Joaquim Fiúza Ramos
Joaquim Fiúza Ramos

Advogado, natural de Lages/SC. Seis vezes Deputado Federal representando o Estado de Santa Catarina, no século XX.

Informações Gerais

Filiação
Vidal José de Oliveira Ramos Júnior e Teresa Fiúza Ramos
Nascimento
27/07/1910
Local de nascimento
Lages/SC
Falecimento
05/02/2001
Local de falecimento
Rio de Janeiro/RJ
Formação
Direito
Profissão
Advogado
Partido
Partido Social Democrático (PSD) e Aliança Renovadora Nacional (ARENA)

Joaquim Fiúza Ramos

Nasceu em 27 de julho de 1910, em Lages/SC. Filho de Teresa Fiúza Ramos e de Vidal José de Oliveira Ramos Júnior. Seus avós paternos eram os fazendeiros Vidal José de Oliveira Ramos e Júlia Batista de Souza, e os maternos eram Joaquim Fiúza de Carvalho Júnior e Maria Francisca Quirino dos Santos.

Seu pai, Vidal Ramos, foi Superintendente de Lages (atual cargo de Prefeito), por quase uma década, Deputado Provincial, Deputado Constituinte de 1891, Deputado Geral (hoje Deputado Federal), Governador, Deputado Federal e Senador por Santa Catarina.

Joaquim teve 13 irmãos: Raquel Ramos da Silva, Nereu Ramos, Hugo Ramos, Acácio de Oliveira Ramos, Maria Júlia de Oliveira Ramos Wendhausen, Jonas de Oliveira Ramos, Celso Ramos, Mauro Ramos, Ruth Fiúza Ramos, Olga de Oliveira Ramos, Daura Ramos Rocha, Vidal Ramos Júnior - “Vidalzinho” (foi Prefeito de Lages) e Nilo Ramos. Cinco deles ocuparam funções políticas importantes em Santa Catarina, alguns em âmbito nacional, como Nereu Ramos, que foi o único catarinense Presidente da República do Brasil. Também teve primos que foram políticos: Cândido Ramos e Aristiliano Ramos, entre outros parentes.

Joaquim realizou os estudos preparatórios no Ginásio Catarinense, em Florianópolis/SC, e no Instituto Lafayette, no Rio de Janeiro/RJ. Graduou-se pela Faculdade de Direito da Universidade do Rio de Janeiro.

Casou com Maria M. Rodrigues Fiúza Ramos.

Foi Secretário do Governador de Santa Catarina Nereu Ramos (1935) e participou da fundação do Partido Social Democrático (PSD) em Santa Catarina (1945), quando a agremiação passou a ser liderada por Nereu Ramos.

Em 1946, presidiu o Instituto Nacional do Pinho.

Eleito Deputado Federal por Santa Catarina à 38ª Legislatura (1946-1951), pelo PSD, com 82.993 votos, em eleições extraordinárias realizadas no Estado, para preencher a vaga aberta pelo falecimento do Deputado Altamiro Lobo Guimarães, tomou posse em 17 de março de 1947 e integrou a Comissão Permanente de Serviço Público Civil da Câmara dos Deputados.

Reeleito mais cinco vezes consecutivas Deputado Federal por Santa Catarina, participou das seguintes Legislaturas:

  • 39ª Legislatura (1951-1955), obteve 16.499 votos (PSD);
  • 40ª Legislatura (1955-1959), eleito com 20.827 votos, pela Aliança Social Trabalhista (PSD/PTB);
  • 41ª Legislatura (1959-1963), alcançou 30.791 votos (PSD) e foi Vice-Líder do Bloco Parlamentar da Maioria (1963);
  • 42ª Legislatura (1963-1967), com 46.654 votos (PSD), integrou a Comissão Permanente de Orçamento e Fiscalização Financeira (1963) e se filiou à Aliança Renovadora Nacional (ARENA) em 1965; e
  • 43ª Legislatura (1967-1970), eleito com 36.372 votos, pela (ARENA).  No ano de 1967, participou de Comissões Permanentes (Constituição e Justiça, de Finanças e de Orçamento) e da Delegação Brasileira do X Congresso da Conferência de Organizações Turísticas da América Latina (COTAL), em Miami, EUA.

Depois do parlamento, continuou a advogar e a cuidar de seus negócios particulares.

Foi Diretor Regional da Diretoria Executiva do Banco do Estado de Santa Catarina (BESC), de 16 de março de 1981 até 15 de março de 1983.

Faleceu em 5 de fevereiro de 2001, no Rio de Janeiro/RJ.

Homenagem e Condecoração

  • Parque Florestal Joaquim Fiúza Ramos, em Três Barras/SC - criado em 1944. A partir da década de 1960, passou a ser denominado de Floresta Nacional de Três Barras. 
  • Comendador da Ordem do Mérito Naval.

Mandatos

Referências

Gymnasio Catharinense: 5ª Turma. O Estado: Jornal independente e de maior circulação de Santa Catarina. Florianópolis, 12 mar. 1924. n. 2913, p.5, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDc5NjY=>. Acesso em: 19 out. 2017.

Vida Social: Joaquim Ramos. Republica. Florianópolis, 8 jun. 1935. n. 368, p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDc5NDM=>. Acesso em: 19 out. 2017.

BRASIL. Senado Federal. Biografia: Joaquim Ramos - ARENA/SC. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDc5MTA=>. Acesso em: 19 out. 2017.

CPDOC. Fundação Getúlio Vargas. Verbete Biográfico: Joaquim Fiuza Ramos. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDc4OTc=>. Acesso em: 19 out. 2017.

INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA - CÂMPUS CANOINHAS. Câmpus Canoinhas vai até a comunidade para divulgar cursos. 2014. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDc5MjM=>. Acesso em: 19 out. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SCHNEIDER, Ismênia Ribeiro. Vidal José de Oliveira Ramos (Sênior) e Júlia Baptista de Souza. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzA2NTQ=>. Acesso em: 22 ago. 2017.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Resenha Eleitoral - Eleições Catarinenses 1945-1998. 2001. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNjI2OQ==>. Acesso em: 30 nov. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Joaquim Fiúza Ramos. 2019. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/1042-Joaquim_Fiuza_Ramos>. Acesso em: 21 de novembro de 2019.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2019)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2019)

Memória Política de Santa Catarina