Vitor Alves de Brito
Vitor Alves de Brito

Militar, comerciante e fazendeiro, natural do Rio de Janeiro/RJ. Vereador e Prefeito em Lages/SC e Deputado Estadual no Parlamento Catarinense, século XX.

Informações Gerais

Nome completo
Victor Alves de Brito
Filiação
José Feliciano Alves de Brito e Basilisa Anacleta da Conceição Alves de Brito
Nascimento
03/04/1859
Local de nascimento
Rio de Janeiro/RJ
Falecimento
15/10/1914
Formação
Militar
Profissão
Militar, comerciante e fazendeiro
Partido
Partido Republicano Catarinense (PRC)

Vitor Alves de Brito

Nasceu em 3 de abril de 1859, no Rio de Janeiro/RJ. Filho de Basilisa Anacleta da Conceição Alves de Brito e de José Feliciano Alves de Brito.

Seu pai foi militar, comerciante, Vereador em Desterro/SC (atual Florianópolis), Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina e primo de Virgílio Várzea, literato, jornalista, político, escritor e também foi Deputado no Parlamento catarinense.

Na terra natal, Vitor  concluiu o curso elementar e parcialmente o secundário.

Mudou-se com sua família para Desterro, participou dos negócios de seu pai e, depois, transferiu-se para Lages/SC, onde passou a viver, adquiriu três fazendas na região, uma das quais Fazenda do Amaral, posteriormente Cruz de Malta, e integrou a diretoria do Club Euterpe 4 de Março, reeleito Procurador (1879). 

Casou com Maria José Antunes Ramos, com quem teve Auta, Basilissa, José Alves de Brito e Oscar Vitor Alves de Brito. A esposa era irmã de José Maria Antunes Ramos, que era fazendeiro em Lages e foi Deputado na Assembleia Legislativa catarinense.

Pelo Partido Republicano Catarinense (PRC), Vitor foi eleito Conselheiro Municipal de Lages (atual cargo de Vereador), com 279 votos, tomou posse em 1892 e foi Vice-Presidente do Conselho. 

A 12 de julho de 1894, nomeado Capitão-Ajudante do Exército (Guarda Nacional) para a Comarca de Lages, onde foi Superintendente Municipal (hoje Prefeito), designado por Vidal Ramos Júnior para substituí-lo no cargo de Superintendente Municipal de Lages, SC, como 1º Substituto, em 16 de abril de 1895, no qual permaneceu até 1902. 

Assinou o Manifesto Republicano, no dia 30 de novembro de 1889, fundando o Clube Republicano Federalista “Marechal Deodoro”. 

Em 1897, integrou Comissão responsável pela Estrada de Curitibanos a Blumenau, ambas em território catarinense.

Em 7 de dezembro de 1902, em eleição para preenchimento da vaga do Deputado Vidal Ramos, que renunciou ao mandato por ter sido eleito Vice-Governador, elegeu-se Deputado ao Congresso Representativo de Santa Catarina (Assembleia Legislativa) e participou da Legislatura (1901-1903), no último ano da legislatura já era Major.

Faleceu em 15 de outubro de 1914.

Homenagens

  • Avenida Victor Alves de Brito, São Miguel, Lages/SC.
  • In memoriam, foi entregue para sua representante, Sra. Clara Reginalda Melo, uma  placa comemorativa aos 234 anos da fundação de Lages, em Sessão Solene da Assembleia Legislativa Catarinense, em 2000.

Mandatos

Referências

Club Euterpe 4 de Março. O Despertador. Desterro, 22 jul. 1879. n. 1708, p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzA0NTg=>. Acesso em: 23 nov. 2017.

Eleição Estadoal. Mensagem apresentada ao Congresso Representativo do Estado em 26 de julho de 1903 pelo Vice-Governador Vidal José de Oliveira Ramos. Florianópolis, 26 jul. 1903. p.10, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzA0MzU=>. Acesso em: 23 nov. 2017.

Governo do Estado: Administração do Cidadão Engenheiro Civil Hercilio Pedro da Luz, Governador do Estado. Republica. Florianópolis, 30 jan. 1897. Parte Official , n. 23, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzA1Mjc=>. Acesso em: 23 nov. 2017.

Guarda Nacional de Lages. Republica. Desterro, 27 jul. 1894. n. 80, p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzA1MDQ=>. Acesso em: 23 nov. 2017.

Hoespedes e Viajantes. Republica. Desterro, 14 jul. 1903. n. 119, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzA1NTA=>. Acesso em: 23 nov. 2017.

Intendencia de Lages. Republica: Orgam Official. Desterro, 28 jun. 1890. n. 179, p.3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzA0ODE=>. Acesso em: 23 nov. 2017.

ACHE CEP. Victor Alves de Brito. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNzA0MTU=>. Acesso em: 23 nov. 2017.

ANDRADE, Eveline. A cidade nos campos de cima da serra: Experiências de urbanização e saúde em Lages-SC - 1870 a 1910. 2011. 317 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de História, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTQwMTI=>. Acesso em: 25 mai. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina.. Diário da Assembleia: n° 4.799. 2000. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTAzMTk=>. Acesso em: 7 jun. 2018.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Vitor Alves de Brito. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/903-Vitor_Alves_de_Brito>. Acesso em: 28 de novembro de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina