Admir Bortolini
Admir Bortolini

Engenheiro agrônomo e técnico agrícola, natural de Concórdia/SC. Vereador na terra natal, Deputado Constituinte e Deputado Estadual na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, no século XX.

Informações Gerais

Nome completo
Admir Áureo Bortolini
Filiação
Olympia Masiero Bortolini e Attílio Bortolini
Nascimento
01/06/1946
Local de nascimento
Concórdia/SC
Falecimento
06/02/2021
Local de falecimento
Florianópolis/SC
Formação
Agronomia
Profissão
Engenheiro Agrônomo
Partido
Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB)

Admir Bortolini

Nasceu em 1º de junho de 1946, em Concórdia/SC. Filho de Olympia Masiero Bortolini e de Attílio Bortolini, que era celeiro em Alto Bela Vista e mais tarde comerciante da Bortolini Ltda.

Admir realizou as seguintes formações educacionais:

  • Ensino Fundamental (antigo primário), no Colégio São José, na terra natal, concluído em1959;
  • O antigo Ginásio, no Ginásio Agrícola Senador Gomes de Oliveira, em Araquari/SC, (1960-1962), e no  Ginásio Agrícola Caetano Costa, em Lages/SC, (1963-1964);
  • 1º Científico (ensino médio) fez no Colégio Vidal Ramos (1965) e no Colégio Agrícola Lysimaco Ferreira da Costa (1966-1968), em Rio Negro/PR, formando-se em Técnico Agrícola;
  • Curso de Engenheiro Agrônomo, na Universidade Federal de Pelotas (1969-1972), na Faculdade de Agronomia Elizeu Maciel e na Faculdade de Agronomia de Passo Fundo/RS, graduando-se em 1973.

Casou com Zilá Falck (Pedagoga) e são pais de Raquel, Rodrigo e Gabriela.

Por sua atuação profissional, Admir pôde analisar o desenvolvimento das atividades agrícolas de Concórdia e regiões vizinhas. Por esse motivo, passou a se envolver cada vez mais nessa área e teve a oportunidade de representar a região como Vereador na Câmara Municipal de Concórdia, de 1976 a 1982, e Deputado Estadual na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, de 1983 a 1991.

Atividades políticas e partidárias

Vereador na Câmara Municipal de Concórdia, de 1976 a 1982.

Deputado Estadual na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC), participou da 10ª Legislatura (1983-1987), eleito pelo Partido do Movimento Democrático (PMDB), com  22.082 votos.

Secretário Geral do PMDB em Santa Catarina, nos anos de 1985 e 1986.

Deputado Estadual na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, integrou a 11ª Legislatura (1987-1991), também pelo PMDB, com 14.582 votos, foi suplente convocado e Deputado Constituinte (Constituição assinada em 5 de outubro de 1989, exerceu de novembro de 1988 a janeiro de 1991.

Atividades parlamentares

Participou das seguintes Comissões:

  • Comissão Constituinte de Economia, Finanças e da Ordem Social (Membro efetivo), em 1989.
  • Constituinte Estadual de 1989 (Membro suplente).
  • Comissão de Redação de Leis (Membro), em 1990.
  • Comissão de Ciências, Tecnologia, Agricultura, Economia e Desenvolvimento (Presidente), em 1983 e 1984.
  • Comissão de Serviços Públicos, Trabalho, Municipalismo e Assistência Social (Vice-Presidente), em 1987.
  • Comissão de Defesa do Consumidor (Presidente), em 1989.
  • Vice-líder da Bancada do PMDB na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em 1989.
  • Comissão de Ciências, Tecnologia, Agricultura, Economia e Desenvolvimento (Presidente), em 1989 e 1990.

Líder da Bancada do PMDB na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em 1990.

Como Deputado Estadual, foi autor de diversos Projetos de Lei (PL's) apresentados na Assembleia Legislativa catarinense, dentre os quais se destaca o P.L. 123/83. Tal Projeto resultou na Lei Estadual Nº 6.452, que “dispõe sobre o controle de agrotóxicos e de outros biocidas a nível estadual e dá outras providências”.

Participou da Constituinte Estadual de 1989, sendo autor de 13 Emendas Constitucionais, sendo oito delas relacionadas à área de agricultura e agropecuária.

Cobrou posicionamento do Governo Federal quanto à extinção do Banco Nacional de Crédito Cooperativo (BNCC) - que causou danos às mais de 570 cooperativas, bem como aos seus depositantes e funcionários.

Exigiu posicionamento do Governo Federal e dos representantes catarinenses no Congresso para que apresentassem emendas à Medida Provisória Nº 151, para que o cooperativismo fosse estimulado em todo território nacional e reconhecido como instrumento de desenvolvimento.

Expôs ao Ministro da Agricultura a situação delicada que a suinocultura catarinense enfrentava e cobrou maior valorização deste setor, com uma atenção especial à abertura de canais de exportação, consulta aos produtores e viabilização do custo de produção em relação ao custo de mercado.

Posicionou-se contra a extinção da Empresa Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMBRATER), pois segundo sua visão, não era correto acabar com um sistema exemplar em sua concepção e funcionamento. Sugeriu ainda que, caso não fosse possível reverter a extinção da mesma, fosse criada uma coordenação nacional, a fim de dar continuidade aos trabalhos de extensão rural.

Também foi contra a extinção do Laboratório de Apoio Animal em Santa Catarina, destacando a importância das atividades do Laboratório para a o desenvolvimento da economia do Estado. Entre seus argumentos citou a defesa sanitária animal, inspeção de origem animal ao comércio exterior e a ao consumo interno e ainda o apoio às atividades da ACARESC, ACARPES, Secretaria da Fazenda, Secretaria da Agricultura, entre outros.

Enquanto parlamentar, homenageou e demonstrou apoio às mulheres dizendo que era com satisfação que via cada vez mais espaços na vida ativa da sociedade, tanto na administrativa como na política, sendo ocupado por elas.

Atividades profissionais

  • Presidente da Casa da Agricultura (COPERD), em Concórdia/SC, 1974.
  • Diretor do Departamento Técnico da Casa do Agricultor, de 1974 a 1982.
  • Funcionário da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI).
  • Presidente da Associação de Crédito e Assistência Pesqueira de Santa Catarina (ACARPESC).
  • Diretor Administrativo e sócio gerente da Automitos, revendedora da Volkswagen, em Palmitos/SC.
  • Supervisor de Estágio para alunos do 3º ano do Colégio Agrícola de Concórdia, de 1978 e 1979.
  • Chefe do Departamento Técnico da COPERDIA, em Concórdia, no ano de 1974.
  • Chefe do Departamento Técnico da Casa do Agricultor, em Concórdia, de 1974 a 1980.
  • Perito Avaliador do Fórum a Comarca de Concórdia, em 1979.
  • Secretário Executivo da ACRPESC, em 1987 e 1988.
  • Assessor Técnico do Fundo de Terras de Santa Catarina - nesta função, executou análises de projetos e contribuiu na administração de dois mil mutuários do FUNTER com visitas a manutenção e regularização de mutuários do Programa, de 1994 a 1998.
  • Nomeado pela Direção da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) para reavaliar as áreas indígenas e benfeitorias nos municípios de José Boiteux e Victor Meirelles, representando o FUNTER e a Secretaria de Agricultura e Abastecimento, em 21 de novembro de 1997.

Participou diversas vezes da Comissão de Fiscalização em trabalhos operacionais referentes ao PROCERA (INCRA), em 1997 e 1998.

Foi Engenheiro Técnico da EPAGRI e exerceu função como analista de projetos, buscando o aperfeiçoamento da apicultura em Santa Catarina.

Faleceu dia 6 de fevereiro de 2021, em Florianópolis/SC, onde foi cremado.

Palestras, cursos e seminários

  • Seminário EMBRAPA-CNPSU Concórdia sobre suinocultura, 8 horas-aula.
  • Curso sobre Receituário Agronômico e Defensivo, promovido pela UFPEL, de 22 a 25 de março de 1979, em São Miguel do Oeste,  30 horas-aula.
  • Curso de Herbicidologia, dias 27 e 28 de setembro de 1973, 15 horas-aula.
  • Participante  do 1º Encontro Catarinense Sobre Fitossanidade, de 3 a 5 de novembro de 1999.
  • Participante do 8º Curso de Crédito Rural, promovido pela Sociedade de Agronomia do Rio Grande do Sul, de 12 a 16 de novembro de 1973.
  • Congressista do 4º Congresso Estadual de Engenheiros Agronômos, de 8 a 11 de setembro de 1998.
  • Palestrante para alunos do 3º ano do Colégio Agrícola de Concórdia, sobre Crédito Rural, em 14 de maio de 1981.
  • Palestrante do 1º Seminário Estadual de Receituário Agronômico promovido pelo CREA, SEAGRO e AEASC, de 9 a 11 de setembro de 1992, em Florianópolis.

Homenagem

Homenageado como Deputado Constituinte, em sessão especial da Assembleia Legislativa, em 2019, nas comemorações de 30 anos da Carta Constitucional catarinense de 1989.

Imagens

Assinatura do Deputado Admir Bortolini
Fonte: Assembleia Legislativa de Santa Catarina - 1945 a 2018.
 
Foto - Admir Bortolini em “santinho” de campanha eleitoral
Fonte: Acervo Admir Bortolini.

Mandatos

Referências

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Coordenadoria de Informações. Fichas Datilografadas/Digitalizadas das Legislaturas: de 1945 a 2018.

BORTOLINI, Ademir; VIANNA, Bulcão. Lei Nº 6452, de 19 de novembro de 1984. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTUzOTE=>. Acesso em: 10 jul. 2017.

BORTOLINI, ADMIR. .. Acervo pessoal: Documentos e fotos.

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Redemocratização: Constituinte de Santa Catarina. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rOTgwNjY=>. Acesso em: 10 mar. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SANTA CATARINA. Agência AL. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Alesc celebra os 30 anos da Constituição Estadual. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rOTQxNzk=>. Acesso em: 2 out. 2019.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa. Constituição Estadual de 1989. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjkzNzY=>. Acesso em: 16 mar. 2017.

SANTA CATARINA. Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina. Resenha Eleitoral: Eleições Catarinenses 1945-1998. Florianópolis: Comissão Editorial do TRE, 2001. 198 p. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQ2Mw==>. Acesso em: 16 mai. 2018.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Resenha Eleitoral - Eleições Catarinenses 1945-1998. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjI2OQ==>. Acesso em: 30 nov. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Admir Bortolini. 2021. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/22-Admir_Bortolini>. Acesso em: 27 de outubro de 2021.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2021)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2021)

Memória Política de Santa Catarina