Martinho Domiense Pinto Braga
Martinho Domiense Pinto Braga

Engenheiro Agrimensor, natural do Maranhão/MA. Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, por duas vezes, no século XIX.

Informações Gerais

Filiação
Domingos José Pinto Braga e Maria Antônia Ferreira Braga
Ano nascimento
1828
Local de nascimento
Ceará/CE
Formação
Engenharia de Agrimensura
Profissão
Engenheiro Agrimensor

Martinho Domiense Pinto Braga

Nasceu em 1828, no Ceará/CE. Filho de Domingos José Pinto Braga e Maria Antônia Ferreira Braga. Foi o primeiro engenheiro agrimensor a serviço do Império Brasileiro, conhecido como “Engenheiro Pinto Braga”. 

Não se tem informação precisa de quando chegou à Santa Catarina, sabe-se que os seus feitos no Vale do Rio Itapocu marcaram a região, pois foi um dos responsáveis pela demarcação inicial das terras de dote concedidas ao Conde1 e à Condessa d’Eu. 

Assumiu importantes funções na Província que contribuíram para do desenvolvimento catarinense: Comissário de Terras das Colônias de Itajaí e Blumenau; Juiz Comissário (nomeado em 12 de maio de 1871), para atuar em Itajaí; Diretor da construção da estrada para ligar Itajaí a Curitibanos (1873); Engenheiro responsável, junto de José Feliciano Alves de Brito, pela construção do prédio da Alfândega em Desterro (assinou o contrato em 19 de janeiro de 1876); e foi responsável pelas medições da Colônia de Jaraguá, em 1872. 

Elegeu-se duas vezes Deputado à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, participando da 19ª Legislatura (1872-1873) e da 20ª Legislatura (1874-1875), eleito com 104 votos, escolhido pelos pares como Presidente da Assembleia nesse último biênio.

Foi o engenheiro responsável pelo Prédio da Alfândega, inaugurado em 19 de junho de1876, com execução de José Feliciano Alves de Brito, que foi Deputado nas mesmas Legislaturas que Martinho.

Homenagem

Escola Municipal de Ensino Fundamental Martinho Domiense Pinto Braga (EMEF), na cidade de Benevides/PA.

1 Luís Filipe Maria Fernando Gastão, Conde d'Eu, era neto do rei Luís Filipe I de França, que para se casar com D. Isabel Cristina Leopoldina de Bragança, filha do imperador do Brasil, Dom Pedro II, renunciou ao trono francês.

Mandatos

Referências

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

CONTEÚDO ABERTO. IN: WIKIPÉDIA: A ENCICLOPÉDIA LIVRE. Martinho Domiense Pinto Braga. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTEzNDg=>. Acesso em: 5 jul. 2017.

ESCOL.AS. Martinho Domiense Pinto Braga. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTEzMzU=>. Acesso em: 5 jul. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Martinho Domiense Pinto Braga. 2020. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/697-Martinho_Domiense_Pinto_Braga>. Acesso em: 13 de abril de 2021.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2020)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2020)

Memória Política de Santa Catarina