João Luís Collaço
João Luís Collaço

Militar, natural de Tubarão/SC. Prefeito na cidade natal e Deputado Estadual no Congresso Representativo de Santa Catarina, no final do século XIX e início do século XX.

Informações Gerais

Filiação
Luís Martins Collaço e Maria Teixeira Nunes
Nascimento
08/05/1850
Local de nascimento
Tubarão/SC
Formação
Militar
Profissão
Militar
Partido
Partido Republicano Catarinense (PRC)

João Luís Collaço

Nasceu em 8 de maio de 1850, em Tubarão/SC. Filho de Maria Teixeira Nunes e de Luís Martins Collaço.

Seu pai foi Coronel Comandante da Guarda Nacional, juiz de paz e comendador.  Em 1881, concorreu à vaga de Deputado Geral (hoje Deputado Federal), mas não foi eleito, pertencia ao Partido Liberal.

Casado com Elisa Georgina Nunes Barreto Collaço, com quem teve filhos, entre eles, Joe Collaço, que foi Deputado Estadual na Assembleia catarinense, e Maria Elisa Collaço de Oliveira, casada com João de Oliveira, também Deputado na mesma Assembleia. Seu irmão, Pedro Luís Collaço, ocupou a mesma função no Parlamento catarinense. 

Na carreira militar, João chegou ao posto de Coronel.

Residiu em Tubarão, onde foi Chefe do Tráfego da Estrada de Ferro Dona Thereza Christina (1902) e integrou equipe administrativa do Hospital de Caridade (1909).

Pelo Partido Republicano Catarinense (PRC), foi eleito Deputado ao Congresso Representativo de Santa Catarina (Assembleia Legislativa) para quatro mandatos e participou nos seguintes períodos:

  • Legislatura (1896-1897);
  • Legislatura (1910-1912), obteve 5.298 votos na eleição;
  • Legislatura (1913-1915); e
  • 12ª Legislatura (1922-1924), eleito com 12.503 votos.

Em Tubarão, exerceu mandato de Prefeito (na época denominado de Superintendente Municipal), eleito para o período de 1911 a 1922.

Mandatos

Referências

Actos Officiaes. O Dia: Orgão do Partido Republicano Catharinense. Florianópolis, 25 mar. 1909. n. 4209, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDE1OTE=>. Acesso em: 18 out. 2018.

Bodas de Prata. A Razão. Tubarão, SC, 20 set. 1902. n. 23, p.8, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDE1MjI=>. Acesso em: 18 out. 2018.

Conselho Municipal: Apuração Eleitoral. O Dia: Orgão do Partido Republicano Catharinense. Florianópolis, 5 jan. 1910. n. 4429, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDE2MTQ=>. Acesso em: 18 out. 2018.

Eleição Estadoal: Para disputar a minoria. O Dia: Orgão do Partido Republicano Catharinense. Florianópolis, 6 nov. 1909. n. 4385, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDE2Mzc=>. Acesso em: 18 out. 2018.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

PREFEITURA DE MUNICIPAL DE TUBARÃO. Ex-Prefeitos - Galeria de Fotos. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQ0MDk=>. Acesso em: 29 mai. 2017.

Prefeitura Municipal de Tubarão. Foto: Estação da Estrada de Ferro D. Tereza Cristina, inaugurada em 1883 ou 1884. 2014. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDE2NTM=>. Acesso em: 18 out. 2018.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

ZANELATTO, João Henrique. De Olho no Poder: O integralismo e as disputas políticas em Santa Catarina na era Vargas. Criciúma, SC: Unesc, 2012. 356 p. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDkxMw==>. Acesso em: 22 mai. 2018.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia João Luís Collaço. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/464-Joao_Luis_Collaco>. Acesso em: 17 de setembro de 2019.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2019)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2019)

Memória Política de Santa Catarina