Feliciano Nunes Pires
Feliciano Nunes Pires

Advogado provisionado e professor, natural de Desterro/SC. Presidente das Províncias de Santa Catarina e do Rio Grande e Deputado Geral por esta província, no século XIX.

Informações Gerais

Filiação
Antônio Nunes Ramos e Maria Joaquina de Jesus Pires
Nascimento
29/12/1785
Local de nascimento
Desterro/SC
Falecimento
02/09/1860
Local de falecimento
Rio de Janeiro/RJ
Profissão
Advogado provisionado e professor

Feliciano Nunes Pires

Nasceu em 29 de dezembro de 1785, em Desterro/SC (hoje Florianópolis). Filho de Antônio Nunes Ramos e de Maria Joaquina de Jesus Pires. Seu pai era lavrador e intérprete da língua inglesa. 

Casou com Rita de Cássia Jacques de Oeiras e tiveram filhos, entre eles, Anfilóquio Nunes Pires (que foi duas vezes Deputado na Assembleia Legislativa Provincial catarinense, entre outras funções exercidas), e Nemésia Pires de Faria, casada com Silvério Cândido de Faria (militar, funcionário público e sete vezes Deputado na mesma Assembleia Legislativa).

Na terra natal, Feliciano foi professor de primeiras letras, de latim e inglês, além de ter sido eleito segundo suplente de Deputado Geral pela Província de Santa Catarina (hoje cargo de Deputado Federal). 

Mudou-se para a Província do Rio Grande (atual Estado do Rio Grande do Sul), onde lecionou latim, foi advogado provisionado (sem formação, mas com autorização para exercer), e Deputado Geral por esta província, de 1827 a 1828, como suplente convocado.

Por Decreto Régio, foi nomeado Presidente da Província de Santa Catarina e exerceu funções de 6 de agosto de 1831 a 4 de novembro de 1835. Recebeu o cargo de Francisco Luís do Livramento e transmitiu-o para José Mariano de Albuquerque Cavalcanti

São realizações de sua administração catarinense:

  • Criou a administração dos Correios de Santa Catarina (1830);
  • Criou a Freguesia de São João Batista do Rio Vermelho (1831);
  • Instituiu a Repartição da Fazenda Provincial (1831);
  • Extinguiu o cargo de Comandante das Armas;
  • Elevou Porto Belo à categoria de Vila;
  • Dividiu a Província em duas Comarcas (norte e sul);
  • Criou o cargo de Chefe de Polícia e organizou a primeira Força Policial (que, posteriormente, originou a Polícia Militar de Santa Catarina);
  • Realizou os primeiros estudos oficiais sobre o carvão mineral na região sul;
  • Instalou a Assembleia Legislativa Provincial (1835), em cumprimento ao Ato Adicional de 12 de agosto de 1834, que criou o Poder Legislativo.

Foi Inspetor da Alfândega do Rio de Janeiro, empossado em 5 de outubro de 1836.

Regressou depois ao Rio Grande, onde continuou a exercer a advocacia e o magistério, e foi Presidente da Província, de 16 de maio a 3 de novembro de 1837. 

Por sua produção (escritos sobre gramática portuguesa, matemática, geografia e relatórios administrativos), é patrono da cadeira número 9 da Academia Catarinense de Letras.

Faleceu em 2 de setembro de 1860, no Rio de Janeiro/RJ. 

Homenagens

  • Rua Feliciano Nunes Pires, Centro, Florianópolis.
  • Colégio da Polícia Militar Feliciano Nunes Pires, Bairro Trindade, Florianópolis.
  • Patrono da Polícia Militar catarinense.
  • Medalha de Mérito Intelectual Feliciano Nunes Pires, para o primeiro colocado em Curso de Formação de Sargentos da Polícia Militar catarinense.
  • Monumento ao Soldado, Avenida Beira-Mar Norte, Florianópolis - instalado em 1985, no ano de seu sesquicentenário.

Imagens

Foto - Monumento ao Soldado, em Florianópolis
Fonte: RANGEL, Odete Soares.
 
Assinatura de Feliciano Nunes Pires
Fonte: CORRÊA, 1983, p. 253.

Mandatos

Referências

FALA QUE EXCELENTÍSSIMO PRESIDENTE DA PROVÍNCIA FELICIANO NUNES PIRES DIRIGIU À ASSEMBLEIA LEGISLATIVA PROVINCIAL DE SANTA CATARINA EM 1 DE MARÇO DE 1835. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODUwMDI=>. Acesso em: 29 nov. 2017.

ACHE CEP. Feliciano Nunes Pires. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODQ5NzY=>. Acesso em: 29 nov. 2017.

CORRÊA, Carlos Humberto Pederneiras. Os Governantes de Santa Catarina de 1739 a 1982. Florianópolis: Editora da UFSC, 1983. 356 p.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

RANGEL, Odete Soares. Monumento ao Soldado em Florianópolis. 2011. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODUwMTU=>. Acesso em: 29 nov. 2017.

SANTA CATARINA. Polícia Militar de Santa Catarina . Feliciano Nunes Pires. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODQ5ODk=>. Acesso em: 29 nov. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Feliciano Nunes Pires. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/1168-Feliciano_Nunes_Pires>. Acesso em: 17 de setembro de 2019.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2019)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2019)

Memória Política de Santa Catarina