João Bayer Filho
João Bayer Filho

Advogado, jornalista e professor, natural de Tijucas. Prefeito na terra natal e Deputado Estadual no Parlamento Catarinense, século XX. Secretário de Estado da Fazenda e Juiz no Tribunal de Contas no mesmo estado.

Informações Gerais

Filiação
João Bayer e Matilde Klann Bayer
Nascimento
21/10/1893
Local de nascimento
Tijucas/SC
Falecimento
02/08/1967
Local de falecimento
Tijucas/SC
Formação
Direito
Profissão
Advogado
Partido
Partido Republicano Catarinense (PRC) e União Democrática Nacional (UDN)

João Bayer Filho

Nasceu no dia 21 de outubro de 1893, na cidade de Tijucas/SC. Filho de Matilde Klann Bayer e de João Bayer. Seu pai foi Prefeito de Tijucas, entre 1920 e 1921, importante comerciante e propulsor do desenvolvimento local.

Realizou os estudos primários na terra natal, o secundário e o curso de Ciências e Letras fez no Ginásio Catarinense, em Florianópolis/SC, de 1907 a 1912.

Ingressou no curso de Direito e Comércio, em São Paulo/SP, no ano de 1913, formando-se em Direito pela Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais do Rio de Janeiro, em 1917. No Rio de Janeiro/RJ, lecionou no Colégio Santo Inácio.

Depois de formado retornou a Santa Catarina, assumiu como Promotor Público em Araranguá, ficou pouco tempo na função e voltou para Tijucas, onde exerceu a profissão de advogado, a partir de 1918. Em Mafra/SC, foi Promotor Público.

João se apaixonou por Catarina Gallotti, filha de Francisca Angeli Gallotti e de Benjamin Gallotti, de família rival dos Bayer, também comerciantes e disputavam o poder político. Marcos Horostecki, conta que “os embates não tiveram fim (...) e João teve que “roubá-la” três vezes para poder consumar o casamento”. Tiveram os filhos Maria José, João Bayer Neto (Procurador do Ministério Público) e Luís Carlos Gallotti Bayer, moravam a poucos metros da casa dos pais de Catarina.

Em Tijucas, elegeu-se Prefeito em 1920, governou de 1921 a 1925, e fundou os jornais O Nosso (1924) e O Diário (1926).

Pelo Partido Republicano Catarinense (PRC), elegeu-se Deputado Estadual ao Congresso Representativo de Santa Catarina (Assembleia Legislativa) em eleição suplementar, com 12.099 votos, e tomou posse à 13ª Legislatura (1925-1927).

Novamente eleito Deputado Estadual, com 17.763 votos, pelo mesmo partido, exerceu mandato à 14ª Legislatura (1928-1930) no Parlamento catarinense, com seu cunhado, Luiz Gallotti, também eleito.

Em 14 de outubro de 1929, foi nomeado Chefe de Polícia do Estado, porém não assumiu o cargo.

Em Florianópolis exerceu as seguintes funções e atividades:

  • Advogado;
  • Secretário e Vice-Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, na Seção de Santa Catarina;
  • Fundou e dirigiu o jornal A Pátria, entre os anos de 1930 e 1934 - por seu envolvimento político, foi preso na Penitenciária do Estado e na Fortaleza de Anhatomirim, no ano de 1932;
  • Lecionou e foi um dos fundadores da Faculdade de Direito de Santa Catarina, também seu Diretor no ano de 1936;
  • Integrou o Conselho Técnico de Economia e Finanças do Estado, em 1938;
  • Advogou e foi Consultor Jurídico e Comercial das Empresas Incorporadas ao Patrimônio da União, entre 1940 e 1945.

Retornou a Tijucas, onde continuou exercendo advocacia e filiou-se à União Democrática Nacional (UDN), a partir de 1945.

Foi Secretário de Estado da Fazenda (1951-1954), durante o Governo de Irineu Bornhausen, e Secretário interino do Interior e Justiça (de 8 de abril de 1952 a 11 de agosto de 1952).

Iniciou seu trabalho como Juiz do Tribunal de Contas do Estado em 1956, sendo o primeiro Presidente do Órgão (1956-1958).

Em 1961, foi nomeado para responder em nome da Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina, porém não assumiu o cargo.

Faleceu no dia 2 de agosto de 1967, em Tijucas/SC.

Homenagens

  • Avenida João Bayer Filho, Centro, Tijucas/SC.
  • Ginásio de Esportes João Bayer Filho, Centro, Tijucas/SC.

Imagens

Foto - Casarão Bayer, onde a família viveu, em Tijucas/SC, a poucos metros do casarão da família Gallotti
Fonte: Reprodução/ Marcos Horostecki/ND.
 
Foto - Irmãos Gallotti, João Bayer Filho (2º da foto), e Irineu Bornhausen (terno branco), no Palácio Cruz e Souza (1956-1960)
https://1.bp.blogspot.com/-LOUCJO9_tL4/VNPvqjf_oGI/AAAAAAAAAPI/sY0m3VvKD78/s1600/Irm%C3%A3os%2BGallotti%2C%2BBayer%2BFilho%2Be%2BIrineu%2BBornhausen%2Bnas%2Bescadarias%2Bdo%2BPal%C3%A1cio%2BCruz%2Be%2BSouza%2B1956-1960.jpg
Fonte: Reprodução/Acervo: Edson Carvalho Bayer.

Mandatos

Referências

Pela Secretaria do Interior. Republica: Orgão do Partido Republicano Catharinense. Florianópolis, 30 jan. 1919. n. 101, p.3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTczNzA=>. Acesso em: 14 mar. 2017.

ALVES JÚNIOR, Ozias. Tijucas: Gente que faz sua história. 1997. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTczMzc=>. Acesso em: 14 mar. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

BAYER, Carolina. Homens da Política. 2013. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTc0MjI=>. Acesso em: 14 mar. 2017.

GUIA MAIS. Bayer Filho. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTczMjQ=>. Acesso em: 3 ago. 2016.

HOROSTECKI, Marcos. Casarão Bayer é ícone político e cultural de Santa Catarina: Construção em fase final de restauração vai sediar projetos sociais . Notícias do Dia. Florianópolis, 17 mar. 2012. p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTczOTM=>. Acesso em: 14 mar. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: Nº 6.893. 2015. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTc0MDk=>. Acesso em: 14 mar. 2017.

Secretaria de Estado da Fazenda. João Bayer Filho ( Período: 1951 - 1954 ) . Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTczNTA=>. Acesso em: 14 mar. 2017.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia João Bayer Filho. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/428-Joao_Bayer_Filho>. Acesso em: 06 de dezembro de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina