Manoel Ferreira da Silva Farrapo
Manoel Ferreira da Silva Farrapo

Militar e fazendeiro, natural de Ponta Grossa/PR. Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, no século XIX.

Informações Gerais

Filiação
Antônio Ferreira da Silva e Alexandrina Borges Vieira
Local de nascimento
Ponta Grossa/PR
Formação
Militar
Profissão
Militar e fazendeiro
Partido
Partido Liberal

Manoel Ferreira da Silva Farrapo

Nasceu em Ponta Grossa/PR, onde foi batizado no dia 28 de fevereiro de 1833. Filho de Antônio Ferreira da Silva e de Alexandrina Borges Vieira. Primo de Jorge Ricardo da Silva, por parte de pai, que também foi Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina.

Em 25 de maio de 1861, em Sorocaba, casou com Felicidade Amantina de Almeida, natural de Lapa/PR, filha de Francisco Ignácio de Almeida e de Anna Joaquina Rodrigues.

Foi tropeiro, condutor de tropas e se tornou fazendeiro.

Como militar, recebeu as promoções de: Major, servindo no 3º Esquadrão de Cavalaria da Guarda Nacional, em São João dos Campos Novos (hoje Campos Novos/SC), mais tarde, a de Tenente-Coronel, Comandante do 2º Corpo de Cavalaria da Província de Santa Catarina. Em 17 de agosto de 1883, foi nomeado Comandante Superior interino da Guarda Nacional da Comarca de Lages/SC e Curitibanos/SC.

Filiado ao Partido Liberal, foi líder na região e o primeiro Superintendente (Prefeito) de Campos Novos, de 1882 a 1886.

Duas vezes eleito Deputado à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, porém, participou somente da 25ª Legislatura (1884-1885), já que para a 26ª Legislatura (1886-1887), foi depurado e não exerceu mandato.

Entre outras funções desempenhadas, foi Diretor da Instrução Pública da Província catarinense e Delegado Literário de Campos Novos (nomeado em julho de 1889).

Seu testamento, datado de 1885, foi aberto em 1893 e não deixou descendentes, designando como herdeira a sobrinha Anna, filha de seu irmão Auriliano Ferreira da Silva. 

* Com informações genealógicas de Gustavo Pedroso (Engenheiro Civil e graduando em História - UFFS), sobrinho-pentaneto de Manoel Ferreira da Silva Farrapo.

Imagem

Assinatura do Deputado Manoel Ferreira da Silva Farrapo
Fonte: Primeiro livro de casamento do 1o Ofício de Registro Civil de Campos Novos.

Mandatos

Referências

Condecorações: Cavalleiros. O Despertador. Desterro, 5 fev. 1867. Parte Noticiosa, n. 423, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjgzMDk=>. Acesso em: 22 jun. 2017.

Gabinete do Presidente da Provincia de Santa Catharina, 25 de agosto de 1863. O Mercantil: Folha Politica Commercial e Noticiosa. Desterro, 7 set. 1865. Parte Official , n. 469, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjgzNTU=>. Acesso em: 22 jun. 2017.

Interior: Côrte, 3 de julho de 1877. A Regeneração: Jornal da Provincia de Santa Catharina. Desterro, 8 jul. 1877. n. 884, p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjgyODY=>. Acesso em: 22 jun. 2017.

Noticiario. Conservador. Desterro, 20 ago. 1888. n. 187, p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjgzNzg=>. Acesso em: 22 jun. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SLIDESHARE. Fatos importantes da História de Curitibanos. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjgzOTQ=>. Acesso em: 22 jun. 2017.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Manoel Ferreira da Silva Farrapo. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/648-Manoel_Ferreira_da_Silva_Farrapo>. Acesso em: 06 de abril de 2020.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2019)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2019)

Memória Política de Santa Catarina