Eleutério Francisco de Sousa
Eleutério Francisco de Sousa

Advogado provisionado, natural de São Miguel da Terra Firme/SC. Vereador em Desterro/SC e Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, por cinco mandatos, no século XIX.

Informações Gerais

Filiação
Lourenço Francisco de Sousa e Inácia Maria de Jesus
Ano nascimento
1806
Local de nascimento
São Miguel da Terra Firme/SC
Falecimento
14/05/1870
Local de falecimento
Desterro/SC
Formação
Advogado Provisionado
Partido
Partido Liberal

Eleutério Francisco de Sousa

Nasceu em 1806, em São Miguel da Terra Firme/SC (atual Biguaçu). Filho de Lourenço Francisco de Sousa e Inácia Maria de Jesus. Casou com Joaquina Cândida de Azevedo, viúva de Feliciano José de Azevedo.

Na Capital da Província catarinense atuou como: advogado provisionado1; Procurador Fiscal da Provedoria2 (de 1839 a 1841, em 1848, e de 1852 a 1855); Sub-Delegado de Polícia (nomeado em 13 de setembro de 1843); e Promotor Público da Comarca do Norte (nomeação de janeiro de 1849).

Filiado ao Partido Liberal, candidatou-se e foi eleito Deputado à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina cinco vezes, atuou nas seguintes Legislaturas: 10ª (1854-1855), integrou a Comissão de Justiça Civil e Criminal, no biênio; 11ª (1856-1857), escolhido Suplente de Secretário para os dois anos da legislatura, compôs a mesma Comissão do mandato anterior (1856 e 1857); 15ª (1864-1865), eleito com 155 votos, participou da Comissão de Câmaras Municipais, em 1864 e 1865; 16ª (1866-1867), eleito com 135 votos, voltou a trabalhar nas Comissões de Justiça Civil e Criminal e na de Câmaras, no biênio; e 17ª (1868-1869), na eleição recebeu 150 votos, integrou as Comissões de Comércio e de Estatística (tratava dos limites das unidades eclesiásticas, judiciárias, politico-administrativas, entre outros assuntos).

Vereador e Presidente da Câmara do Desterro/SC (atual Florianópolis), de 1865 a 1868, quando também exercia mandato de Deputado.

Faleceu em 14 de maio de 1870, em Desterro/SC.


1 Não possuia formação acadêmica em Direito, mas era autorizado exercer a profissão.

2 Órgão responsável pela arrecadação e aplicação dos recursos públicos.

Mandatos

Referências

[sem titulo]. A Regeneração: Jornal da Província de Santa Catharina. Desterro, 16 jan. 1869. p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMTE1MTY=>. Acesso em: 10 jun. 2018.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Eleutério Francisco de Sousa. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/229-Eleuterio_Francisco_de_Sousa>. Acesso em: 18 de setembro de 2020.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2019)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2019)

Memória Política de Santa Catarina