Aires da Serra Carneiro
Aires da Serra Carneiro

Militar, natural do Maranhão/MA. Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, século XIX.

Informações Gerais

Nome completo
Aires da Serra Carneiro Souto Maior
Filiação
Fernando Antônio Carneiro Homem de Souto Maior e Antônia Senhorinha da Serra Freire
Local de nascimento
Maranhão
Formação
Militar
Profissão
Militar
Partido
Partido Conservador

Aires da Serra Carneiro

Nasceu no Maranhão/MA. Filho de Fernando Antônio Carneiro Homem de Souto Maior e de Antônia Senhorinha da Serra Freire. Era proveniente de famílias1 ricas e influentes do nordeste do Brasil.

Seu avô, Ayres Carneiro Homem de Souto Maior, foi Alferes, Sargento-mor e chegou a Coronel de Milícias, Cavaleiro da Imperial Ordem de Nosso Senhor Jesus Cristo, em Portugal, e veio ao Brasil para ser Mestre de Campo e administrar a sesmaria que recebeu como dote ao casar com Maria Joaquina Belfort. A sesmaria originou o município de Cantanhede no Maranhão. 

Foi casado com Ana Leopoldina Silva e consta que tiveram filhos.

Aires seguiu os passos de alguns antepassados e ingressou na carreira militar, alcançou o posto de Alferes, em Minas Gerais/MG. Pediu licença para residir em Santa Catarina/SC, em 1846, e abandonou a carreira militar em 1847.

Durante seu mandato na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, na Legislatura (1848-1849), participou da Comissão de Estatística e Divisão Civil e Judiciária, encarregada da criação das “freguesias” (os menores distritos urbanos durante o Império) e da elevação destas à categoria de Vila. Era responsável ainda pela divisão territorial de outras unidades político-administrativas, judiciárias e eclesiásticas, entre outras atividades. (PIAZZA, 1984. p. 139).

Tentou a reeleição para o biênio de 1850-1851, obteve apenas cinco votos e ficou suplente, mas não foi convocado. 


1 Sua tia, Luzia Perpétua Carneiro de Souto Maior, foi casada com Luís Carlos Pereira de Abreu Bacelar, conhecido como “Luís Carlos da Serra Negra” ou “Coronel Luís Carlos”, temido líder político e militar do Brasil-Colônia que participou do processo de desmembramento da Província do Piauí, parte da Capitania do Maranhão em 1811, era dono de uma das principais fazendas de escravos do século XVIII. O casarão de Serra Negra ainda hoje é alvo de histórias assombradas que narram a crueldade do Coronel com escravos revoltosos e inimigos. O segundo marido de Luzia Perpétua foi D. José Tomaz de Menezes, Conde de Cavaleiros, descendente da realeza, era filho do Governador do Maranhão.

Mandatos

Referências

Eleições. O Conciliador Catharinense: Jornal Official, Noticioso e Litterario. Desterro, 6 out. 1849. p.3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjA0NTA=>. Acesso em: 7 ago. 2017.

Ministério da Guerra: Expediente do dia 20 de maio de 1847. Gazeta Official do Império do Brasil. Rio de Janeiro, 28 mai. 1847. p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjA0OTY=>. Acesso em: 7 ago. 2017.

Ordem do dia 17 de dezembro de 1846. Gazeta Official do Império do Brasil. Rio de Janeiro, 21 dez. 1846. p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjA0NzM=>. Acesso em: 7 ago. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

BRANDÃO, Carlos Augusto Pires; LOSSIAN, Lossian Barbosa Bacelar. Demonização e Mitificação de Luís Carlos da Serra Negra: in: Encontro Nacional de História Oral. 2012. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjA1MjU=>. Acesso em: 7 ago. 2017.

MARINHO, José Antônio. Movimento político que no ano de 1842 teve lugar na Província de Minas Gerais. Rio de Janeiro: Tipogragia de J. R. da Costa, 1844. 148 p. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjA0MDk=>. Acesso em: 7 ago. 2017.

PEREIRA, Pablo. Casarão da Serra Negra, do Século 18, ameaçado de desaparecer no interior do Piauí.. 2013. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjAzODg=>. Acesso em: 7 ago. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CATANHEDE. Nossa História. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjA1MTI=>. Acesso em: 10 ago. 2017.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

TORRES, João Carlos Feo Cardoso de Castelo Braco e. Resenha das familias titulares do reino de Portugal: Acompanhada das noticias biographicas de alguns individuos das mesmas famílias. Lisboa: Imprensa nacional, 1838. 301 p. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjA0MzA=>. Acesso em: 8 ago. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Aires da Serra Carneiro. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/140-Aires_da_Serra_Carneiro>. Acesso em: 26 de novembro de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina