Genuino Firmino Vidal Capistrano
Genuino Firmino Vidal Capistrano

Advogado, professor, jornalista e desembargador, natural de Desterro/SC. Autor da proposta de mudança do nome de Desterro para Florianópolis. Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, por três vezes, no século XIX.

Informações Gerais

Filiação
Vidal Pedro de Moraes e Miquelina Benedita Ferreira Capistrano
Nascimento
25/09/1846
Local de nascimento
Desterro/SC
Formação
Direito
Profissão
Advogado, professor, jornalista e desembargador
Partido
Partido Conservador

Genuino Firmino Vidal Capistrano

Nasceu em 25 de setembro de 1846, em Desterro/SC (atual Florianópolis). Filho de Miquelina Benedita Ferreira Capistrano e de Vidal Pedro de Morais. Seu pai foi militar, professor público, escrivão e Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, em 1872 e 1873.

Em Desterro, Genuino fez os estudos primários e secundários. Prosseguiu a formação em São Paulo/SP, onde se tornou Bacharel e Doutor em Direito (1874), pela Faculdade de Direito de São Paulo, foi o primeiro catarinense a defender tese de doutorado na instituição.

Casou com Angélica Rosa Machado e, posteriormente, com Maria da Luz Machado, com quem teve os filhos Dalcema Machado Capistrano e Ini Machado Capistrano.

Na Capital catarinense, foi nomeado Promotor Público (em 16 de dezembro de 1873) e professor de “Eloquência e Poética”, no Ateneu Provincial (pediu demisão em outubro de 1873, por razões políticas). Fundou o jornal "A Opinião Catarinense", em 1º de novembro de 1874.

Nomeado Desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, empossado em 24 de abril de 1894, permaneceu na função até se aposentar.

Na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina exerceu três mandatos parlamentares:

  • 20ª Legislatura (1874-1875), eleito com 105 votos;
  • 25ª Legislatura (1884-1885), obteve 79 votos na eleição, no ano de 1885 não houve trabalho legislativo devido à falta de número legal de deputados e, entre os ausentes, estava Genuino; e
  • 27ª Legislatura (1888-1889), recebeu 560 votos das urnas.

Integrou a comissão que elaborou o Catálogo Sistemático da Biblioteca Provincial de Santa Catarina (1876).

Autor da proposta de troca do nome de Nossa Senhora do Desterro para Florianópolis, expressa publicamente em 17 de maio de 1894. Kretzer, resume o fato:

No ano de 1894, uma data significativa para a história catarinense, acontece a mudança do nome da Capital do Estado. Encaminhada a proposta do Desembargador Genuíno Firmino Vidal Capistrano para ser votada pelo Legislativo, a Capital passou então a reconhecer-se por outra identidade depois da efetivação de uma Lei sancionada pelo então Governador do Estado, Hercílio Luz. A cidade de Desterro testemunhou as atrocidades de um tempo e legou a Floriano Peixoto a materialização em “polis”. Desterro foi desterrada. (KRETZER, 2001, p. 22)

Mandatos

Referências

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS. Roteiro Autoguiado do Centro de Histórico de Florianópolis – Histórico. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTgxMjg=>. Acesso em: 31 jul. 2017.

CONTEÚDO ABERTO. IN: WIKIPÉDIA: A ENCICLOPÉDIA LIVRE. "Genuíno Firmino Vidal Capistrano". Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTgxMTU=>. Acesso em: 31 jul. 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA. Listagem Biográfica. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTgxNDE=>. Acesso em: 31 jul. 2017.

KRETZER, Fabiana. Delminda Silveira – Contos e Instantes. 2001. 133 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Literatura, Centro de Comunicação e Expressão, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTgzNDQ=>. Acesso em: 31 jul. 2017.

MARCILIO, Elaine Cristina. A Ação da Inspetoria Geral da Instrução Pública na Província de Santa Catarina no período de 1874 a 1888: a precariedade da inspeção escolar como instrumento para a uniformização do ensino. 2006. 271 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Educação, , Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTc0Mzc=>. Acesso em: 20 out. 2017.

MARQUES, M. E. A.. Almanak Litterario de S. Paulo: Memórias sobre a Faculdade de Direito da Cidade de São Paulo. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTgwNzY=>. Acesso em: 31 jul. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Genuino Firmino Vidal Capistrano. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/342-Genuino_Firmino_Vidal_Capistrano>. Acesso em: 14 de agosto de 2020.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2019)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2019)

Memória Política de Santa Catarina