos negócios na Administração da baleeira, tanto que após a morte do pai (1824), assumiu os negócios.

Como militar recebeu as promoções de: Sargento do 2o Regimento de Milícias do Desterro/SC (atual Florianópolis), reformado na patente em 26 de fevereiro de 1816; Alferes da 3ª Cia. do 2o Regimento de Infantaria de Milícias, em 5 de março de 1823; Tenente, em 11 de outubro de 1823, da unidade em que servia; e Capitão da Guarda Nacional.

Por volta de 1827, casou com Ana Alexandrina de Abreu Guimarães e tiveram os filhos: Maria, Manoel, Feliciano e José Marques Guimarães (militar condecorado, Vice-Almirante, Deputado na Assembleia Provincial de Santa Catarina, entre os anos de 1864 e 1871, além de Governador das Províncias do Paraná/PR e do Rio de Janeiro/RJ).

Mudou-se para Desterro/SC (atual Florianópolis) em 1830, onde tinha um escritório comercial, imóveis e escravos.  

Concorreu e foi eleito Deputado para a Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, participando da Legislatura (1850-1851).

Em 1863, era Delegado de Polícia e Juiz Municipal (substituto) em Desterro.

Jornal de 5 de setembro de 1865 apresenta uma lista e Manuel compõe o Corpo de Voluntários para a Guerra do Paraguai. Foi Oficial de uma bateria com 54 voluntários combatentes, conforme carta escrita em Tuyuty, a 29 de novembro de 1867. (O DESPERTADOR, 1867)

Em 1867, era eleitor de Paróquia pelo Partido Progressista.

Em 30 de janeiro de 1871, em eleição complementar para preenchimento de uma vaga de Deputado à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, com 127 votos, Manuel foi eleito para a 18ª Legislatura (1870-1871). Atuou com o filho, José Marques Guimarães, na mesma Legislatura.

Faleceu em 25 de dezembro de 1882, em Desterro/SC.

Homenagem

Rua: Marques Guimarães, Centro, Garopaba/SC. (Reconhecimento à família pela criação da Vila, que se tornaria Freguesia e hoje cidade).

Imagem 

Anúncio de Manuel Marques Guimarães sobre um escravo, 1865
Fonte: O DESPERTADOR. Ano 1865\Edição 00224. 

1 “Capitão Manoel Marques Guimarães (natural da Cidade de Lisboa, freguesia de Sanctos Velhos) e de Felicidade Maria Caetana Joaquina, natural desta dita Matriz da Nossa senhora do Rosário da Enseada de Brito, neto paterno: Antônio Marques Guimarães e Dona Maria Caetana Joaquina, natural da dita Cidade de Lisboa, freguesia ele, da Villa de Guimarães: pela materna neto de João de Souza Machado, natural da Freguesia de Santo Amaro da Ilha de S. Jorge e de Isabel Maria natural da mesma Ilha, freguesia de Nossa Senhora das Neves do Norte Grande.” (SOUZA, 2014)

Mandatos

Referências

Edital. O Despertador. Desterro, 12 jun. 1863. p.4, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTAzNzU=>. Acesso em: 28 jun. 2017.

Eleição Geral. O Despertador. Desterro, 8 jan. 1867. A Pedido, p.3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTA0Njc=>. Acesso em: 28 jun. 2017.

Factos Diversos: Do Sul. O Despertador. Desterro, 20 dez. 1867. Parte Noticiosa, p.2-3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTA0OTA=>. Acesso em: 28 jun. 2017.

Ferimento. O Despertador. Desterro, 17 fev. 1863. Noticiario, p.1-2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTAzNTI=>. Acesso em: 28 jun. 2017.

O Despertador: Desterro, 5 de setembro. O Despertador. Desterro, 5 set. 1865. p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTA0NDQ=>. Acesso em: 28 jun. 2017.

Para membros da Assembléa Legislativa Provincial de Santa Catharina. O Despertador. Desterro, 1 set. 1863. A Pedido, p.2-3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTAzOTg=>. Acesso em: 28 jun. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

GUIMARÃES, Manoel Marques. Annuncios. O Despertador. Desterro, 7 mar. 1865. p.4, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTA0MjE=>. Acesso em: 28 jun. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SOUZA, João Pacheco. Manoel Marques Guimarães (Filho) e a Freguesia de Garopaba. 2014. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTAzMzI=>. Acesso em: 27 jun. 2017.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Manuel Marques Guimarães. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/674-Manuel_Marques_Guimaraes>. Acesso em: 14 de agosto de 2020.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2019)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2019)

Memória Política de Santa Catarina