Antônio Francisco de Faria
Antônio Francisco de Faria

Comerciante, natural de Desterro/SC. Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, por duas vezes, no século XIX.

Informações Gerais

Filiação
André Francisco de Faria e Ana Joaquina Tavares
Ano nascimento
1811
Local de nascimento
Desterro/SC
Falecimento
04/12/1868
Local de falecimento
Desterro/SC
Formação
Militar
Profissão
Comerciante
Partido
Partido Conservador

Antônio Francisco de Faria

Nasceu por volta do ano de 1811, em Desterro/SC (atual Florianópolis). Filho de André Francisco de Faria e Ana Joaquina Tavares.

Casou com Inês do Monte Poluceno Bueno e tiveram filhos, entre eles, Manoel Antônio de Faria, falecido com treze anos de idade. A esposa era filha de Vicente Machado Bueno e de Maria Joaquina Tavares.

Capitão da 1ª Cia. do 2º Batalhão da Guarda Nacional (nomeado em 28 de setembro de 1840) e reformado em 30 de setembro de 1853. Além de militar era comerciante em Desterro, da empresa “Faria & Filho”, vendia um pouco de tudo, de chapéu à farinha.

Elegeu-se Deputado para a Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, pelo Partido Conservador, participou da 14ª Legislatura (1862-1863), e foi escolhido Suplente de Secretário da Mesa Diretora para o ano de 1862. Na eleição seguinte, ficou suplente (com 75 votos), convocado, tomou posse à 15ª Legislatura (1864-1865), e integrou a Comissão de Câmaras Municipais que emitiu quatro pareceres.

Em 1866, foi Juiz Municipal e de Órfãos, 2º Suplente em exercício, na Capital catarinense.

Faleceu em 4 de dezembro de 1868, em Desterro/SC.

Mandatos

Referências

Annuncios. O Conservador. Desterro, 23 nov. 1855. n. 2955, p.4, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTMzMTY=>. Acesso em: 10 abr. 2017.

Editaes. O Mercantil: Folha Politica Commercial e Noticiosa. Desterro, 17 mar. 1866. n. 517, p.4, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTMyOTM=>. Acesso em: 10 abr. 2017.

Noticias e factos diversos: Chegada de vapores. O Mercantil: Folha Politica Commercial e Noticiosa. Desterro, 18 jan. 1866. n. 504, p.3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTMyNzA=>. Acesso em: 10 abr. 2017.

O Mercantil. O Mercantil: Jornal da Provincia de Sancta Catharina. Desterro, 13 set. 1863. n. 272, p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTMyNDc=>. Acesso em: 10 abr. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

CONTEÚDO ABERTO. IN: WIKIPÉDIA: A ENCICLOPÉDIA LIVRE. Antônio Francisco de Faria. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTMxMTk=>. Acesso em: 10 abr. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Antônio Francisco de Faria. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/80-Antonio_Francisco_de_Faria>. Acesso em: 07 de agosto de 2020.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2019)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2019)

Memória Política de Santa Catarina