Pedro Luís Taulois
Pedro Luís Taulois

Natural de Paraty/PR. Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina e Engenheiro Fiscal das Obras da Estrada de Ferro Donna Tereza Cristina, século XIX.

Informações Gerais

Filiação
Pierre Louis Taulois e Carolina Zoé Pauline Briquelet Taulois
Nascimento
03/03/1827
Local de nascimento
Paraty/PR
Falecimento
23/10/1905
Local de falecimento
Florianópolis/SC
Formação
Engenharia
Profissão
Engenheiro
Partido
Partido Conservador

Pedro Luís Taulois

Nasceu a 3 de março de 1827, em Paraty/PR. Filho dos franceses Pierre Louis Taulois e Carolina Zoé Pauline Briquelet Taulois. Sua mãe foi professora particular de francês no Rio de Janeiro/RJ, em 1860.

Pedro seguiu a profissão do pai, formou-se em Engenharia na cidade do Rio de Janeiro e trabalhou na vizinha Petrópolis/RJ. Retornou ao Paraná e foi nomeado Inspetor Geral de Terras Públicas, por decreto de 21 de outubro de 1854.

Casou com Cândida Flora da Costa Von Trompowsky e tiveram filhos, entre eles, Pedro Maria Trompowsky Talouis (importante engenheiro militar brasileiro, graduado General de Brigada, participou de obras de fortalezas e de construção de estradas no Paraná, bem como em Santa Catarina, encarregado da construção da bateria da Ponta dos Naufragados, no Sul da Ilha). A esposa Cândida era filha de Roberto Von Trompowsky e de Felicidade Prudência da Costa Von Trompowsky e irmã de Júlio Melchior Von Trompowsky (Deputado na Assembleia Legislativa catarinense, nos anos de 1876 e 1877).

Na província catarinense, Pedro concorreu à vaga de Deputado para a Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, eleito pelo Partido Conservador, com 157 votos, participou da 17ª legislatura (1868-1869), escolhido Suplente de Secretário da Mesa Diretora para o ano de 1869.

Passou a trabalhar em Minas Gerais/MG (1872-1875). Retornou à Santa Catarina para chefiar a Comissão responsável pela Medição de Terras da Colônia de Brusque (atual Brusque/SC). Em 1875 produziu extenso estudo sobre as estradas de Lages/SC, que foi entregue ao Presidente da Província. Segundo Pedro, o território possuia excelente área para criação de gado; porém, somente com uma estrada que ligasse Lages à Capital-Desterro (atual Florianópolis), essa atividade poderia progredir, para isso fez indicações e orçamento detalhado de todo o projeto.

Dirigiu o Núcleo Colonial Luiz Alves (hoje município de Luiz Alves/SC, no Vale do Itajaí), em 1878. No ano seguinte, fiscalizou as obras do Governo Provincial do Desterro/SC.

Em 1882, foi o Engenheiro Fiscal das Obras da Estrada de Ferro Donna Tereza Cristina (EFDTC) - ferrovia edificada na década de 1880, no Sul de Santa Catarina, para transportar carvão mineral, e de 1882 a 1885, dirigiu a obra.

Ingressou na Maçonaria, tornando-se obreiro na loja Ordem e Trabalho.

Faleceu em 23 de outubro de 1905, em Florianópolis/SC.

Homenagem e condecorações

  • Escola Dr. Pedro Luis Taulois, em Florianópolis/SC.
  • Venerável de Honra da Maçonaria.
  • Cavaleiro da Imperial Ordem da Rosa.

Imagens

Foto - Construção da Estrada de Ferro Donna Tereza Cristina
Fonte: FERROVIA TEREZA CRISTINA. 
Foto - Construção de uma estação de passageiros da Estrada de Ferro Donna Tereza Cristina
Fonte: Reprodução/Diário do Sul.
Foto - Estrada de Ferro Donna Tereza Cristina já em funcionamento
Fonte: FERROVIA TEREZA CRISTINA.

Mandatos

Referências

Colonia Itajahy. A Regeneração: Orgam Democratico. Desterro, 10 nov. 1878. Publicações A Pedido, n. 1016, p.3-4, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTU3ODQ=>. Acesso em: 20 jul. 2017.

Côrte, 21 de outubro de 1867. O Mercantil: Folha Politica Commercial e Noticiosa. Desterro, 27 out. 1867. Interior, n. 677, p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTU4MDc=>. Acesso em: 20 jul. 2017.

Escola Dr. Pedro Luis Taulois: Curso Commercial. Republica: Orgão do Partido Republicano Catharinense. Florianópolis, 1 fev. 1927. n. 103, p.9, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTU4MzA=>. Acesso em: 20 jul. 2017.

SIGNIFICADO DE MAÇONARIA. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTU3NDE=>. Acesso em: 22 jun. 2018.

CONTEÚDO ABERTO. IN: WIKIPÉDIA: A ENCICLOPÉDIA LIVRE. Estrada de Ferro Donna Thereza Christina. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTU3Mjg=>. Acesso em: 22 jun. 2018.

DIÁRIO DO SUL. Foto: Ferrovia Teresa Cristina em construção. Diário do Sul. Tubarão, SC, 1 dez. 2015. Túnel do Tempo, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTU3NjE=>. Acesso em: 20 jul. 2017.

FERROVIA TEREZA CRISTINA. História da Estrada de Ferro no sul de Santa Catarina. 2015. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTU4NTk=>. Acesso em: 20 jul. 2017.

GAZE, Isabella Paula. Imigração e Educação no Município da Corte (1850-1889). 2018. 326 f. Tese (Doutorado) - Curso de História, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal Fluminense, Niterói, RJ, 2018. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTU3MTU=>. Acesso em: 22 jun. 2018.

GOULARTI FILHO, Alcides; MESSIAS, Talita Alves de; ALMEIDA, André Scholl de. Integrando o Território Catarinense: A Construção da Estrada de Lages. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjAxODY=>. Acesso em: 20 jul. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

ROSA, Ricardo Della. Você conhece a história da Ordem da Rosa?. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTU4NDY=>. Acesso em: 20 jul. 2017.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Pedro Luís Taulois. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/955-Pedro_Luis_Taulois>. Acesso em: 29 de janeiro de 2023.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina