Manoel de Menezes
Manoel de Menezes

Jornalista, escritor e empresário, natural de Lauro Müller/SC. Deputado Estadual no Parlamento Catarinense, século XX.

Informações Gerais

Filiação
Hermínio Menezes Filho e Maria Medeiros de Menezes
Nascimento
21/10/1924
Local de nascimento
Lauro Müller/SC
Ano falecimento
1996
Local de falecimento
Florianópolis/SC
Profissão
Jornalista, escritor e empresário
Partido
Partido Trabalhista Nacional (PTN) e Partido Social Progressista (PSP)

Manoel de Menezes

Nasceu em 21 de outubro de 1924, em Lauro Müller/SC. Filho de Maria Medeiros de Menezes e de Hermínio Menezes Filho (jornalista, proprietário de jornais e Vereador em Florianópolis/SC). 

Casou com Brasília Silva Menezes, com quem teve: Marcelo, Kátia, Mirela e Cláudio (jornalista e apresentador de televisão em Santa Catarina, conhecido como “Cacau Menezes”).

Manoel dedicou-se ao jornalismo na capital catarinense, Florianópolis. Participou da implantação da primeira emissora de rádio da cidade, a Rádio Guarujá, em 1943, onde posteriormente, apresentou o programa Retalhos d’Alma, inspirado no livro de mesmo nome, de sua autoria.

No ano de 1952, fundou o jornal A Verdade, periódico semanal de destaque, voltado para denúncias sobre a política catarinense. Alguns anos depois, criou a Rádio Jornal A Verdade, tendo no programa Mesa Quadrada, debates sobre política, esporte, arte e cultura.

Em Florianópolis, investiu no ramo hoteleiro, foi pioneiro na abertura de hotéis no Morro da Lagoa (Hotel Lancaster) e na Praia da Joaquina (Hotel Praia da Joaquina). Foi proprietário do Dunas Bar, localizado na Lagoa da Conceição.

Figura de grande popularidade na Capital, por sua atuação jornalística, concorreu duas vezes ao cargo de Prefeito de Florianópolis, pelo Partido Trabalhista Nacional (PTN), mas não foi eleito: nas eleições de 1954, venceu Osmar Cunha e, em 1959, Osvaldo Machado.

Pelo Partido Social Progressista (PSP), elegeu-se Deputado Estadual à Assembleia Legislativa de Santa Catarina, com 4.501 votos - o mais votado de seu partido, e tomou posse para a Legislatura (1959-1963). 

Porém, teve seu mandato cassado em 9 de outubro de 1959, “em face do seu procedimento ser incompatível com o decoro parlamentar”, conforme Resolução 227/1959, embasada no Artigo 11, § 2º, da Constituição Estadual de 1947. (Documentos estão disponíveis no Centro de Memória da Assembleia Legislativa de Santa Catarina). 

Dias antes, seu pai, Hermínio Menezes Filho, que era Vereador em Florianópolis, também perdeu o mandato, pela mesma razão. Detalhes sobre as duas cassações, consultar Araujo, 2013, pp. 316-325.

Manoel foi preso na Penitenciária Pedra Grande, de 1959 a meados de 1960, em livro autobiográfico relatou os fatos desde a eleição até seu encarceramento.

Nas eleições de 1982, concorreu à vaga ao mesmo Parlamento, com 1.681 votos, ficou Suplente pelo Partido Democrático Social (PDS) e não foi convocado para a 10ª Legislatura (1983-1987).

Faleceu em 1996, em Florianópolis/SC.

Obras

  • Das grades da penitenciária (1960).
  • Retalhos d’Alma, renomeado posteriormente Retalhos do tempo: o que vi, fiz e ouvi. (1977).

Homenagens

  • Mirante Manoel de Menezes, Lagoa da Conceição, em Florianópolis.
  • Rodovia Jornalista Manoel de Menezes, Barra da Lagoa, em Florianópolis.
  • Rua Jornalista Manoel Menezes, Itacorubi, em Florianópolis.
  • Recebeu da Assembleia Legislativa catarinense, em 1999, in memoriam, homenagem pela legislatura exercida.
  • Recebeu o Troféu Rancho de Amor a Ilha, em 2006, in memoriam, na Câmara Municipal de Florianópolis.

Imagem

Assinatura do Deputado Manoel de Menezes

Fonte: Assembleia Legislativa de Santa Catarina - 1945 a 2018.

Mandatos

Referências

Vizinhos ilustres de Coqueiros. Folha de Coqueiros. Florianópolis, 1 jan. 2017. p.7, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjAzNzc=>. Acesso em: 2 jan. 2019.

ARAUJO, Camilo Buss. Marmiteiros, agitadores e subversivos: Política e participação popular em Florianópolis, 1945-1964. 2013. 492 f. Tese (Doutorado) - Curso de Programa de Pós-graduação em História, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas - SP, 2013. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTA4Nw==>. Acesso em: 9 jun. 2016.

ARAUJO, Camilo Buss. OS POBRES EM DISPUTA: Urbanização, política e classes populares no Morro da Caixa d’Água, Florianópolis – anos 1950 e 1960. 2006. 170 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de História, Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTk3MTU=>. Acesso em: 11 set. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Coordenadoria de Informações. Fichas Datilografadas/Digitalizadas das Legislaturas: de 1945 a 2018.

CAROS OUVINTES. Manoel de Menezes: a irreverência de um poeta, jornalista e político. 2010. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjAzNDQ=>. Acesso em: 2 jan. 2019.

CORREIOS/CEP. Busca "Jornalista Manoel de Menezes”. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjAzMzE=>. Acesso em: 2 jan. 2019.

ESTANTE VIRTUAL. Busca "Manoel de Menezes”. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjAzOTM=>. Acesso em: 2 jan. 2019.

GUIA FLORIPA. Mirante Manoel de Menezes. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjAzNTc=>. Acesso em: 2 jan. 2019.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. . Diário da Assembleia: nº 4.683. 1999. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzUwMTY=>. Acesso em: 18 set. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa. Constituição Estadual de 1947. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjkzNTA=>. Acesso em: 16 mar. 2017.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Resenha Eleitoral - Eleições Catarinenses 1945-1998. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjI2OQ==>. Acesso em: 30 nov. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Manoel de Menezes. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/660-Manoel_de_Menezes>. Acesso em: 29 de novembro de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina