Antônio Marques da Silva
Antônio Marques da Silva

Professor público e militar, atuante em São Miguel/SC (atual Biguaçu) e Tubarão/SC. Deputado eleito à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, século XIX.

Informações Gerais

Profissão
Professor e militar
Partido
Partido Conservador

Antônio Marques da Silva

Professor público, atuante em São Miguel (atual Biguaçu), transferido para Tubarão, no ano de 1869, ambas as Freguesias localizadas em território de Santa Catarina.

Em 1870, era Tenente do quadro da 5ª Cia. do 2º Batalhão do Comando Superior da Capital Desterro/SC (atual Florianópolis) e foi colocado à disposição, como membro efetivo, em vaga disponível do mesmo Batalhão, em Laguna/SC.

Pela Secretaria da Província foi nomeado provisoriamente Tabelião do Público Judicial e Notas, escrivão de capelas e resíduos, e de execuções cíveis de Tubarão, atuando várias vezes entre os anos de 1871 e 1877.

Pelo Partido Conservador foi eleito Deputado à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, para compor a 22ª Legislatura (1878-1879), recebeu 117 votos no pleito; porém, não assumiu, foi "depurado" (mesmo eleito, por algum motivo, o diploma não é validado). A responsabilidade do resultado das eleições e da expedição dos diplomas dos deputados eleitos era da Câmara Municipal do Desterro - que deixou de cumprir com rigor a decisão eleitoral e não expediu alguns diplomas. O chefe do Partido Conservador, o Cônego Joaquim Elói de Medeiros recorreu da decisão da Câmara. Por esse motivo, o Presidente da Província, José Bento de Araújo, enviou recurso ao Governo Imperial, em 29 de janeiro de 1878; contudo, a apelação acabou se perdendo nos “escaninhos da burocracia”.

Mandatos

Referências

Desterro, 11 de outubro de 1877: Chapa conservadora. Gazeta do Joinville: Orgam dos interesses agrícolas, mercantis e industriaes desta Provincia e especialmente da Comarca de S. Francisco. Joinville, 23 out. 1877. Correspondencias, p.3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjI0Njk=>. Acesso em: 28 jun. 2016.

Governo da Província: 1869. - N. 621. O Despertador. Desterro, 12 jun. 1869. Parte Official, p.1-2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjI0OTI=>. Acesso em: 28 jun. 2016.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Antônio Marques da Silva. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/102-Antonio_Marques_da_Silva>. Acesso em: 24 de junho de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina