Cândido Alfredo de Amorim Caldas
Cândido Alfredo de Amorim Caldas

Militar, natural do Maranhão/MA. Duas vezes deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, século XIX.

Informações Gerais

Filiação
Raimundo de Caldas Ferreira e Ana Rosa de Caldas
Ano nascimento
1836
Local de nascimento
Maranhão/MA
Ano falecimento
1884
Local de falecimento
Pará/PA
Formação
Militar
Profissão
Militar
Partido
Partido Conservador

Cândido Alfredo de Amorim Caldas

Nasceu em 1836, no Maranhão/MA. Filho de Raimundo de Caldas Ferreira e Ana Rosa de Caldas. Casou três vezes, a primeira, com Flor da Luz Caminha de Amorim Caldas, a segunda, com Amélia Maria do Vale e, a terceira, com Leopoldina. Teve filhos com as três esposas.

Flor, a primeira esposa, era filha de Manoel Antônio Caminha e de Carlota Leopoldina Caminha. A segunda esposa, Amélia, era filha de Tomásia e de José Maria do Vale, que foi Vereador em Desterro/SC (atual Florianópolis) e cinco vezes Deputado na Assembleia Legislativa  Provincial catarinense.

Cândido ingressou no Exército em 13 de fevereiro de 1857, depois recebeu as seguintes promoções: Alferes (2 de dezembro de 1861); Tenente (18 de janeiro de 1868), serviu no Batalhão de Infantaria no 22 e foi Ajudante de Campo do General-Comandante da 3ª Divisão de Infantaria do Exército, no Acampamento Para-Cuê; e Capitão de Infantaria (20 de dezembro de 1868), efetivado 20 de fevereiro de 1869, por seus atos de bravura.

Foi Comandante da Companhia adida ao Depósito de Instrução de Desterro (1875 e 1876), e da 2ª Cia. do 15º Batalhão de Infantaria (1884).

Pelo Partido Conservador, elegeu-se Deputado à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, participou da 19ª Legislatura (1872-1873), escolhido Suplente de Secretário da Mesa Diretora no biênio, e integrou a  Comissão de Estatísticas. No período, abriu mão dos subsídios de parlamentar e optou por receber os vencimentos de funcionário provincial.

Reeleito Deputado, atuou na 21ª Legislatura (1876-1877) da mesma Assembleia.

Para a 22ª Legislatura (1878-1879), recebeu 175 votos no pleito; porém, não assumiu, foi "depurado" (mesmo eleito, por algum motivo, o diploma não é validado). A responsabilidade do resultado das eleições e da expedição dos diplomas dos deputados eleitos era da Câmara Municipal do Desterro - que deixou de cumprir com rigor a decisão eleitoral e não expediu alguns diplomas. O chefe do Partido Conservador, o Cônego Joaquim Elói de Medeiros recorreu da decisão da Câmara. Por esse motivo, o Presidente da Província, José Bento de Araújo, enviou recurso ao Governo Imperial, em 29 de janeiro de 1878; contudo, a apelação acabou se perdendo nos “escaninhos da burocracia”.

Faleceu em maio de 1884, no Pará/PA.

Condecorações e homenagens

  • Cavaleiro da Imperial Ordem de Cristo (1866).
  • Comendador da Imperial Ordem da Rosa (1868).
  • Cavaleiro da Imperial Ordem de São Bento de Avis.
  • Medalha do Mérito de Jataí.
  • Medalha do Mérito de Rendição de Uruguaiana.

Mandatos

Referências

Noticiário. A Regeneração: Jornal da Província de Santa Catharina. Desterro, 31 ago. 1871. p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTkxNDU=>. Acesso em: 28 ago. 2018.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Cândido Alfredo de Amorim Caldas. 2022. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/159-Candido_Alfredo_de_Amorim_Caldas>. Acesso em: 17 de maio de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina