Brasílio Celestino
Brasílio Celestino

Advogado e jornalista, natural de Rio Negro/PR. Senador representando os catarinenses, século XX. Secretário de Estado do Interior e Justiça.

Informações Gerais

Nome completo
Brazílio Celestino de Oliveira Júnior
Filiação
Brasílio Celestino de Oliveira e Maria José Celestino de Oliveira
Nascimento
10/03/1912
Local de nascimento
Rio Negro/PR
Formação
Direito
Profissão
Advogado e jornalista
Partido
União Democrática Nacional (UDN) e Movimento Democrático Brasileiro (MDB)

Brasílio Celestino

Nasceu em 10 de março de 1912, em Rio Negro/PR. Filho de Brasílio Celestino de Oliveira e de Maria José Celestino de Oliveira. 

Em Buenos Aires (Argentina), realizou os estudos primários em escola pública, o ginásio concluiu no Colégio Catarinense, em Florianópolis/SC, em 1931, e o curso de Direito fez na Universidade do Rio de Janeiro/RJ.

Em Joaçaba/SC, integrou o Conselho Administrativo da Faculdade de Administração de Joaçaba (FAJO), atuou como advogado, ajudou a fundar a Subseção da OAB no município, presidindo-a de 1973 a 1975, e fundou o jornal Cruzeiro do Sul.

Mudou-se para Florianópolis/SC, filiou-se à União Democrática Nacional (UDN) e foi seu Presidente Regional. Por esse partido candidatou-se a Deputado Federal por Santa Catarina, obteve 10.957 votos, mas não se elegeu.

Foi Secretário de Estado do Interior e Justiça, de 2 de fevereiro de 1956 a 25 de janeiro de 1957.

Nas eleições de 1958, pela UDN, ficou suplente do Senador da República por Santa Catarina, Irineu Bornhausen, foi convocado, tomou posse à 41ª Legislatura (1959-1963) e exerceu a função de 1959 a 1961.

No ano de 1966, concorreu novamente ao cargo de Senador, pelo partido do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), recebeu 102.572 votos e não foi eleito.

É Patrono da cadeira 32 da Academia Catarinense Maçônica de Letras.

Faleceu e está sepultado no Cemitério Municipal de Joaçaba.

Homenagens

  • Praça Brasílio Celestino de Oliveira, em Joaçaba.
  • Rua Brasílio Celestino de Oliveira, Centro, Rio Negro/PR.
  • Rua Brasílio Celestino de Oliveira, Centro, Mafra/SC.

Mandatos

Referências

ACADEMIA CATARINENSE MAÇÔNICA DE LETRAS. Sessão Pública de Posse na Academia Catarinense Maçônica de Letras. 2016. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzY2NDg=>. Acesso em: 20 mar. 2019.

BRASIL. Senado Federal. Senadores: Brazílio Celestino. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzY1OTY=>. Acesso em: 20 mar. 2019.

FURLAN, Raul. Lei Nº 822. 1976. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzY2MjI=>. Acesso em: 20 mar. 2019.

GUIA JÁ. Brasilio Celestino De Oliveira. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzY2NzQ=>. Acesso em: 20 mar. 2019.

GUIA MAIS. Brasilio Celestino De Oliveira. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzY2ODc=>. Acesso em: 20 mar. 2019.

OAB JOAÇABA - SC. Ex-Presidentes: Brazilio Celestino de Oliveira. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzY2MzU=>. Acesso em: 20 mar. 2019.

OAB JOAÇABA - SC. Livro OAB Joaçaba 45 anos . 2016. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzY2MDk=>. Acesso em: 20 mar. 2019.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

ROSA, Caco da. Dom Quixote está de volta à Praça, e restaurado. 2017. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzY2NjE=>. Acesso em: 20 mar. 2019.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Resenha Eleitoral - Eleições Catarinenses 1945-1998. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjI2OQ==>. Acesso em: 30 nov. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Brasílio Celestino. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/1129-Brasilio_Celestino>. Acesso em: 29 de novembro de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina