Tomás Joaquim Pereira Valente
Tomás Joaquim Pereira Valente

Militar, natural de Porto/Portugal. Governador da Capitania de Santa Catarina, Presidente da Província do Piauí e Ministro dos Negócios da Guerra, entre outras importantes funções exercidas, no século XIX. Barão e Conde de Rio Pardo.

Informações Gerais

Nome completo
Thomas Joaquim Pereira Vallente
Filiação
Domingos Joaquim Pereira Valente e Antônia Felizarda Corrêa Valente
Ano nascimento
1790
Local de nascimento
Porto/Portugal
Falecimento
30/08/1849
Local de falecimento
Rio de Janeiro/RJ
Formação
Militar
Profissão
Militar

Tomás Joaquim Pereira Valente

Nasceu no ano de 1790, na freguesia de Santo Ildefonso, na cidade do Porto, em Portugal. Filho de Domingos Joaquim Pereira Valente e de Antônia Felizarda Corrêa Valente.

Foi casado com Maria Joana Benedita de Almeida e tiveram filhos. A esposa era filha de José Egídio Álvares de Almeida (Marquês de Santo Amaro) e de Maria Benedita Papança de Almeida (Marquesa de Santo Amaro). 

Na carreira militar portuguesa obteve as seguintes patentes: Praça (28/06/1808), atuando nos Voluntários Reais do Porto; Alferes (14/09/1808); Capitão (03/11/1809), ferido levemente no Combate de Alcântara (14/12/1809) e gravemente (21/06/1813); Sargento-mor (04/05/1814); Major do Regimento do Batalhão de Caçadores no 4 (janeiro de 1815 a janeiro de 1817); Aquartelado em Vila Real, com o Batalhão de Caçadores no 3 (julho de 1817).

Chegou ao Brasil em 22 de janeiro de 1818 e, no mês seguinte, passou a Tenente-Coronel.

Nomeado Governador da Capitania de Santa Catarina, exerceu funções de 20 de julho de 1821 a 20 de maio de 1822. Foi o último administrador do período colonial da capitania e transmitiu o governo para a Junta Provisória de 1822, integrada por: Jacinto Jorge dos Anjos Correia (presidente), José da Silva Mafra (secretário), João Bittencourt Pereira Machado e Souza, Francisco Luís do Livramento e Joaquim de Santana Campos.

Recebeu as promoções de Coronel (12/10/1822), Brigadeiro Graduado (09/08/1824) e Efetivo (25/03/1825). 

Foi Governador das Armas da Corte e do Rio de Janeiro (1828) e Ministro dos Negócios da Guerra (04/12/1829 a 19/03/1831).

No Rio Grande do Sul, assumiu como Comandante-Chefe do Exército a partir de 21/03/1841, dias depois foi promovido a Marechal-de-Campo (26/03/1841) para combater os republicanos na Guerra dos Farrapos ou Revolução Farroupilha, ocorrida entre 1835 a 1845. 

Foi Vogal do Conselho Supremo Militar (10/06/1844), presidiu a Província do Piauí, de 9 de setembro de 1844 a 20 de junho de 1845, e recebeu a patente de Coronel. 

Faleceu em 30 de agosto de 1849, no Rio de Janeiro/RJ.

Condecorações:

- Barão de Rio Pardo, em 1825.
- Conde de Rio Pardo, em 1826.
- Membro da Imperial Ordem da Rosa.
- Comendador da Ordem de Cristo.
- Comendador da Ordem de São Bento de Avis.

Mandatos

Referências

CORRÊA, Carlos Humberto Pederneiras. Os Governantes de Santa Catarina de 1739 a 1982. Florianópolis: Editora da UFSC, 1983. 356 p.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

RODRIGUES, Pedro Eurico. Guerra dos Farrapos. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODM0MjU=>. Acesso em: 28 abr. 2019.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Tomás Joaquim Pereira Valente. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/1277-Tomas_Joaquim_Pereira_Valente>. Acesso em: 16 de julho de 2019.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2019)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2019)

Memória Política de Santa Catarina