Addo Faraco
Addo Faraco

Advogado e agente previdenciário. Vereador em Criciúma/SC e Deputado Estadual no Parlamento Catarinense, século XX. Secretário do Trabalho.

Informações Gerais

Nome completo
Addo Vânio de Aquino Faraco
Filiação
Addo Caldas Faraco e Iraides de Aquino Faraco
Nascimento
10/02/1927
Falecimento
12/11/2005
Formação
Direito
Profissão
Advogado e agente previdenciário
Partido
Partido Trabalhista Brasileiro (PTB)

Addo Faraco

Nasceu em 10 de fevereiro de 1927. Filho de Iraides de Aquino Faraco e de Addo Caldas Faraco. 

Seu pai foi Prefeito de Criciúma/SC três vezes, na primeira por nomeação do Interventor Federal no Estado, Nereu Ramos, nas duas seguintes, eleito por votação popular. Neto do padre italiano Rafael Faraco, estabelecido no Brasil no ano de 1861, Deputado Provincial e Estadual em Santa Catarina.

Casou com Neli Firmínio Faraco, com quem teve: Vânio, Iraides e Ada de Luca, eleita Deputada Estadual à Assembleia Legislativa de Santa Catarina por quatro vezes, entre os anos de 2006 e 2018.

Addo Vânio formou-se em Direito e atuou na defesa dos trabalhadores da indústria do carvão, sendo apoiado pelos sindicatos locais. Exerceu o cargo de agente previdenciário no Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Estivadores e Transportes de Cargas (IAPETC).

Desde jovem esteve envolto no meio político, foi fundador e dirigente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), em Criciúma, onde recebeu em sua casa nomes de destaque da legenda, entre eles, o Presidente João Goulart, do qual foi assessor.

Eleito Vereador à Câmara Municipal de Criciúma, para o período de 1959 a 1962.

Pelo PTB, disputou vaga de Deputado Estadual à Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC), recebeu 3.650 votos, ficou 2º Suplente do partido e foi convocado para a Legislatura (1963-1967). 

Em 1964, teve o mandato cassado pelo Regime Militar, enquanto ocupava o cargo de Secretário de Estado do Trabalho, foi mantido preso por oito meses.

Em sociedade com Doutel de Andrade, em 1962, fundou a Rádio Difusora, a mais popular emissora criciumense, entre os anos 60 e 70.

Em sessão especial realizada em 13 de agosto de 2019, o Parlamento Catarinense restituiu, de modo simbólico, o mandato do Deputado Addo Faraco e de outros que tiveram seus mandatos cassados pelo regime militar na década de 1960.  

Faleceu em 12 de novembro de 2005.

Homenagens

A ALESC homenageou o parlamentar pela legislatura exercida em duas ocasiões, em 1999 e 2001. 

Mandatos

Referências

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

CÂMARA DE VEREADORES DE CRICIÚMA. Prefeitos e Vereadores. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjMyMjg=>. Acesso em: 11 jan. 2019.

CLIC A TRIBUNA. Testemunhas da Ditadura prestam depoimento em Criciúma. 2014. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjMyNDE=>. Acesso em: 11 jan. 2019.

COLETIVO MEMÓRIA VERDADE E JUSTIÇA. Addo Vânio de Aquino Faraco. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjMyNTQ=>. Acesso em: 11 jan. 2019.

ENGEPLUS. Difusora: Hoje ela completaria 50 anos. 2012. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjMyNjc=>. Acesso em: 11 jan. 2019.

FAMÍLIA FARACO. Família Adda Lili Faraco de Luca. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjMyODA=>. Acesso em: 11 jan. 2019.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SANTA CATARINA. Agência Alesc. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Mandatos cassados no regime militar são restituídos pela Alesc. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rOTE5NTg=>. Acesso em: 14 ago. 2019.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: n° 4.683. 1999. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzE3MQ==>. Acesso em: 15 mai. 2018.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Diário da Assembleia: nº 4.935. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzg2MTA=>. Acesso em: 9 jun. 2016.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Resenha Eleitoral - Eleições Catarinenses 1945-1998. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjI2OQ==>. Acesso em: 30 nov. 2017.

ZANELATTO, João Henrique; TRICHÊS, Janete; CAROLA, Carlos Renato. Do Golpe Militar a Instalação do 28º Grupo de Artilharia de Campanha (GAC): à ditadura civil militar na capital nacional do carvão (1964 -1977). Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjMwNjI=>. Acesso em: 26 set. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Addo Faraco. 2022. Disponível em: <https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/11-Addo_Faraco>. Acesso em: 01 de dezembro de 2022.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2022)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2022)

Memória Política de Santa Catarina