Antônio Ceron
Antônio Ceron

Técnico em Contabilidade, professor e administrador, natural de Videira/SC. Prefeito de Lages/SC e quatro vezes Deputado Estadual no Parlamento Catarinense, final do século XX e início do XXI. Secretário de Desenvolvimento Econômico, da Agricultura e da Casa Civil.

Informações Gerais

Filiação
Honorato Ceron e Ana Rossatto Ceron
Nascimento
16/06/1945
Local de nascimento
Videira/SC
Formação
Técnico em Contabilidade
Profissão
Técnico em Contabilidade, professor e administrador
Partido
Partido Liberal (PL), Partido da Frente Liberal (PFL), Democratas (DEM) e Partido Social Democrático (PSD)

Antônio Ceron

Nasceu em 16 de junho de 1945, no distrito de Tangará, na época pertencente à Videira/SC, hoje município de Tangará/SC. Filho de Honorato Ceron e de Ana Rossatto Ceron. Casou com Maria Salete Ceron, com quem teve Marcelo, Maurício e Mayra. 

Em Tangará fez os primeiros estudos na Escola Isolada da Linha São Marcos, e o ginásio no Colégio Mater Salvatoris. Foi seminarista no Seminário Salvatoriano, nos municípios paulistas de Conchas e Jundiaí, entre 1958 e 1960. Concluiu o curso Técnico em Contabilidade na Escola de Comércio Técnico Catarinense, em Caçador/SC, em 1965.

Lecionou na Escola Técnica de Comércio Catarinense, entre 1970 e 1975, fixou residência em Lages/SC, no ano de 1976. Exerceu as atividades de agricultor, balconista, radialista e bancário. Foi sócio administrador da rede de Supermercados Myatã, de propriedade de sua família.

Nas eleições de 1990, elegeu-se Deputado Estadual à Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC), com 12.520 votos, pelo Partido Liberal (PL), para a composição da 12ª Legislatura (1991-1995). Exerceu a liderança da bancada do partido e integrou as seguintes Comissões Permanentes:

  • Constituição e Justiça;
  • Defesa do Consumidor;
  • Fiscalização e Controle.

Disputou a reeleição em 1994, recebeu 16.561 votos, ficou na quarta suplência do PL e não foi convocado pela Assembleia Legislativa catarinense. 

Em 1998, candidatou-se novamente a vaga de Deputado Estadual ao Parlamento catarinense, com 21.697 votos, ficou Suplente e obteve convocação à 14ª Legislatura (1999-2003), pelo Partido da Frente Liberal (PFL). Licenciou-se do mandato, entre 1999 e 2002, assumiu o cargo de Secretário de Desenvolvimento Econômico e Integração ao Mercado Comum do Sul (MERCOSUL), na gestão do Governador Esperidião Amin

Em outubro de 2002, foi eleito Deputado ao Legislativo catarinense, com 33.994 votos, pelo PFL, para a 15ª Legislatura (2003-2007). Neste período, ocupou a liderança da bancada do partido e participou das Comissões Permanentes de:

  • Educação, Cultura e Desporto;
  • Ética e Decoro Parlamentar;
  • Finanças e Tributação (Presidente);
  • Legislação Participativa;
  • Trabalho, Administração e Serviço Público;
  • Turismo e Meio Ambiente (Vice-Presidente).

Pelo PFL, buscou a renovação do mandato no pleito de 2006, recebeu 27.337 votos e obteve a suplência, sendo convocado no decorrer da 16ª Legislatura (2007-2011). Ingressou no Democratas (DEM), no ano de 2007.

Entre 2007 e 2010, exerceu o cargo de Secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, nomeado pelo Governador Luiz Henrique da Silveira. Na sua gestão, Santa Catarina obteve a condição de único estado do Brasil livre de febre aftosa sem vacinação, status que permitiu abertura de mercado a países como China, Coréia do Sul e Japão.

Esteve à frente da Secretaria de Estado da Casa Civil, entre 2011 e 2012, no governo de Raimundo Colombo.

Nas eleições municipais de 2016, elegeu-se Prefeito de Lages, com 35.242 votos, pelo Partido Social Democrático (PSD), para o período de 2017 a 2020. Havia concorrido ao cargo nos pleitos de 1988 e 2012, não sendo eleito.

Candidatou-se à reeleição de Prefeito de Lages, pelo PSD, com 28.329 votos (34,41%) foi eleito, sendo novamente Juliano Polese Branco (do Partido Progressista), seu Vice.

Outros cargos e funções exercidos

  • Presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Lages;
  • Presidente da Associação Catarinense de Supermercados (ACATS);
  • Presidente do Conselho do Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense (PRODEC);
  • Conselheiro da Companhia Catarinense de Água e Saneamento (CASAN);
  • Conselheiro das Centrais Elétricas de Santa Catarina (CELESC);
  • Conselheiro da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (BADESC);
  • Conselheiro do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE);
  • Presidente do Esporte Clube Internacional de Lages (1983-1985);
  • Secretário da Executiva Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), de Itapiranga/SC (1985-1987);
  • Presidente da Executiva Municipal do PT, de Itapiranga/SC (1987-1990).

Homenagens

  • Homenageado pela Secretaria de Estado da Agricultura, em 2018, com a colocação de sua imagem no painel dos secretários que comandaram a pasta.
  • Recebeu da Assembleia Legislativa catarinense, em 1999, homenagem pela atuação na 12ª Legislatura.
  • Título de Cidadão Lageano (2015).

Imagem

Assinatura do Deputado Antônio Ceron
Fonte: Assembleia Legislativa de Santa Catarina - 1945 a 2018.

Mandatos

Referências

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Coordenadoria de Informações. Fichas Datilografadas/Digitalizadas das Legislaturas: de 1945 a 2018.

CONTEÚDO ABERTO. IN: WIKIPÉDIA: A ENCICLOPÉDIA LIVRE. Antônio Ceron. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjk5MDY=>. Acesso em: 12 fev. 2019.

FACEBOOK. Perfil: Antonio Ceron. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjk5MTk=>. Acesso em: 17 fev. 2019.

GOMES, Pablo. Prefeito Antonio Ceron é homenageado na Secretaria de Estado da Agricultura. 2018. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjk5Njg=>. Acesso em: 12 fev. 2019.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: n° 4.683. 1999. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzE3MQ==>. Acesso em: 15 mai. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 5.220. 2003. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjk5ODE=>. Acesso em: 12 fev. 2019.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 5.359. 2004. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjk5OTQ=>. Acesso em: 12 fev. 2019.

SANTA CATARINA. Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina. Eleições 2002, em 06/10/2002 - 1º turno Resultado Final. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzAwMDc=>. Acesso em: 12 fev. 2019.

SANTA CATARINA. Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina. Resenha Eleitoral: Eleições Catarinenses 1945-1998. Florianópolis: Comissão Editorial do TRE, 2001. 198 p. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQ2Mw==>. Acesso em: 16 mai. 2018.

SANTA CATARINA. TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Eleições 2006. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjEzMzk=>. Acesso em: 2 mar. 2016.

SIEGA, Loreno. Câmara de Vereadores reconheceu e agora Antônio Ceron é Cidadão Lageano. Portal Revista Visão. Lages, 20 out. 2015. p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjk5NTI=>. Acesso em: 12 fev. 2019.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Antônio Ceron. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/71-Antonio_Ceron>. Acesso em: 01 de dezembro de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina