José Maria Pinto
José Maria Pinto

Militar e comerciante, natural de Vila Boa de Goiás/GO. Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, século XIX.

Informações Gerais

Filiação
José Pinto da França e Felisberta Joaquina de Oliveira
Ano nascimento
1769
Local de nascimento
Vila Boa de Goiás/GO
Falecimento
18/02/1857
Local de falecimento
Desterro/SC
Profissão
Militar e comerciante

José Maria Pinto

Nasceu por volta de 1769, em Vila Boa de Goiás/GO. Filho de José Pinto da França e de Felisberta Joaquina de Oliveira.

José Maria Pinto deixou Vila Boa, em Goiás, e seguiu para Santa Catarina, onde desempenhou diversas funções.

Casou com Mariana Josefa Peneda e tiveram filhos. A esposa era filha de Ana Ludovina Peneda e do Capitão Lourenço José Peneda. Ele, natural de Beja, Portugal, Capitão Comandante da 1ª Companhia (em 1786) e Granadeiro no Regimento de Infantaria de Linha da Ilha de Santa Catarina (1789).

Em 31 de março de 1811, tornou-se Oficial de Armada, passou a ser intérprete para estrangeiros que aportavam na Província de Santa Catarina. Promovido a 2º Tenente da Armada em maio de 1821, depois a Capitão do Porto de Santa Catarina. Anos depois assumiu  como Intendente da Marinha na Província, substituindo Miguel de Sousa Melo e Alvim. A partir de 23 de outubro de 1822, foi Comandante responsável pelas Canhoneiras de Defesa da Ilha de Santa Catarina. Deixou o cargo de intérprete e foi reformado como 1º Tenente da Armada em 15 de junho de 1838.

Nomeado Conselheiro de Fiscalização da Capitania do Porto de Santa Catarina, assumiu em 6 de julho de 1850.

Ainda em 1850, tomou posse como Deputado Provincial na Assembleia Legislativa catarinense, eleito com 88 votos, e integrou a 8ª Legislatura (1850-1851).

Na Capital residiu na Rua do Passeio, atual Rua Esteves Júnior, na época famosa pelas belas chácaras.

Faleceu em 18 de fevereiro de 1857, em Desterro/SC (atual Florianópolis).

Mandatos

Referências

Edital. O Conciliador Catharinense: Jornal Official, Noticioso e Litterario. Desterro, 12 set. 1849. p.3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTk3MzI=>. Acesso em: 29 mai. 2017.

Eleições. O Conciliador Catharinense: Jornal Official, Noticioso e Litterario. Desterro, 6 out. 1849. p.3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTk3NTU=>. Acesso em: 29 mai. 2017.

Vende-se. O Mercantil: Jornal da Província de Santa Catharina. Desterro, 1 fev. 1863. p.4, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTk3MDk=>. Acesso em: 29 mai. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

CABRAL, Oswaldo Rodrigues. As Defesas da Ilha de Santa Catarina no Brasil-colônia. Santa Catarina: Conselho Federal de Cultura, 1972. 137 p.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia José Maria Pinto. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/568-Jose_Maria_Pinto>. Acesso em: 01 de dezembro de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina