Frederico Bruestlein
Frederico Bruestlein

Engenheiro e industrial, natural da Alsácia. Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, século XIX. Dono da primeira embarcação movida a motor que chegou em Joinville, idealizador e construtor da casa onde hoje é o Museu de Imigração e Colonização e da Alameda que leva seu sobrenome.

Informações Gerais

Nome completo
Frédéric Brüstlein
Filiação
Peter Brüstlein e Catarina Brüstlein
Nascimento
25/05/1835
Local de nascimento
Mulhouse/Alsácia
Falecimento
22/02/1911
Local de falecimento
Joinville/SC
Formação
Engenharia
Profissão
Engenheiro e industrial
Partido
Partido Conservador

Frederico Bruestlein

Nasceu a 25 de maio de 1835, em Mulhouse, na Alsácia1. Filho de Peter Brüstlein e de Catarina Brüstlein.

Em 23 de junho de 1863, Frederico chegou em Joinville/SC, nomeado procurador do Príncipe de Joinville e do Duque de Aumale, além de administrador dos bens que ambos tinham na região. Em 1870, construiu o Palácio dos Príncipes, a "Maison de Joinville" (Casa de Joinville), que hoje abriga o Museu de Imigração e Colonização.

Foi Diretor da Colônia Dona Francisca (atual Joinville/SC), empossado em 6 de julho de 1875. Enquanto administrador solicitou ao Jardim Botânico do Rio de Janeiro/RJ sementes de palmeiras imperiais e mandou plantá-las onde é a Alameda Brustlein, tombada como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, pelo Decreto Municipal no 12.276, de 2005, conhecida por Rua das Palmeiras, hoje Rua do Príncipe.

Proprietário do Vapor Babitonga, a primeira embarcação movida a motor a chegar em águas joinvillenses, comprada da França por Frederico, em 1878, tinha 14 metros de comprimento por 2,5 metros de largura e capacidade de transportar até cinco toneladas, além do combustível necessário. Frederico Brüstlein conseguiu a concessão do governo da Província catarinense para efetuar viagens entre São Francisco do Sul/SC, Joinville e Paraty (hoje Araquari/SC), iniciando atividades em 2 de junho de 1880, ano que se naturalizou brasileiro.

Em 1883, construiu um estaleiro em Joinville, onde foi fabricada segunda embarcação, Vapor Dona Francisca, também para transporte de passageiros.

Na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina foi duas vezes Deputado e participou da 25ª Legislatura (1884-1885) e da 27ª Legislatura (1888-1889), eleito com 560 votos, para este mandato.

De 7 de janeiro de 1887 a 15 de janeiro de 1890, presidiu a Câmara de Joinville. Mais tarde, foi Superintendente/Intendente (atual cargo de Prefeito), entre 16 de abril de 1895 e 6 de janeiro de 1899. Durante seu governo fez muitas obras e melhoramentos.

Faleceu em 22 de fevereiro de 1911, em Joinville/SC.

Homenagem

Alameda Brustlen, Centro, Joinville/SC. 

Imagens

Foto - Embarque no Babitonga, na Estação de Vapores de Joinville
Fonte: Reprodução/Arquivo Histórico de Joinville
 
Foto - Estação para embarque no Babitonga
Fonte: Reprodução/Arquivo Histórico de Joinville
 
Foto - Rua do Príncipe, em 1866
Fonte: Reprodução/Arquivo Histórico de Joinville (1866).
 
Foto - Alameda Brüstlein, em 1905
Fonte: Reprodução/Arquivo Histórico de Joinville (1905).

1 “Alsácia - o secular pomo de discórdia entre franceses e alemães, tendo sido a Região bilingüe - ora alemã ora francesa. Em 1835 pertencia à França e após a Guerra Franco-Alemã de 1870/71, vencida pela Alemanha, foi incorporada como "Reichsland" ao então "Reich" Alemão, até voltar à França no final da I Guerra Mundial”.  (HERKENHOFF, pp. 250-252).

Mandatos

Referências

No início era o vapor. Jornal Retrô. Joinville, 16 abr. 2016. História ao vivo, n. 29, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjk2ODE=>. Acesso em: 11 out. 2017.

BLUMENAU EM CADERNOS: Nº 8. Blumenau, 25 ago. 1981. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjk2OTA=>. Acesso em: 11 out. 2017.

ACHE CEP. Alameda Brustlen. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjk2NjE=>. Acesso em: 11 out. 2017.

ANNA KELLY KRASSOTA (Org.). Paisagem, Arqueologia e os lugares transformados: A Alameda Brüstlein em Joinville (Santa Catarina). Revista Tecnologia e Ambiente, Criciúma, v. 21, n. 1, p.1-16, 5 mai. 2015. Anual. Dossiê IX Reunião da Sociedade de Arqueologia Brasileira / Regional Sul. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjk3MTA=>. Acesso em: 11 out. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Frederico Bruestlein. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/327-Frederico_Bruestlein>. Acesso em: 01 de dezembro de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina