Manuel Joaquim de Almeida Coelho
Manuel Joaquim de Almeida Coelho

Militar, escritor e historiador, natural de Desterro/SC. Patrono dos historiadores catarinenses. Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, no século XIX.

Informações Gerais

Filiação
Manoel Coelho Rodrigues e Laureana Joaquina de Almeida
Nascimento
09/11/1792
Local de nascimento
Desterro/SC
Falecimento
25/02/1871
Local de falecimento
Desterro/SC
Formação
Militar
Profissão
Militar, escritor e historiador

Manuel Joaquim de Almeida Coelho

Nasceu em 9 de novembro de 1792, em Desterro/SC (hoje Florianópolis). Filho de Manoel Coelho Rodrigues (Brigadeiro das Forças Armadas) e Laureana Joaquina de Almeida1.

Os avós paternos de Manuel Joaquim eram migrantes naturais de Portugal: Francisco (da Ilha do Corvo) e Maria Úrsula do Canto (da Ilha de São Miguel), tiveram onze filhos.

Seu irmão, Joaquim de Almeida Coelho, foi  militar, Vereador na Câmara de Desterro, Conselheiro Geral da Província e Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina.

Manuel realizou os estudos primários e os iniciais de humanidades, em Desterro/SC, onde se alistou no Regimento de Infantaria de Linha da Ilha de Santa Catarina. Com o passar dos anos conseguiu promoções militares: Soldado (em 11 de novembro de 1808), Cabo, Sargento e Cadete Porta-Bandeira. Em 27 de junho de 1820, ingressou no Regimento nº 24 da Cavalaria Ligeira de 2ª Linha e foi nomeado Ajudante, em 12 de outubro de 1821, e Capitão, a 24 de novembro de 1825.

Como militar, participou das Campanhas do Sul (1811 e 1812) e da Guerra contra Artigas (1816-1820). O objetivo de Dom João era invadir e anexar o Uruguai ao Brasil, movimento militar denominado de “Incorporação da Cisplatina”, que era a Província Cisplatina, ou Banda Oriental, como era conhecido o Uruguai. Em 22 de janeiro de 1820, “os uruguaios foram esmagados na batalha de Taquarembó e seu território foi anexado ao Brasil, passando a se denominar Província Cisplatina”. (NETLELAND). José Artigas, General combatente contra os espanhóis, portugueses e brasileiros, tornou-se  herói da Independência do Uruguai (1828). 

Em 21 de fevereiro de 1834, Manuel casou com Tomásia Francisca da Gama d’Eça e tiveram os filhos: Maria Joaquina, Luiza Adelaide, Manoel de Almeida Coelho Gama D'Eça (Padre) e Natália Cândida. A esposa era filha de Maria Joaquina da Conceição Coimbra e do Brigadeiro José da Gama Lobo Coelho d'Eça. Seu sogro foi membro da Junta Governativa Catarinense de 1800. Seu cunhado, José Maria da Gama, foi General.

Foi Comandante Militar na Vila de Porto Belo/SC, em 1841, e oito anos depois, foi reformado como Major, 31 de maio de 1849.

Tomou posse como Secretário da Câmara de Vereadores de Desterro, em 5 de maio de 1850, cargo em que permaneceu até a sua aposentadoria, em 16 de dezembro de 1864.

Nas eleições de 9 de dezembro de 1847, eleito Deputado à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, integrou a Legislatura (1848-1849) e participou da Comissão das Câmaras Municipais, que emitiu nove pareceres.

Por sua produção historiográfica, é considerado o primeiro historiador catarinense, razão de ser o Patrono dos Historiadores e de ter ocupado a Cadeira de nº 30, da Academia Catarinense de Letras.

Faleceu em 25 de fevereiro de 1871, em Desterro/SC.

Obras

- Biografia dos Srs. Coronel Fernando da Gama Lobo Coelho o seu filho o Brigadeiro José da Gama Lobo d'Eça (1859); 
- Descrição sucinta de algumas madeiras mais conhecidas no mercado da cidade do Desterro (1849);
- Memória Histórica do Extinto Regimento de Infantaria de Linha da Província de Santa Catarina (1853).

Imagem - Trecho da obra "Memória Histórica da Provincia de Santa Catarina”,  de Manuel Joaquim de Almeida Coelho

Fonte: Reprodução: <https://goo.gl/HSeqAy>

1“Filha do Alferes de Cavalaria de Milícias da Freguesia da Lagoa da Ilha de Santa Catarina, António Correa Lisboa, natural da vila de Cadaval, Portugal, e de Maria Leonarda d'Almeida, natural da freguesia de Carvalhaes, termo de Óbicos, Portugal”. (PIAZZA)

Mandatos

Imagens
Referências

Camara dos Srs. Deputados: Sessão em 24 de janeiro de 1850. Diário do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro - RJ, 25 jan. 1850. Rio de Janeiro, p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODQyNA==>. Acesso em: 26 jun. 2017.

EDITAES. O Mercantil: Jornal da Província de Santa Catharinac. Desterro, 21 jun. 1863. p.3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODM4OA==>. Acesso em: 26 jun. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

COELHO, Manoel Joaquim de Almeida. Memoria historia da província de Santa Catharina. Desterro: Typographia Desterrense, 1856. 216 p. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODM2OA==>. Acesso em: 26 jun. 2017.

COELHO, Manoel Joaquim de Almeida. Memória Histórica: do extincto regimento d'Infantaria e linha da província de Santa Catharina. Conservador. Desterro - SC, 8 ago. 1888. n. 178, p.1-2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzM0NA==>. Acesso em: 11 out. 2017.

CONTEÚDO ABERTO. IN: WIKIPÉDIA: A ENCICLOPÉDIA LIVRE. “Manuel Joaquim de Almeida Coelho”. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODQwNA==>. Acesso em: 26 jun. 2017.

MATOS, Felipe. Armazém da Província: Vida Literária e Sociabilidades Intelectuais em Florianópolis na Primeira República. 2014. 241 f. Tese (Doutorado) - Curso de História, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTYz>. Acesso em: 7 ago. 2017.

NETLELAND. Entre a Cruz e a Espada.... Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODQ5Mg==>. Acesso em: 30 mai. 2018.

PEREIRA, Moacir. O Heróico Sargento de SC. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDE5Mg==>. Acesso em: 18 mai. 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

PIAZZA, Walter F.. Almeida Coelho e sua Contribuição Historiográfica. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjI3NzQ=>. Acesso em: 30 mai. 2018.

PORTAL CATARINA. Manuel Joaquim de Almeida Coelho. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODQ3OQ==>. Acesso em: 26 jun. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Manuel Joaquim de Almeida Coelho. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/669-Manuel_Joaquim_de_Almeida_Coelho>. Acesso em: 03 de agosto de 2020.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2019)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2019)

Memória Política de Santa Catarina