Oswaldo Rodrigues Cabral
Oswaldo Rodrigues Cabral

Médico, professor, escritor e militar, natural de Laguna/SC. Deputado Constituinte de 1947 e Deputado Estadual na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, no século XX. Autor de vasta obra consagrada, especialmente sobre a história catarinense.

Informações Gerais

Filiação
Ary Natividade Cabral e Luiza Rodrigues Cabral
Nascimento
11/10/1903
Local de nascimento
Laguna /SC
Falecimento
17/02/1978
Local de falecimento
Florianópolis/SC
Formação
Medicina
Profissão
Médico, professor, escritor e militar
Partido
União Democrática Nacional (UDN)

Oswaldo Rodrigues Cabral

Nasceu em 11 de outubro de 1903, em Laguna/SC. Filho de Luiza Rodrigues Cabral e de Ary Natividade Cabral (militar e tesoureiro do Banco Nacional do Comércio, em 1935).

Os estudos primários1 realizou no Colégio Nossa Senhora das Dores (1910), em Porto Alegre/RS, e no Grupo Escolar Lauro Müller (1911), o ginasial2 frequentou no Ginásio Catarinense (1912-1916), o secundário3, na Escola Normal Catarinense (1919) - todos em Florianópolis/SC, finalizando-o no Ginásio Paranaense (1920-1923), em Curitiba/PR. Graduou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro/RJ - Universidade do Brasil (1929).

Em 1913, mudou-se com a família da cidade natal para Joinville/SC e, depois, para Florianópolis (1914). Integrou a Escola de Escoteiros “Tiro 40” (1917). Assinou seu primeiro artigo no jornal A Notícia com o nome "K" (bral), sob o título "Futurismo". Utilizava também outros pseudônimos, como "Luiz de Olinda", "Mário Netto", "Egas Godinho" e "João, só".

Em 1922, retornou a Joinville, onde foi professor na Escola Complementar. Ao mesmo tempo, foi professor primário em São Francisco do Sul/SC e em Joinville (no Grupo Escola Conselheiro Mafra).

Em 20 de dezembro de 1930, casou-se com Olívia dos Santos Ramalho, em Joinville, e passou a exercer a profissão no Hospital de Caridade (1930-1936).

Transferiu-se com a família para Florianópolis e, em 1937, a Companhia Editora Nacional publicou sua primeira obra de importância, Santa Catarina História e Evolução. No mesmo ano, representou a Prefeitura de Florianópolis na Junta Executiva Regional de Estatística.

No dia 1º de novembro de 1938, foi eleito membro da Academia Catarinense de Letras.

Em 1943, a convite do Departamento de Estado Norte-Americano, ministrou curso na Universidade de Minnesota sobre tratamento da paralisia infantil. Ainda em 1943, foi nomeado Primeiro-Tenente do Exército de 2ª Linha Médica, por decreto assinado pelo Presidente Getúlio Vargas.

Pela União Democrática Nacional (UDN), concorreu à vaga de Deputado Estadual para a Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Recebeu 2.159 votos, ficou na posição de primeiro Suplente de seu partido, e, convocado, participou da Constituinte Estadual (1947) e da Legislatura (1947-1951), na vaga de Luís Dalcanale, que renunciou ao mandato.

Em 1948, foi um dos idealizadores do 1º Congresso Catarinense de História, sediado em Florianópolis, de iniciativa do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, do qual era Presidente.

Reeleito, com 2.802 votos, pela UDN, tomou posse como Deputado Estadual na Assembleia catarinense, participou da Legislatura (1951-1955) e presidiu a Assembleia de 10 de abril de 1954 a 31 de janeiro de 1955.

Um dos mais destacados pesquisadores da história de Santa Catarina, autor de obras sobre medicina, antropologia e história. Na Academia foi: Professor de Medicina Legal na Faculdade de Direito (1952), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); regeu a cadeira de História da Antiguidade e da Idade Média (1955) e ministrou Antropologia Cultural (1956) - ambas na Faculdade de Filosofia, sendo desta última um dos fundadores; dirigiu a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, da UFSC (1961-1963); idealizou, fundou e foi o primeiro Diretor do Instituto de Antropologia da UFSC (1968) - dedicada aos estudos de Antropologia, Arqueologia e Etnologia.

Integrou associações culturais nacionais e estrangeiras, entre elas, o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e os Institutos Históricos e Geográficos dos estados brasileiros: Bahia/BA, Minas Gerais/MG, Paraná/PR, Pernambuco/PE, Rio Grande do Sul/RS e de Santa Catarina/SC. Além de ter sido membro das Academias de Letras do Paraná e do Piauí/PI.

Aposentou-se compulsoriamente em 1973, aos 70 anos.

Faleceu em 17 de fevereiro de 1978, em Florianópolis/SC, vítima de infarto, sendo sepultado no Cemitério do Senhor dos Passos, junto ao Hospital de Caridade.

Homenagens

  • Praça Oswaldo Rodrigues Cabral, Imirim, São Paulo/SP.
  • Avenida Osvaldo Rodrigues Cabral, Centro, Florianópolis/SC.
  • Escola de Ensino Básico Professor Oswaldo Rodrigues Cabral, Bela Vista, São José/SC.
  • Escola Municipal Professor Oswaldo Cabral, Petrópolis, Joinville/SC. 
  • Museu Universitário Professor Oswaldo Rodrigues Cabral, na UFSC, nomeado em maio de 1993.
  • Centro de Memória Deputado Oswaldo Rodrigues Cabral, da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (23 de setembro de 2003, DP Nº 018/03).
  • Título de Professor Emérito da UFSC (1974).
  • Homenageado pela ALESC - 107ª Sessão Solene, em 5 de outubro de 1999, na qual um troféu e uma placa (in memoriam) foram entregues a sua representante.
  • Homenageado pela ALESC, em celebração ao centenário de seu nascimento - 31ª Sessão Solene, em 13 de outubro de 2003.
  • Homenageado pela ALESC, como Ex-Presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina - 40ª Sessão Especial, em 3 de dezembro de 2013, representado por sua sobrinha, Sara Regina Poyares dos Reis.

Obras

Possui mais de 50 livros e dezenas de artigos, citamos algumas:

1937 - Santa Catarina - História, Evolução;
1939 - Laguna e Outros Ensaios;
1939 - A República Juliana e as Comemorações do seu Centenário (mimeografia);
1940 - Os Jesuítas em Santa Catarina e o Ensino de Humanidade na Província;
1940 - Evolução Histórica, Econômica e Social de Santa Catarina (conferência);
1940 - Notícia sobre as ruas da Desterro colonial (comunicação);
1941 - A Vitória da Colonização Açoriana (comunicação);
1945 - A Venerável Ordem Terceira da Ilha de Santa Catarina;
1945 - Terra de Liberdade, diário de viagem após visita a várias cidades norte-americanas, entre elas Nova York, Chicago, São Francisco, Los Angeles e Washington;
1948 - Assuntos insulanos (artigos - centenário do povoamento açoriano de SC);
1948/1951 - A Música em Santa Catarina, no século 19;
1951 - Os Açorianos;
1953 - Raízes Seculares de Santa Catarina (Revista do Instituto Histórico da Ilha Terceira, Açores, Portugal);
1956 - Raízes Seculares de Santa Catarina;
1958 - Brusque - História de uma colônia nos tempos do Império;
1958 - Os Primeiros Povoadores de Gaspar;
1958 - A Medicina Teológica e as Benzeduras: Suas raízes na história e sua persistência no folclore. Revista do Arquivo Municipal. São Paulo: Dep. de Cultura;
1971 - Nossa Senhora do Desterro, em quatro volumes, pela Imprensa Universitária. Em 1979, o livro é reeditado pela Editora Lunardelli;
1972 - As Defesas da Ilha de Santa Catarina no Brasil Colonial;
1972 - A Participação de Santa Catarina no Movimento de Independência do Brasil. (monografia).
1 Atual Ensino Fundamental I.
2 Atual Ensino Fundamental II.
3 Atual Ensino Médio.

Mandatos

Imagens
Referências

Chefatura de Policia. O Dia: Orgão do Partido Republicano Catharinense. Florianópolis, 18 fev. 1917. n. 8507, p.3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzYxOTM=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

E. M. PROFº OSWALDO CABRAL: Esse blog tem como objetivo divulgar ações educativas desenvolvidas nesta Unidade Escolar. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzU5MTY=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

Instrucção Publica. Republica: Orgam do Partido Republicano Catharinense. Florianópolis, 3 fev. 1923. n. 1266, p.1-2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzYyMTY=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

Notas Mundanas: Anniversarios. A Noticia. Joinville, SC, 21 jan. 1932. n. 1037, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzYwODI=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

ACHE CEP. Osvaldo Rodrigues Cabral. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzU3ODk=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

ALCANTARA, Alex. Casa Dr. Oswaldo Cabral será a sede da CASA COR SC 2016: Na primeira reunião operacional, os novos franqueados apresentaram novidades para a edição de 2016 da mostra catarinense!. 2016. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzU4MDI=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: nº 5.178. 2003. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzU3NjM=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: nº 5.180. 2003. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzU3NzY=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Coordenadoria de Informações. Fichas Datilografadas/Digitalizadas das Legislaturas: de 1945 a 2018.

CONTEÚDO ABERTO. IN: WIKIPÉDIA: A ENCICLOPÉDIA LIVRE. Osvaldo Rodrigues Cabral. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzYyNTg=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

DINIZ, Lucas Gabriel. Foto: Sara Regina Poyares dos Reis recebe homenagem pelo tio, deputado Oswaldo Rodrigues Cabral. 2013. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzU4MTU=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

GUIA MAIS (Santa Catarina). EEB OSVALDO RODRIGUES CABRAL. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzU5Mjk=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

JESUS, Giselli Ventura de. Dinâmica Sociespacial do Distrito de Santo Antônio de Lisboa (Florianópolis/ SC): Passado e Presente. 2011. 249 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Geografia, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzYwMTA=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

JORNAL DE LAGUNA (Santa Catarina). Oswaldo Rodrigues Cabral. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzYwMjM=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

PEREIRA, Moacir. Presidentes: O Legislativo na República. Florianópolis: Editora Insular, 2013. 192 p.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: nº 5.168. 2003. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzU3Mzc=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: nº 5.177. 2003. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzU3NTA=>. Acesso em: 13 jul. 2017.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa. Constituição Estadual de 1947. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjkzNTA=>. Acesso em: 16 mar. 2017.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Resenha Eleitoral - Eleições Catarinenses 1945-1998. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjI2OQ==>. Acesso em: 30 nov. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Oswaldo Rodrigues Cabral. 2020. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/765-Oswaldo_Rodrigues_Cabral>. Acesso em: 28 de fevereiro de 2021.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2020)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2020)

Memória Política de Santa Catarina