Sebastião Antônio Rodrigues Braga Júnior
Sebastião Antônio Rodrigues Braga Júnior

Militar e engenheiro, natural do Rio de Janeiro/RJ. Deputado Geral na Assembleia Geral Legislativa representando os catarinenses, século XIX.

Informações Gerais

Filiação
Sebastião Antônio Rodrigues Braga
Nascimento
06/03/1836
Local de nascimento
Rio de Janeiro/RJ
Falecimento
07/06/1890
Local de falecimento
Rio de Janeiro/RJ
Formação
Engenharia Militar e Matemática
Profissão
Militar e engenheiro
Partido
Partido Conservador

Sebastião Antônio Rodrigues Braga Júnior

Nasceu em 6 de março de 1836, no Rio de Janeiro/RJ. Filho de Sebastião Antônio Rodrigues Braga.

Alistou-se na Escola Militar do Rio de Janeiro e bacharelou-se em Matemática. Fez carreira militar, foi 1º Tenente do Corpo de Engenharia (1861) e chegou a Capitão (1863-1865), reformado.

Em 1869, apresentou para Dom Pedro I, Imperador do Brasil, um projeto de estrada de ferro para ligar a Província de Santa Catarina à do Rio Grande de São Pedro (atual Estado do Rio Grande do Sul).

Conforme Goularti Filho (2009, p. 89), “por meio do Decreto 4.689, de 10 de fevereiro de 1871, Braga obteve a autorização para organizar uma companhia e construir uma estrada de ferro que deveria partir do melhor porto marítimo da província de Santa Catarina até Porto Alegre. No mesmo decreto ficou definido que a ferrovia denominar-se-ia D. Pedro I. Em setembro do ano seguinte, Braga organizou em Londres o capital necessário para formar a D. Pedro I Railway Company Limited, que foi autorizada a funcionar no Império no ano seguinte”.

No entanto, os estudos da ferrovia em São José/SC iniciaram em 19 de dezembro de 1883 e, por vários motivos, a obra não pode ser executada, já que o relatório dos estudos não foi aprovado pelo Ministério.

Pelo Partido Conservador, elegeu-se Deputado Geral (hoje Deputado Federal) por Santa Catarina à Assembleia Geral Legislativa do Império, com 115 votos, e integrou a 16ª Legislatura (1877-1878).

Faleceu em 7 de junho de 1890, no Rio de Janeiro/RJ.

Mandatos

Referências

Representação. O Despertador. Desterro, 29 mai. 1866. n. 351, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDg2Njk=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

Telegramma: A ultima hora. Gazeta de Joinville. Joinville, 28 out. 1879. n. 5, p.3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDg2OTI=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

BOLETIM DO EXPEDIENTE DO GOVERNO: Ministerio do Imperio. Rio de Janeiro, 1 mar. 1862. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDg3MTQ=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

CABRAL, Oswaldo Rodrigues. A História da Política em Santa Catarina Durante o Império. Florianópolis: Editora da UFSC, 2004. 496 p.

GOULARTI FILHO, Alcides. Projetos Ferroviários em Santa Catarina: As tentativas fracassadas para formar um sistema ferroviário catarinense. 2009. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDg3MDg=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Sebastião Antônio Rodrigues Braga Júnior . 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/1043-Sebastiao_Antonio_Rodrigues_Braga_Junior>. Acesso em: 29 de janeiro de 2023.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina