Alfredo Teotônio da Costa
Alfredo Teotônio da Costa

Jornalista, poeta, contista, funcionário público e militar, natural de Desterro/SC. Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, século XIX.

Informações Gerais

Filiação
João Antônio da Costa e Matilde Euflábia de Sousa da Costa
Nascimento
05/12/1849
Local de nascimento
Desterro/SC
Falecimento
24/11/1909
Local de falecimento
Florianópolis/SC
Profissão
Jornalista, poeta, contista e militar
Partido
Partido Conservador

Alfredo Teotônio da Costa

Nasceu em 5 de dezembro de 1849, em Desterro/SC (hoje Florianópolis). Filho de João Antônio da Costa e de Matilde Euflábia de Sousa da Costa.

Casou com Francisca Elisa da Silveira Costa (filha de Francisco Silveira de Souza e de Maria Elisa da Silveira) e tiveram filhos.

Realizou estudos em Desterro. Foi funcionário público, membro do Conselho Diretor da Instrução Pública (1877), Inspetor Interino da Tesouraria da Província de Santa Catarina (de 28/11/1885 a 30/12/1885), Delegado Literário da Capital (1887), Contador da Tesouraria da Fazenda de São Paulo e Inspetor da Alfândega de Desterro.

Como militar, foi Alferes Porta-Estandarte do 1º Corpo da Cavalaria da Guarda Nacional do Desterro, nomeado em 19 de julho de 1875, e Alferes, promovido em 11 de agosto de 1882, atuando no mesmo Corpo.

Poeta, contista e jornalista, colaborador nos periódicos de Desterro: Esperança e Beija-Flor (1867 e 1868), Perseverança (1868), Mercantil (1869), Regeneração (1870-1877), Conservador (1878 e 1879) e o Despertador (1880). Integrante do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina.

Com 156 votos foi eleito Deputado à Assembleia Legislativa Provincial catarinense, para mandato na 22ª Legislatura (1878-1879), porém, por falta de quórum, não houve trabalhos legislativos, Alfredo Teotônio da Costa estava entre os ausentes.

Nas comemorações dos 60 anos da Independência do Brasil, em setembro de 1882, Alfredo integrou comissão junto de outros deputados catarinenses e personalidades ilustres, como o poeta Cruz e Sousa, que discursaram publicamente em Desterro (ALVES, 2015). No mesmo ano, várias regiões da Província estavam assoladas com a epidemia de varíola, escolas públicas com aulas suspensas e os hospitais lotados de enfermos, inclusive internados no Lazareto de Ratones, localizado em ilha da Capital (SEBRÃO, 2010).

Faleceu em 24 de novembro de 1909, em Florianópolis/SC.

Obras

  • Notícia geral da província de Santa Catarina pelo arcipreste Joaquim Gomes de Oliveira e Paiva, natural da mesma província (1873).
  • O Cacique (1870).
  • Ontem e hoje - Pálido bosquejo da inundação de Itajaí. (1881).

Mandatos

Referências

ALVES, Uelington Farias. Cruz e Sousa: Dante negro do Brasil. Florianópolis: Pallas Editora, 2015. 416 p.

CATARINA, Portal. Alfredo Teotônio da Costa. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTQ2Ng==>. Acesso em: 2 mai. 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SEBRÃO, Graciane Daniela. Presença/Ausência de Africanos e Afrodescendentes nos Processos de Escolarização em Desterro - Santa Catarina (1870-1888). 2010. 137 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, UDESC, Florianópolis, 2010. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjI0NDk=>. Acesso em: 29 jul. 2016.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Alfredo Teotônio da Costa. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/47-Alfredo_Teotonio_da_Costa>. Acesso em: 24 de junho de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina