Germano Wendhausen
Germano Wendhausen

Comerciante e militar, natural de Desterro/SC. Deputado na Assembleia Legislativa Provincial e na Assembleia Estadual de Santa Catarina, no final do século XIX e início do século XX.

Informações Gerais

Filiação
Heinrich Wendhausen e Maria Eva Guesser Wendhausen
Nascimento
18/03/1853
Local de nascimento
Desterro/SC
Falecimento
30/05/1930
Local de falecimento
Florianópolis/SC
Formação
Militar
Profissão
Comerciante e militar
Partido
Partido Liberal e Partido Republicano Catarinense

Germano Wendhausen

Nasceu em 18 de março de 1853, em Desterro/SC (atual Florianópolis). Filho de imigrantes alemães: Heinrich Wendhausen e Maria Eva Guesser Wendhausen.

Casou com Teresa Antônia Machado Wendhausen, filha de Narciso José Machado e de Clementina Lopes do Nascimento Machado, e tiveram filhos.

Em 1882, Germano encabeçava o negócio de “secos” por atacado e varejo, localizado à Rua do Príncipe, em Desterro. Era sócio, com seus irmãos, da firma comercial André Wendhausen & Cia, no princípio atuava no ramo de importação de ferragens e armarinhos, depois diversificou atuação, contribuindo para o desenvolvimento econômico na Província. (Ver CRUZ, 2008)

Seus irmãos foram Deputados eleitos à Assembleia Legislativa catarinense: João Wendhausen, para os anos de 1880 e 1881, e André Wendhausen, em 1892 e 1893. O sobrinho Carlos Vítor Wendhausen, filho de André, também, de 1910 a 1930.

Na política local, foi Vereador na Câmara de Desterro e Vice-Presidente da Casa, em 1888, e Vice-Superintendente (hoje denominado Vice-Prefeito), tendo assumido interinamente o município duas vezes: de 1º de janeiro a 8 de novembro de 1893, e de 20 de junho a 19 de novembro de 1906, quando mandou reconstruir a antiga ponte do riacho da Fonte da Bulha (canal da atual Avenida Hercílio Luz).

Como militar, passou a Tenente-Quartel Mestre do 1º Batalhão de Artilharia do Desterro, em 28 de outubro de 1880, e chegou a Coronel, sendo Comandante Superior Interino da Guarda Nacional em Santa Catarina.

Um dos fundadores da Sociedade Abolicionista de Desterro/SC, que segundo Souza, foi:

Fundada em 10 de junho de 1883 (...) Entre os seus membros-fundadores estavam nomes como os de Afonso d'Albuquerque e Melo, Eliseu Guilherme da Silva, Germano Wendhausen e os já citados Estevão Manoel Brocardo e Virgílio José Vilela. No mais, além dessas organizações, também surgiram na cidade alguns clubes e sociedades beneficentes dedicadas à propaganda e ao estabelecimento de fundos para a promoção de alforrias. (SOUZA, 2012, p. 168). (Grifo nosso)

A abolição da escravatura no Brasil aconteceu cinco anos depois, em 13 de maio de 1888.

Suplente de Delegado de Polícia da Capital (Desterro), nomeado em 1883, deixando de ser Subdelegado do 2º Distrito. Em 1884, assumiu como Chefe de Polícia interino e em maio do mesmo ano, nomeado titular na função.

Deputado à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, para a 26ª Legislatura (1886-1887), eleito com 81 votos, foi depurado (não teve seu diploma validado pela Comissão de Poderes), conforme Piazza, 1984, p.210. O motivo da anulação do diploma foi por ter sido Delegado de Polícia sete meses antes da eleição. Assim, não exerceu mandato no parlamento.

Nas eleições seguintes, foi eleito (com 597 votos) Deputado à mesma Assembleia, tomou posse para a 27ª Legislatura (1888-1889) e foi escolhido Suplente de Secretário da Mesa Diretora no biênio.

A 19 de fevereiro de 1891, em Desterro, Germano Wendhausen fundou o Partido Federalista, junto de Eliseu Guilherme da Silva, Fernando Hackradt Júnior, entre outros, sucedendo ao Partido “União Nacional”, organizado a 17 de julho de 1890.

No período republicano, foi eleito Deputado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina com 3.326 votos, empossado, exerceu mandato na Legislatura (1901-1903).

Provedor da Irmandade do Senhor Jesus dos Passos e do Hospital de Caridade de Florianópolis (1918) e doador de dinheiro em campanhas de arrecadação de fundos aos necessitados (atingidos por enchente na região de Itajaí, entre outras ações).

Faleceu dia 30 de maio de 1930, em Florianópolis/SC.

Homenagem: Rua Germano Wendhausen, Centro, Florianópolis/SC.

FOTOS:

“Fábrica Santa Catarina”, da firma Wendhausen, Rua Bocaiúva, Desterro.
 
Fonte: Reprodução/Boletim Comercial, mai/1920.
 
Interior em funcionamento da “Fábrica Santa Catarina”
 
Fonte: Reprodução/Boletim Comercial, mai/1920.

Mandatos

Referências

"O directorio do partido liberal convida [...]". Regeneração: Folha Diária, Noticiosa, Commercial e filiada ás idéas libeares. Santa Catharina, 22 out. 1885. , p. 1-1. Disponível em: <https://goo.gl/CagWJJ>. Acesso em: 7 fev. 2017.

Abolicionismo. A Regeneração: Orgam Democratico. Desterro, 8 abr. 1884. , p. 3-3. Disponível em: <https://goo.gl/u4Lsa7>. Acesso em: 7 fev. 2017.

Administração do Exm. Sr. Dr. Francisco Luiz da Gama Rosa: extracto do expediente do dia 15 de maio de 1884. A Regeneração. Desterro, 18 mai. 1884. Governo da Província, p. 1-2. Disponível em: <https://goo.gl/q7LUA8>. Acesso em: 7 fev. 2017.

Directorio Liberal. A Regeneração: Orgam Democratico. Desterro, 6 set. 1884. Secção Política, p. 2-3. Disponível em: <https://goo.gl/d6vt4j>. Acesso em: 7 fev. 2017.

Noticiário. A Regeneração: Orgam Democratico. Desterro, 19 mar. 1884. Secção Geral, p. 3-3. Disponível em: <https://goo.gl/aHgZk3>. Acesso em: 7 fev. 2017.

Presidente. A Regeneração: Jornal da Província de Santa Catharina. Desterro, 18 ago. 1883. , p. 2-3. Disponível em: <https://goo.gl/AfqWJS>. Acesso em: 7 fev. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

CONTEÚDO ABERTO. IN: WIKIPÉDIA: A ENCICLOPÉDIA LIVRE. Lista de Intendentes, Superintendentes e Prefeitos Prefeitos de Florianópolis/SC. de 1889 a 2018. Disponível em: <https://goo.gl/7BLPVW>. Acesso em: 7 ago. 2018.

CORREIOS/CEP. “Germano Wendhausen”. Disponível em: <https://goo.gl/0tuPWF>. Acesso em: 16 jul. 2016.

CRUZ, Karina Martins da. A Contribuição de Alemães e Descendentes para a Formação Sócio-Espacial Catarinense: o caso da Região Metropolitana de Florianópolis (SC). 2008. 209 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Geografia, , Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008. Disponível em: <https://goo.gl/tKk38x>. Acesso em: 7 fev. 2017.

GENEALOGIEONLINE. “Heindrich (Henrique) Wendhausen”. Disponível em: <https://goo.gl/wP32jd>. Acesso em: 7 fev. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SOUZA, Luiz Alberto de. A cor e a forma: História e literatura na obra do jovem Cruz e Sousa (1861-1888) . 2012. 370 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de História, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012. Disponível em: <https://goo.gl/WWPJgf>. Acesso em: 31 jul. 2017.

STOETERAU, Lígia De Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

WHENDAUSEN, Germano. Relatorio apresentado a Mesa Administrativa da Irmandade do Senhor Jesus dos Passos e Hospital..... Florianópolis: Typ. da Livraria Moderna, 1927. 1 v.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Germano Wendhausen. 2018. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/348-Germano_Wendhausen>. Acesso em: 12 de dezembro de 2018.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2018)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2018)

Memória Política de Santa Catarina