Antônio de Castro Gandra
Antônio de Castro Gandra

Militar e construtor civil, natural de Porto/Portugal. Constituinte de 1892 e Deputado Estadual no Parlamento Catarinense, final do século XIX.

Informações Gerais

Filiação
Joaquim de Castro Gandra e Teresa Martins
Nascimento
27/11/1793
Local de nascimento
Porto/Portugal
Falecimento
28/05/1885
Local de falecimento
Rio de Janeiro/RJ
Formação
Militar
Profissão
Militar e construtor civil
Partido
Partido Republicano Federalista (PRF)

Antônio de Castro Gandra

Nasceu em 27 de novembro de 1793, na cidade do Porto, em Portugal. Filho de Joaquim de Castro Gandra e de Teresa Martins.

Casado com Cantalícia Amélia Gandra, com quem teve descendência.

Na Vila de São Sebastião de Tijucas (atual Tijucas/SC) foi: Delegado (nomeado em 1879 e exonerado em maio de 1881, a seu pedido); Capitão do 6º Batalhão de Infantaria da Guarda Nacional e 2º Suplente de Juiz Municipal (nomeação em 1882), além de Vereador na Câmara Municipal de Tijucas1, em 1881.

Elegeu-se Deputado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina, pelo Partido Republicano Federalista (PRF), com 3.619 votos, tomou posse para a Legislatura (1892-1893) e foi Deputado Constituinte de 1892.

Na construção civil, foi o responsável pelas obras: trapiche da Capitania dos Portos de Santa Catarina (1892); prédio dos Três Poderes de Palhoça/SC (1895); o Hospital de Isolamento da Ilha dos Guarás (1896) e o Novo Mercado Público de Desterro/SC (atual Florianópolis), inaugurado em 1899, entre outras.

Faleceu em 28 de maio de 1885, no Rio de Janeiro/RJ.


1 Em 13 de junho de 1860, aconteceu a posse dos Vereadores, no recém-criado município pela Lei Provincial nº 464, assinada pelo Presidente da Província, João José Coutinho, autorizando a emancipação política de Tijucas, desmembrada de Porto Belo/SC. (Câmara Municipal de Tijucas, 2017).

Mandatos

Referências

Diversas Ocurrencias: Delegacia de Policia. O Despertador. Desterro, 20 jun. 1879. n. 1699, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzY3NDQ=>. Acesso em: 11 ago. 2017.

Governo da Provincia: Expediente do dia 14 de janeiro de 1882. O Despertador. Desterro, 21 jan. 1882. n. 1966, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzY4ODU=>. Acesso em: 11 ago. 2017.

Governo da Provincia: Expediente do dia 20 de abril de 1881. O Despertador. Desterro, 27 abr. 1881. n. 1889, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzY4MTY=>. Acesso em: 11 ago. 2017.

Governo da Provincia: Expediente do dia 9 de agosto de 1881. O Despertador. Desterro, 17 ago. 1881. n. 1921, p.1-2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzY4NjI=>. Acesso em: 11 ago. 2017.

Governo da Provincia: Villa de Tijucas. O Despertador. Desterro, 11 mai. 1881. n. 1893, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzY3Njc=>. Acesso em: 11 ago. 2017.

MENSAGENS LIDAS NA ABERTURA DO CONGRESSO CONSTITUINTE A 28 DE ABRIL DE 1891 E NA ABERTURA DO PRIMEIRO CONGRESSO LEGISLATIVO A 28 DE SETEMBRO DE 1891. Desterro: Typ. do Jornal do Commercio, 1892. 7 p. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzY2OTg=>. Acesso em: 11 ago. 2017.

RELATORIOS DOS PRESIDENTES DOS ESTADOS BRASILEIROS (SC) - 1891 A 1930: Secretarias de Estado. Santa Catarina: Assembléa Legislativa, 1930. 72 p. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjUzNzM=>. Acesso em: 3 jul. 2017.

Villa de Tijucas. O Despertador. Desterro, 28 mai. 1881. n. 1898, p.4, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzY4Mzk=>. Acesso em: 11 ago. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

Câmara Municipal de Palhoça. Turismo e Folclore. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzY3MTE=>. Acesso em: 11 ago. 2017.

Câmara Municipal de Tijucas. História. 2017. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzY3MjQ=>. Acesso em: 11 ago. 2017.

MEIRINHO, Jali. A República em Santa Catarina (1889-1900) . 1979. 148 f. Tese (Doutorado) - Curso de História, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1979. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rOTE1NTU=>. Acesso em: 15 jul. 2019.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SCHMITZ, Paulo Clóvis. A construção do Mercado Público de Florianópolis, em 1845, começa com a discórdia das barraquinhas. 2015. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rOTMyNQ==>. Acesso em: 2 jun. 2018.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Antônio de Castro Gandra. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/74-Antonio_de_Castro_Gandra>. Acesso em: 29 de novembro de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina