Luís Delfino
Luís Delfino

Médico e poeta, natural de Desterro/SC. Senador da República por Santa Catarina, participou da Constituinte de 1891, no século XIX. Considerado o segundo poeta mais importante de Santa Catarina, superado apenas por Cruz e Sousa.

Informações Gerais

Nome completo
Luiz Delphino dos Santos
Filiação
Tomás dos Santos e Delfina Vitoriana dos Santos
Nascimento
25/08/1834
Local de nascimento
Desterro/SC
Falecimento
31/01/1910
Local de falecimento
Rio de Janeiro/RJ
Formação
Medicina
Profissão
Médico e poeta

Luís Delfino

Nasceu no dia 25 de agosto de 1834, em Desterro/SC (atual Florianópolis). Filho de Tomás dos Santos e de Delfina Vitoriana dos Santos. 

Casou com Maria Carolina Puga Garcia dos Santos, com quem teve filhos, entre eles, Tomás Delfino dos Santos, também médico, que pelo Distrito Federal foi Senador (1896-1906) e Deputado Federal (1894-1896 e de 1912-1917). 

Seu irmão, José Delfino dos Santos, foi Vereador em Desterro e Deputado Federal por Santa Catarina duas vezes: de 1870 a 1871 e de 1872 a 1873.

Luís iniciou estudos no colégio de jesuítas, época em que acrescentou “Delfino” ao seu nome, em homenagem a sua mãe. Aos 16 anos de idade transferiu-se para o Rio de Janeiro/RJ, onde se bacharelou em Medicina pela Academia Imperial de Medicina, em 1857, e foi o orador da turma. Depois de formado atuou como clínico.

Dedicou grande parte de sua vida à literatura, iniciada em 1852 com o conto “O Órfão do Templo”, publicado na revista Beija-Flor, do RJ.

Em 1859, tornou-se membro da Academia Filosófica, associação literária que reunia acadêmicos de medicina e médicos. Escreveu para diversos periódicos: Revista Popular; Diário do Rio de Janeiro; A Estação e Gazetinha, entre 1861 e 1881; A Vida Moderna, em 1886. Em concurso da revista A Semana, do Rio de Janeiro, foi eleito o maior poeta brasileiro vivo, em 1885.

Foi Senador por Santa Catarina e exerceu atividades parlamentares à 21ª Legislatura (1890-1891), participou e assinou a Constituinte de 1891 - a primeira constituição republicana do Brasil; e à 22ª Legislatura (1891-1893).

Em 1898, foi coroado Príncipe dos Poetas Brasileiros nos festejos comemorativos do primeiro aniversário da revista simbolista Vera-Cruz. Escreveu mais de cinco mil poemas, que foram publicados todos postumamente, em 14 volumes editados por seu filho, Tomás Delfino dos Santos, entre 1926 e 1943.

É considerado o segundo poeta mais importante de Santa Catarina, superado apenas por Cruz e Sousa.

Faleceu em 31 de janeiro de 1910, no Rio de Janeiro.

Homenagem: Rua: Luís Delfino, Centro, Florianópolis.

Imagem

Retrato - Juramento da Constituição, 1891
Fonte: FIGUEIREDO, Aurélio de.

Que Vos Daria?  Autor: Luís Delfino

Se tiverdes um dia um capricho, senhora,
Um capricho, um delírio, uma vontade enfim,
Não exijas o carro azul que monta a Aurora
Nem da estrela da tarde o plaustro de marfim;
 
Nem o mar, que murmura e aí vai por mar em fora
Nem o céu doutros céus, elos de céu sem fim,
Que se isso fosse meu, já vosso, há muito, fôra.
Fôra vosso o que é grande e anda em torno de mim...
 
Mostrásseis num só gesto ingênuo, um só desejo...
O universo que vejo e os outros que não vejo
Sofreriam por vós vosso último desdém.
 
Que faríeis dos sóis, grãos vis de areias douro
Mulher! Pedi-me um beijo e vereis o tesouro
Que um beijo encerra e o amor que um coração contém.
 
Acesse as obras de Luís Delfino no Portal Catarina, no seguinte endereço: https://bit.ly/2YDQ41K

Mandatos

Referências

ACADEMIA CATARINENSE DE LETRAS E ARTES. Luis Delfino dos Santos. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODcwOTU=>. Acesso em: 22 mai. 2019.

BRASIL. Presidência da República. Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil (de 24 de fevereiro de 1891). Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzY3NjI=>. Acesso em: 20 mar. 2019.

BRASIL. Senado Federal. Luiz Delphino. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODcxMDg=>. Acesso em: 22 mai. 2019.

CONSULTAR CEP. Luiz Delfino. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODcxMzQ=>. Acesso em: 22 mai. 2019.

CYSNE, Diogo. Constituição de 1891. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODcwNTY=>. Acesso em: 22 mai. 2019.

ENCICLOPÉDIA ITAÚ CULTURAL. Luís Delfino: Biografia. 2017. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODcxMjE=>. Acesso em: 22 mai. 2019.

ESCRITAS.ORG. Luís Delfino. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODcwNjk=>. Acesso em: 22 mai. 2019.

JORNAL DE POESIA. Luiz Delfino: Bio-bibliografia. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODcwODI=>. Acesso em: 22 mai. 2019.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PORTAL CATARINA. Luís Delfino. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rODcxNDc=>. Acesso em: 22 mai. 2019.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Luís Delfino. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/1345-Luis_Delfino>. Acesso em: 21 de novembro de 2019.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2019)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2019)

Memória Política de Santa Catarina