João Paganella
João Paganella

Advogado, professor e empresário, natural de Esmeralda/RS. Vereador e Vice-Prefeito em Chapecó/SC e Deputado Federal por Santa Catarina, no século XX.

Informações Gerais

Nome completo
João Valvite Paganella
Filiação
Vitório Paganella e Leontina Borges da Cunha Paganella
Nascimento
10/05/1932
Local de nascimento
Esmeralda/RS
Formação
Direito
Profissão
Advogado, professor e empresário
Partido
União Democrática Nacional (UDN), Aliança Renovadora Nacional (ARENA), Partido Democrático Social (PDS) e Partido da Frente Liberal (PFL)
Base Eleitoral
Oeste

João Paganella

Nasceu em 10 de maio de 1932, em Esmeralda/RS. Filho de Vitório Paganella e de Leontina Borges da Cunha Paganella. Casou com Marlene Broilo Paganella, com quem teve cinco filhos.

Completou o Ensino Fundamental e Médio no Grupo Escolar de Esmeralda (1938-1944). Formou-se Técnico em Contabilidade pelo Colégio Nossa Senhora do Carmo, de Caxias do Sul/RS, em 1954. Bacharelou-se em Direito pela Faculdade de Direito de Passo Fundo/RS, em 1966.

Foi bancário, de 1952 e 1955, e Contador, de 1955 a 1956. 

Foi Vereador em Chapecó/SC, no período de 1958 a 1962, eleito pela União Democrática Nacional (UDN). 

Com a instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (ARENA), em 1966. Reelegeu-se Vereador no mesmo município e exerceu mandato de 1967 a 1971.

Em Chapecó, tornou-se professor no Colégio São Francisco e na Fundação de Desenvolvimento do Ensino do Oeste Catarinense (FUNDESTE), de 1968 e 1973.

Em 1972, elegeu-se Vice-Prefeito de Chapecó, na chapa de Altair Vagner, tomou posse para mandato de 1973 a 1977.

Dedicou-se aos negócios empresariais, fundou e dirigiu a Extrafino, do setor da agroindústria, entre 1971 e 1975.

Foi Secretário dos Negócios do Oeste durante toda a administração do Governador Antônio Carlos Konder Reis (1975-1979) e no governo de Jorge Bornhausen (1979-1982).

Com o fim do bipartidarismo (1979), filiou-se ao Partido Democrático Social (PDS). 

No ano de 1982, passou a exercer a função de Procurador Fiscal do Estado catarinense, aposentando-se na função ainda em 1982.

No mesmo ano, concorreu ao cargo de Deputado Federal por Santa Catarina, pelo Partido Democrático Social (PDS), obteve 73.242 votos, foi eleito à 47ª Legislatura (1983-1986), tomou posse em fevereiro de 1983 e tornou-se membro do Diretório Regional e Nacional do PDS. Durante o mandato, foi membro da Comissão de Agricultura e Política Rural e suplente da Comissão de Constituição e Justiça.  

Nas eleições de 1986, concorreu à reeleição de Deputado Federal por Santa Catarina, recebeu 27.656 votos, ficou suplente e não foi convocado. 

Em 1992, filiou-se ao Partido da Frente Liberal (PFL), mas não disputou novas eleições, dedicando-se à advocacia.

Obra: Esmeralda, uma pequena contribuição à sua história, livro publicado em 1985.

Homenagens e condecorações

Cidadão Honorário dos municípios catarinenses de: Chapecó, Saudades, Vargeão, São Domingos, Águas de Chapecó e Dionísio Cerqueira.

Mandatos

Referências

BRASIL. Câmara dos Deputados. Biografia: João Paganella. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODMzOTk=>. Acesso em: 28 abr. 2019.

CPDOC. Fundação Getúlio Vargas. Verbete Biográfico: João Paganella. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODM0MTI=>. Acesso em: 28 abr. 2019.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Resenha Eleitoral - Eleições Catarinenses 1945-1998. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjI2OQ==>. Acesso em: 30 nov. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia João Paganella . 2020. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/1115-Joao_Paganella>. Acesso em: 04 de agosto de 2020.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2020)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2020)

Memória Política de Santa Catarina