Cristóvão Nunes Pires
Cristóvão Nunes Pires

Industrial e comerciante, natural de Desterro/SC. Deputado na Assembleia Legislativa Provincial catarinense, membro da Junta Governativa de 1891 e Presidente Interino de Santa Catarina (durante a Revolução Federalista), no século XIX.

Informações Gerais

Filiação
Luís Nunes Pires e Luísa Alves Nunes Pires
Nascimento
25/07/1834
Local de nascimento
Desterro/SC
Falecimento
21/09/1894
Local de falecimento
Biguaçu/SC
Profissão
Industrial e comerciante
Partido
Partido Liberal (PL)

Cristóvão Nunes Pires

Nasceu em 25 de julho de 1834, em Desterro/SC. Filho de Luís Nunes Pires e de Luísa Alves Nunes Pires.

Como era comum na época, realizou os estudos iniciais em casa, seu pai foi o responsável, inclusive pelas aulas de inglês. Mais tarde fez outros cursos no Rio de Janeiro/RJ, na República do Prata e nos Estados Unidos.

Casou com Maria José da Costa Nunes Pires e tiveram filhos, entre eles, Luís Nunes Pires, Deputado no Congresso Representativo de Santa Catarina, atuante na 1ª Legislatura, de 1892 a 1893. A esposa era filha de Wenceslau Martins da Costa e de Ana Inácia de Medeiros da Costa.

Cofundador do Liceu de Artes e Ofícios do Desterro e colaborador intenso nos jornais da época.

Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina por três vezes, exerceu funções nas seguintes legislaturas:

  • 24ª Legislatura (1882-1883), eleito em 4 de dezembro de 1881, com 58 votos;
  • 25ª Legislatura (1884-1885), recebeu 19 votos na eleição de 1883, era suplente e foi convocado pela ausência de outros deputados;
  • 26ª Legislatura (1886-1887), eleito em 1865, com 69 votos. Posteriormente, filiou-se ao Partido Federalista.

Após a Proclamação da República (15 de novembro de 1889) e com a renúncia de Lauro Müller, Presidente de Santa Catarina (atual cargo de Governador), Cristóvão foi nomeado  em 28 de dezembro de 1891 e passou a integrar a Junta Governativa Catarinense de 1891, formada pelo Coronel Luís dos Reis Falcão e pelo 1º Tenente da Armada, Arthur Deocleciano de Oliveira.

A Junta, de caráter provisório, governou de 29 de dezembro de 1891 até 1º de março de 1892, e fechou o Congresso Representativo e o Tribunal de Justiça de Santa Catarina. O triunvirato transmitiu o Governo ao Tenente Manuel Joaquim Machado.

Como era Vice-Presidente, Cristóvão assumiu outra vez a administração do Executivo catarinense, de 24 de setembro de 1893 a 22 de abril de 1894, substituindo Eliseu Guilherme da Silva, e transmitiu o cargo de Interventor ao Coronel Antônio Moreira César, nomeado Interventor Federal em Santa Catarina, por Floriano Peixoto, em plena Revolução Federalista.

Faleceu no dia 21 de setembro de 1894, em Biguaçu/SC.

Homenagem: Rua Cristóvão Nunes Pires, Centro, Florianópolis/SC.


 

Mandatos

Referências

ACHE CEP. Cristóvão Nunes Pires. Disponível em: <https://goo.gl/mwrssQ>. Acesso em: 20 jul. 2016.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. Cristóvão Nunes Pires. Disponível em: <https://goo.gl/BVFgj3>. Acesso em: 20 jul. 2016.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SANTANA, Miriam Ilza. Revolução Federalista. Disponível em: <https://goo.gl/AwYuWL>. Acesso em: 7 fev. 2017.

STOETERAU, Lígia De Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Cristóvão Nunes Pires. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/195-Cristovao_Nunes_Pires>. Acesso em: 18 de abril de 2019.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2019)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2019)

Memória Política de Santa Catarina