Evaldo Amaral
Evaldo Amaral

Bancário e administrador, natural de Lages/SC. Vereador e Prefeito em Curitibanos/SC. Deputado Constituinte de 1967, Deputado Estadual na Casa Legislativa e Deputado Federal representando os catarinenses, século XX. Secretário de Estado da Administração e Diretor do Banco Estadual.

Informações Gerais

Filiação
Eduardo P. Amaral e Luisa Floriani Amaral
Nascimento
09/07/1924
Local de nascimento
Lages/SC
Falecimento
19/07/2016
Local de falecimento
Florianópolis/SC
Formação
Secundária
Profissão
Bancário e administrador
Partido
União Democrática Nacional (UDN), Aliança Renovadora Nacional (ARENA) e Partido Democrático Social (PDS)

Evaldo Amaral

Nasceu em 9 de julho de 1924, em Lages/SC. Filho de Eduardo P. Amaral e de Luisa Floriani Amaral. Casou com Terezinha Ribas Amaral, com quem teve: Maria Teresa, Luísa Helena e Eduardo Antônio.

Evaldo exerceu a profissão de bancário, administrou empresas do ramo madeireiro e foi sócio em diversos negócios no município de Curitibanos/SC: Cine Teatro Monte Castelo, Rádio Coroado, Força e Luz Curitibanense, e Hidroelétrica Salto Pery. Membro do Rotary Clube, na mesma cidade.

Filiado à União Democrática Nacional (UDN), iniciou a vida política em 1954, eleito Vereador à Câmara Municipal de Curitibanos/SC, para o período de 1955 a 1959, licenciou-se no segundo ano do mandato e assumiu o cargo de Prefeito, entre 1956 e 1959.

Pela UDN, elegeu-se Deputado Estadual à Assembleia Legislativa de Santa Catarina, com 5.252 votos, e integrou a Legislatura (1959-1963).

Com a instauração do bipartidarismo no Brasil, Evaldo ingressou na Aliança Renovadora Nacional (ARENA), partido pelo qual concorreu duas vezes à vaga de Deputado ao Legislativo catarinense:

  • Legislatura (1967-1971), eleito com 7.295 votos, integrou a Assembleia Constituinte Estadual de 1967 e ocupou a função de 1º Vice-Presidente da Mesa Diretora da Casa, em 1970; e
  • Legislatura (1971-1975), obteve 12.158 votos, foi eleito, exerceu a liderança do Governo no Parlamento (1971-1972) e participou das seguintes Comissões: Educação e Saúde (Presidente); Ciência e Tecnologia (Presidente); e Orçamento e Contas do Estado (Vice-Presidente).

Licenciou-se do mandato, entre 1973 e 1974, para assumir a Secretaria de Estado da Administração, nomeado pelo Governador Colombo Salles

Nas eleições de 1974, concorreu a Deputado Federal à Câmara dos Deputados para a 45ª Legislatura (1975-1978), pela ARENA, com 22.756 votos, ficou na suplência e não foi convocado.

Foi Diretor Vice-Presidente no Banco do Estado de Santa Catarina (BESC), no Governo de Antônio Carlos Konder Reis, entre 1975 e 1978.

Disputou em 1976, o cargo de Prefeito Municipal de Lages, mas não foi eleito.

Para a 46ª Legislatura (1979-1982), elegeu-se Deputado Federal representando os catarinenses, recebeu 42.641 votos, e integrou as seguintes Comissões: Educação e Cultura (Presidente); Economia, Indústria e Comércio; e Agricultura e Política Rural.

Com o fim do bipartidarismo e a reorganização dos partidos, ingressou no Partido Democrático Social (PDS), pela nova legenda, disputou pela terceira vez a vaga de Deputado Federal, com 38.456 votos, ficou primeiro Suplente, sendo convocado no decorrer da 47ª Legislatura (1983-1986). Neste mandato, participou das seguintes Comissões: Minas e Energia; e Ciência e Tecnologia.

Em 1986, concorreu à vaga de Senador por Santa Catarina, obteve 81.317 votos, não sendo eleito.

Não mais disputou cargos eletivos e se dedicou às atividades particulares.

Faleceu no dia 19 de julho de 2016, em Florianópolis/SC. Está sepultado no cemitério Jardim da Paz. A Prefeitura de Lages decretou luto oficial de três dias.

Homenagens

  • Medalha do Mérito Legislativo (2006).
  • Recebeu da Assembleia Legislativa catarinense, em 1999 e 2000, homenagens pelas legislaturas exercidas.
  • Troféu Assembleia Legislativa (2002).
  • Loteamento Evaldo Amaral, Bairro Guarujá, em Lages.

Imagem

Assinatura do Deputado Evaldo Amaral
Fonte: Assembleia Legislativa de Santa Catarina - 1945 a 2018.

Mandatos

Referências

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Coordenadoria de Informações. Fichas Datilografadas/Digitalizadas das Legislaturas: de 1945 a 2018.

CPDOC. Fundação Getúlio Vargas. Verbete Biográfico Evaldo Amaral. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTg5ODA=>. Acesso em: 26 dez. 2018.

CURITIBANENSES. Evaldo Amaral. 2013. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTg5Njc=>. Acesso em: 26 dez. 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SANTA CATARINA. Agência AL. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Nota de falecimento - Morre na Capital o ex-deputado Evaldo Amaral. 2016. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTg5NTQ=>. Acesso em: 26 dez. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. . Diário da Assembleia: nº 4.683. 1999. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzUwMTY=>. Acesso em: 18 set. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: nº 4.799. 2000. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDcyOTU=>. Acesso em: 7 nov. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 4.999. 2002. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDI5ODQ=>. Acesso em: 18 out. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: nº 5.654. 2006. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTg5NDE=>. Acesso em: 26 dez. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa. Constituição Estadual de 1967. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjkzNjM=>. Acesso em: 16 mar. 2017.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Resenha Eleitoral - Eleições Catarinenses 1945-1998. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjI2OQ==>. Acesso em: 30 nov. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Evaldo Amaral. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/260-Evaldo_Amaral>. Acesso em: 01 de dezembro de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina