Francisco Küster
Francisco Küster

Funcionário público federal e construtor autônomo, natural de São Joaquim/SC. Vereador em Lages/SC e em Florianópolis/SC. Cinco vezes Deputado Estadual na Assembleia Legislativa e Deputado Federal e Constituinte de 1988, representando os catarinenses, no final do século XX e início do XXI.

Informações Gerais

Nome completo
Francisco de Assis Küster
Filiação
Genésio Pereira Küster e Maria Melo Küster
Nascimento
31/12/1943
Local de nascimento
São Joaquim/SC
Formação
Técnico em Edificações
Profissão
Funcionário público federal e construtor autônomo
Partido
Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e Partido Socialista Brasileiro (PSB)

Francisco Küster

Nasceu em 31 de dezembro de 1943, em São Joaquim/SC. Filho de Genésio Pereira Küster e de Maria Melo Küster. Casou com Hedwiges Pryciuk Küster, pai de Elias, Eneas, Lucilene, Zenha Regina, Liliam e Francisco de Assis Kuster Júnior. Formado Técnico em Edificações.

Iniciou a vida política em 1968, pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB) candidatou-se e foi eleito Vereador à Câmara Municipal de Lages/SC, sendo reeleito em 1972, pela mesma legenda.

Eleito Deputado Estadual à Assembleia Legislativa de Santa Catarina, pelo MDB, com 13.305 votos, integrou a Legislatura (1975-1979). Nesta legislatura, presidiu a Comissão de Viação e Obras Públicas.

Reelegeu-se Deputado Estadual ao Legislativo catarinense para a Legislatura (1979-1983), pelo MDB, com 18.746 votos, e foi Líder de seu partido no parlamento (1979-1980).

Em 1979, filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), pelo qual foi reeleito Deputado Estadual catarinense, com 31.753 votos, para a 10ª Legislatura (1983-1987). Neste mandato, foi titular e Presidente (1984-1985) da Comissão de Finanças e Serviços Públicos, além de ser Líder do seu partido na Casa.

Em 1986, elegeu-se Deputado Federal Constituinte por Santa Catarina para a 48ª Legislatura (1987-1991), pelo PMDB, com 46.032 votos. Iniciou seu mandato na Assembleia Nacional Constituinte em fevereiro de 1987. Nesta legislatura, integrou as seguintes Subcomissões e Comissões:

  • Subcomissão dos Direitos dos Trabalhadores e Servidores Públicos (Titular);
  • Comissão da Ordem Social, (Titular);
  •  Subcomissão dos Direitos e Garantias Individuais (Suplente);
  • Comissão de Soberania e dos Direitos e Garantias do Homem e da Mulher (Suplente).

“Nas principais votações da Constituinte, pronunciou-se favoravelmente ao rompimento de relações diplomáticas com países de orientação política racista, à remuneração 50% superior para o trabalho extra, ao turno ininterrupto de seis horas, ao aviso prévio proporcional, à soberania popular, ao voto aos 16 anos, à nacionalização do subsolo, ao limite de 12% ao ano para os juros reais, à unicidade sindical, à criação de um fundo de apoio à reforma agrária, à limitação do direito de propriedade privada, à desapropriação da propriedade produtiva, à estabilidade no emprego, à estatização do sistema financeiro, à jornada semanal de 40 horas e à anistia aos micro e pequenos empresários. Votou contra a pena de morte, o presidencialismo, o mandato de cinco anos para o presidente José Sarney e a legalização do jogo do bicho”. (CPDOC)

Em 1988, com um grupo de dissidentes do PMDB, fundou em Santa Catarina o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), por esta legenda foi eleito Vereador à Câmara Municipal de Florianópolis/SC.

Em 1990, candidatou-se à vaga de Deputado Federal e, apesar de ser o mais votado do PSDB, com 19.439 votos, ficou na primeira suplência e não foi convocado para mandato.  

Concorreu novamente ao cargo de Deputado Estadual para o Parlamento catarinense, em 1994, pelo PSDB, eleito com 10.865 votos, tomou posse à 13ª Legislatura (1995-1999). Liderou a Bancada do seu partido na Casa e foi eleito Presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina no ano de 1997. Deixou o cargo em 1998 para ser 1º Vice-Presidente, por acordo político firmado. Participou nesta legislatura das seguintes Comissões:

  • Constituição, Justiça e Redação de Leis;
  • Finanças e Tributação (Vice-Presidente).

Em 1999, assumiu como Presidente das Centrais Elétricas de Santa Catarina (CELESC).

Em nova eleição de Deputado Estadual à Assembleia Legislativa catarinense, concorreu pelo PSDB, obteve a primeira suplência, com 13.033 votos, foi convocado em 28 de abril de 2004 e assumiu cadeira na 15ª Legislatura (2003-2007), pelo afastamento do Deputado Dado Cherem - que passou a comandar a Secretaria de Estado da Saúde.

Entre outras proposições na Assembleia, foi autor do Projeto de Resolução que criou a Medalha de Mérito Desportista Catarinense (PRS/0018.0/2005). Conheça as propostas legislativas do Deputado no seguinte endereço: https://goo.gl/ZLZEJY

Afastou-se do mandato parlamentar em 2006, para tomar posse como Secretário de Articulação Política da Prefeitura de Florianópolis.

De 2006 a 2007, foi Secretário do Desenvolvimento Regional em Lages/SC.

Deixou o PSDB em 2007 para retornar ao PMDB e, em 2009, filiou-se ao Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Homenagem

Em 2016 foi um dos homenageados pelo PMDB, como reconhecimento por ter sido um dos principais personagens que fizeram a história da legenda no Estado de Santa Catarina.

Mandatos

Referências

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Coordenadoria de Informações. Fichas Datilografadas/Digitalizadas das Legislaturas: de 1945 a 2018.

BRASIL. Senado Federal. Biografia: Francisco Kuster - PSDB/SC. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDg1NTY=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

CPDOC. Fundação Getúlio Vargas. Francisco de Assis Kuster. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDg1MzA=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

PORTAL DE NOTÍCIAS DN SUL (Criciúma). PMDB presta homenagem aos principais nomes da sigla em Santa Catarina. 2016. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDg1MTc=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. PRS/0018.0/2005: Cria a Medalha de Mérito Desportista Catarinense. 2005. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDg1NDM=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Resenha Eleitoral - Eleições Catarinenses 1945-1998. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjI2OQ==>. Acesso em: 30 nov. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Francisco Küster. 2020. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/309-Francisco_Kuester>. Acesso em: 27 de outubro de 2021.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2020)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2020)

Memória Política de Santa Catarina