Renato de Medeiros Barbosa
Renato de Medeiros Barbosa

Advogado, professor e jornalista, natural de Florianópolis/SC. Deputado Constituinte de 1935, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, no século XX.

Informações Gerais

Filiação
Lídio Martins Barbosa e Maria Lucília de Medeiros Barbosa
Nascimento
28/08/1902
Local de nascimento
Florianópolis/SC
Falecimento
19/01/1988
Local de falecimento
Florianópolis/SC
Formação
Direito
Profissão
Advogado, professor e jornalista
Partido
Partido Republicano Catarinense (PRC)

Renato de Medeiros Barbosa

Nasceu em 27 de agosto de 1902, em Florianópolis/SC. Filho de Maria Lucília de Medeiros Barbosa e de Lídio Martins Barbosa (jornalista, comerciante e Deputado na Assembleia Legislativa catarinense). Seu tio, Ricardo Martins Barbosa, também foi Deputado na mesma Assembleia.

Na cidade natal, Renato cursou o primário (no Colégio Coração de Jesus) e o ginasial (no Ginásio Catarinense). Fez bacharelado e se formou em Direito, pela Faculdade de Direito do Paraná/PR, em 1930. Nesse Estado, foi auxiliar de escriturário (concursado) dos Correios e Telégrafos e Promotor Adjunto nos municípios de Tibagi e Castro.

Em 1926, mudou-se para o Rio de Janeiro/RJ, trabalhou no LLoyd Brasileiro, no jornal O País, na Gazeta do Povo, entre outros, e exerceu a profissão.

A partir da década de 1930, passou a se consolidar no cenário político e cultural de Florianópolis, reunia-se com colegas do Ginásio Catarinense, acompanhava a cultura literária da época, recitava “O Incêndio de Roma”, de Olavo Bilac, entre outros, analisava e escrevia sobre a “Geração da Academia” (Academia Catarinense Letras), que ele próprio denominava como “Geração Hermética”, além de listar os principais nomes de intelectuais do local e de discursar sobre vários temas.

Em Tubarão/SC, fundou o jornal O Cruzeiro e, por motivos políticos, foi preso em 1932. Depois de libertado, continuou advogando em escritório próprio e se dedicou à política.

Deputado eleito à Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, pela coligação “Por Santa Catarina”, que reunia os republicanos, foi Deputado Constituinte de 1935, atuante na 1ª Legislatura (1935-1937).

Professor concursado da Faculdade de Direito de Santa Catarina até se aposentar, lecionou Direito Internacional Privado, enquanto escrevia para jornais da Capital.

No ano de 1941, mudou-se para o Rio de Janeiro, exercendo ali a advocacia, além de outras funções.

Considerado um homem muito culto, é autor de O Garoto e a Cidade (Florianópolis dos Anos 20), de 1979, a obra é uma “narrativa ficcional em tons autobiográficos de Renato Barbosa sobre a sua infância e juventude na Florianópolis dos anos 1920”, (MATOS, p. 93); da biografia de Francisco Tolentino e sua época (1984); e do livro Cofre Aberto, publicado em 1982.

Por sua produção, foi indicado e ocupou a Cadeira no 33 da Academia Catarinense de Letras e a Cadeira no 29 da Academia Catarinense de Letras Jurídicas, onde é Patrono, e foi membro do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina.

Faleceu em 19 de janeiro de 1988, em Florianópolis/SC

Homenagem: Rua Professor Renato Barbosa, Jurerê, Florianópolis/SC.

Mandatos

Referências

ACHE CEP. Professor Renato Barbosa. Disponível em: <https://goo.gl/VXkbGc>. Acesso em: 11 out. 2018.

ARCHIVE.TODAY. Foto: Renato de Medeiros Barbosa. Disponível em: <https://goo.gl/TbnbGY>. Acesso em: 8 out. 2018.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

BARBOSA, Renato. Francisco Tolentino e sua época. Florianópolis: Assembleia Legislativa de Santa Catarina, 1984. 158 p.

BARBOSA, Renato. Geração abolicionista. Florianópolis: Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina / IOESC, 1940. 130 p.

BARBOSA, Renato. O Garoto e a Cidade (Florianópolis dos Anos 20). . Florianópolis: Ioesc, 1979. 189 p.

CARDOSO, Paulino de Jesus Francisco. Em busca de um fantasma: as populações de origem africana em Desterro, Florianópolis, de 1860 a 1888. 2007. Disponível em: <https://goo.gl/kuvFP5>. Acesso em: 8 out. 2018.

CARVALHO, José Murilo de. República, democracia e federalismo Brasil, 1870-1891. Disponível em: <https://goo.gl/9aKbLh>. Acesso em: 8 out. 2018.

FILHO, Fernando Bartholomay. Recordando o 13 de maio: o cinqüentenário da abolição na imprensa de Florianópolis e no Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina. 2011. Disponível em: <https://goo.gl/1CKPn1>. Acesso em: 8 out. 2018.

MATOS, Felipe. Armazém da Província: Vida Literária e Sociabilidades Intelectuais em Florianópolis na Primeira República. 2014. 241 f. Tese (Doutorado) - Curso de História, , Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014. Disponível em: <https://goo.gl/tepJUM>. Acesso em: 7 ago. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SACHET, Celestino. A Literatura Catarinense. Florianópolis: Lunardelli, 1985. 1 p.

SACHET, Celestino. As transformações estético-literárias dos anos 20 em Santa Catarina. Florianópolis: UDESC - Edeme, 1974. 1 p.

SANTA CATARINA. Constituição de 1935. Disponível em: <https://goo.gl/WvK9LD>. Acesso em: 7 nov. 2016.

SANTA CATARINA. Centro de Ciências Jurídicas - UFSC. Histórico. Disponível em: <https://goo.gl/h9pRKc>. Acesso em: 8 out. 2018.

STOETERAU, Lígia De Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Renato de Medeiros Barbosa. 2018. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/828-Renato_de_Medeiros_Barbosa>. Acesso em: 12 de dezembro de 2018.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2018)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2018)

Memória Política de Santa Catarina