Mário de Sousa Lobo
Mário de Sousa Lobo

Escrivão, advogado e tabelião, natural de Joinville/SC. Deputado Constituinte de 1891 e de 1910 e Deputado na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, no final do século XIX e início do século XX.

Informações Gerais

Filiação
Adelaide Flora Caldeira de Andrada e Pedro José de Sousa Lobo
Nascimento
11/06/1869
Local de nascimento
Joinville/SC
Falecimento
26/06/1923
Local de falecimento
Joinville/SC
Formação
Direito
Profissão
Escrivão, advogado e tabelião

Mário de Sousa Lobo

Nasceu em 11 de junho de 1869, em Joinville/SC. Filho de Adelaide Flora Caldeira de Andrada e de Pedro José de Sousa Lobo.

Sua mãe era filha de José Bonifácio Caldeira de Andrada, comerciante, militar e nove vezes Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, entre os anos de 1842 a 1871. Seu pai, militar e agrimensor, foi Vereador em Joinville e três vezes Deputado na mesma Assembleia que seu avô materno.

Além desses, Mário teve o irmão, Marinho de Sousa Lobo (casado com América, filha de Abdon Batista), o tio Joaquim de Sousa Lobo, e o neto, Rodrigo de Oliveira Lobo, que foram Deputados na mesma Assembleia Legislativa.

Mário casou com Teresa Ernestina de Oliveira Lobo e tiveram sete filhos. A esposa era filha de Maria Virgínia Nobrega e de Alexandre Ernesto de Oliveira. Seu sogro foi seis vezes Deputado no Parlamento catarinense.

Em Joinville, foi Advogado, Escrivão da Coletoria Provincial (nomeado em 22 de outubro de 1883), Conselheiro da Câmara Municipal, Tabelião de Notas Registros e Imóveis, e Diretor do Núcleo Colonial Barão do Rio Branco, localizado no distrito de Bananal (hoje cidade de Guaramirim/SC).

Foi eleito Deputado à Assembleia Constituinte Estadual de 1891, para a Legislatura (1891), recebeu 7.383 votos e representou a região norte de Santa Catarina.

Em 6 de janeiro de 1901, respondeu como Secretário do Club União Joinvillense, entre outros em que participou.

Em 1917, era Agente do 5º Distrito do Comissariado do Estado, ano em que requereu e foi autorizado por Abdon Batista, Superintendente Municipal de Joinville (hoje denominado Prefeito), a licença para construção de passeio e de fossa sanitária para o Quartel e Fórum no município.  

Ainda em 1917, foi Presidente do Partido Republicano de Joinville.

Nas eleições de 5 de dezembro de 1909, reelegeu-se Deputado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina e foi Deputado Constituinte, para a Legislatura (1910-1912).

Faleceu em 26 de junho de 1923, em Joinville/SC.

Homenagem

Rua Mário Lobo, Centro, Joinville/SC.

Imagens

Pintura - Constituintes de 1891 - Santa Catarina
Fonte: Reprodução/ALESC. Centro de Memória.
 
Imagem e legenda com nomes dos integrantes da Constituinte
Fonte: Reprodução/ALESC. Centro de Memória.
 
Cartão-postal de Joinville
Fonte: Reprodução / BORGES, Luciano Oliveira.

Mandatos

Referências

Joinville. O Dia. Florianópolis, 9 jan. 1901. p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjQ0MDc=>. Acesso em: 5 jul. 2017.

Sorteio Militar. Gazeta do Commercio: Publicação Semanal. Joinville, 27 jan. 1917. p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjQ0MzA=>. Acesso em: 5 jul. 2017.

Superintendente Municipal: Dr. Abdon Baptista. Gazeta do Commercio. Joinville, 18 ago. 1917. p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjQ0NTM=>. Acesso em: 5 jul. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

BORGES, Luciano Oliveira. Alameda Cultural. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjQ0OTI=>. Acesso em: 9 ago. 2018.

CORREIOS/CEP. “Mário Lobo”. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjQzODc=>. Acesso em: 5 jul. 2017.

LOBO, Mario de Sousa; MOREIRA, Eugenio; MACEDO, Eugenio Pereira de. Á Redação da “Gazeta do Commercio”. Gazeta do Commercio. Joinville, 1 set. 1917. p.3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjQ0NzY=>. Acesso em: 5 jul. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa. Constituição de 1891. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjMzMjc=>. Acesso em: 23 nov. 2016.

SANTA CATARINA. ASSEMBLEIA LEGISLATIVA/CENTRO DE MEMÓRIA. Centro De Memória. Constituição Estadual: 1910.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Mário de Sousa Lobo. 2020. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/693-Mario_de_Sousa_Lobo>. Acesso em: 27 de janeiro de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2020)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2020)

Memória Política de Santa Catarina