Vidal Ramos
Vidal Ramos

Fazendeiro, natural de Lages/SC. Prefeito na cidade natal, Deputado Constituinte de 1891 e de 1895, Deputado Provincial e Estadual na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Governador do mesmo Estado, Deputado Federal e Senador, representando os catarinenses, no final do século XIX e início do século XX.

Informações Gerais

Nome completo
Vidal José de Oliveira Ramos Júnior
Filiação
Vidal José de Oliveira Ramos e Júlia Ribeiro de Souza Ramos
Nascimento
24/10/1866
Local de nascimento
Lages/SC
Falecimento
02/01/1954
Local de falecimento
Rio de Janeiro/RJ
Profissão
Fazendeiro
Partido
Partido Conservador, Partido Republicano Catarinense (PRC) e Partido Liberal Catarinense

Vidal Ramos

Nasceu em 24 de outubro de 1866, Lages/SC. Filho de Júlia Ribeiro de Souza Ramos e do fazendeiro e Coronel Vidal José de Oliveira Ramos. Irmão de Maria Cândida de Oliveira Ramos, Carlos Vidal Ramos e Belisário Ramos.

Vidal realizou os estudos iniciais na fazenda de seu pai com um professor particular. Depois, estudou em Lages e em São Leopoldo/RS, mas interrompeu a formação e o desejo de cursar Direito na Faculdade de São Paulo/SP, retornando à fazenda porque sua mãe faleceu.

Casou com Teresa Fiúza Ramos e tiveram 14 filhos: Raquel Ramos (casada com o Desembargador João Pedro Ramos da Silva, filho de João da Silva Ramos Júnior - que foi Deputado na Assembleia Legislativa catarinense); Nereu Ramos; Hugo Ramos; Acácio de Oliveira Ramos; Maria Júlia de Oliveira Ramos Wendhausen; Jonas de Oliveira Ramos; Celso Ramos; Mauro Ramos; Ruth Fiúza Ramos; Olga de Oliveira Ramos; Daura Ramos Rocha; Vidal Ramos Júnior - “Vidalzinho” (foi Prefeito de Lages); Joaquim Fiúza Ramos e Nilo Ramos.

Vidal foi fazendeiro e iniciou uma dinastia política, seis de seus filhos ocuparam funções importantes em Santa Catarina, alguns em âmbito nacional, como Nereu Ramos, que foi o único catarinense Presidente da República do Brasil. Também teve sobrinhos que foram políticos: Cândido Ramos, Aristiliano Ramos e Saulo Ramos, entre outros parentes.

Cresceu no meio político: seu pai, Vidal José (Sênior), e seu avô paterno, Laureano José de Oliveira Ramos, estiveram envolvidos na política local.

Pelo Partido Conservador, ficou suplente de Deputado nas eleições à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina e convocado, participou da 26ª Legislatura (1886-1887).  

Foi eleito Deputado Geral (atual cargo de Deputado Federal), pelo Partido Conservador, para a 20ª Legislatura (1886-1889), exerceu em 1888 e 1889.

Eleito Deputado Estadual ao Congresso Representativo de Santa Catarina (Assembleia Legislativa), pelo Partido Republicano Catarinense (PRC), foi Deputado Constituinte de 1891, o mais jovem entre os pares, e integrou a Legislatura (1891). Reeleito para a Legislatura (1894-1895), foi Deputado e 2o Secretário da Constituinte de 1895, e para a Legislatura (1896-1897).

Eleito Superintendente Municipal de Lages (cargo atual de Prefeito), para o período de 1895 a 1902.

Novamente eleito Deputado à Assembleia Legislativa catarinense para a Legislatura (1901-1903), pelo PRC.

Eleito Vice-Governador de Santa Catarina e Lauro Müller, Governador, para mandato de 1902-1906, Vidal assumiu o governo estadual duas vezes, em função da renúncia de Lauro - que assumiu como Ministro da Indústria, Viação e Obras Públicas:

  • de 11 a 22 de novembro de 1902 - como interino;
  • de 6 de março a 30 de outubro de 1905 - como efetivo no cargo executivo, tendo assumido interinamente Antônio Pereira da Silva e Oliveira, Presidente do Legislativo.

Pelo PRC, elegeu-se Deputado Federal por Santa Catarina e exerceu mandato à 27ª Legislatura (1906-1908). Reeleito em 1908, tomou posse à 28ª Legislatura (1909-1911), empenhou-se em resolver o problema do conflito do Contestado. Nesta legislatura, renunciou ao mandato no ano de 1910, para assumir o Executivo estadual. Novamente eleito, tomou posse à 34ª Legislatura (1927-1929).

Eleito Governador de Santa Catarina, para mandato de 29 de setembro de 1910 até 28 de outubro de 1914, substituindo Gustavo Richard. No período de 9 de setembro a 14 de novembro de 1912, assumiu interinamente o governo Eugênio Luís Müller, o Vice. Com a renúncia de Vidal e Eugênio, tomou posse João Guimarães Pinho, Presidente da Assembleia Legislativa, e exerceu de 20 de junho a 28 de setembro de 1914, sendo sucedido por Felipe Schmidt.

Sua administração foi marcada por um salto no campo educacional, realizou a primeira grande reforma do ensino no Estado, na área do desenvolvimento tratou de melhorias em portos e estradas de rodagem, intensificou as atividades exportadoras, além de outras áreas como a agropecuária. Durante seu governo  enfrentou problemas oriundos da disputa de território catarinense pelos paranaenses, que resultou na Guerra do Contestado, iniciada em 1912, perdurou até 1916, entre outras ações disponíveis nos relatórios listados nas referências.

Eleito e reeleito Senador por Santa Catarina, entre os anos de 1918 e 1937, para os seguintes mandatos: 30ª Legislatura (1915-1917); 31ª Legislatura (1918-1920); 32ª Legislatura (1921-1923), 33ª Legislatura (1924-1926); 34ª Legislatura (1927-1929), renunciou para tomar posse como Deputado Federal; e 37ª Legislatura (1934-1937), neste último ano os parlamentos foram fechados no Brasil. Todas eleito pelo PRC, exceto a última, pelo Partido Liberal Catarinense, eleito de forma indireta, pela Assembleia Constituinte de 1935.  

Faleceu em 2 de janeiro de 1954, Rio de Janeiro/RJ.

Obra: Notas sobre a Fundação de Lages (1939).

Homenagens

  • Município de Vidal Ramos, no Estado de Santa Catarina.
  • Grupo Escolar Vidal Ramos.
  • Rua Vidal Ramos, nos municípios de Santa Catarina: Chapecó; Florianópolis; Itajaí; Joinville; Rio do Sul; São Bento do Sul eTubarão.
  • Rua Vidal Ramos, em outros Estados: Engenheiro Goulart/SP e no Rio de Janeiro/RJ.
  • Avenida Vidal Ramos, Piraquara/PR.

Imagens

Retrato - Vidal José de Oliveira Ramos Júnior
Fonte: CORRÊA, 1983, p. 267.
 
Assinatura - Vidal José de Oliveira Ramos Júnior
Fonte: CORRÊA, 1983, p. 267.

Mandatos

Referências

Alguns homens que no passado de uma forma, ou de outra, cooperaram para que Lages fosse o que hoje é. Homenagem do Correio Lageano ao sublime e glorioso dia 25 de maio. Lages, 12 nov. 2018. n. 53, p.15, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgxNjU=>. Acesso em: 25 mai. 1960.

MENSAGEM APRESENTADA AO CONGRESSO REPRESENTATIVO DO ESTADO A 30 DE JULHO DE 1905 PELO VICE-GOVERNADOR CORONEL VIDAL JOSÉ DE OLIVEIRA RAMOS JUNIOR. Florianópolis, 30 jul. 1905. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgxMDE=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

MENSAGEM APRESENTADA AO CONGRESSO REPRESENTATIVO DO ESTADO EM 23 DE JULHO DE 1911 PELO GOVERNADOR VIDAL JOSÉ DE OLIVEIRA RAMOS . Florianópolis, 23 jul. 1911. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgxMDc=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

MENSAGEM APRESENTADA AO CONGRESSO REPRESENTATIVO DO ESTADO EM 23 DE JULHO DE 1912 PELO GOVERNADOR VIDAL JOSÉ DE OLIVEIRA RAMOS . Florianópolis, 23 jul. 1912. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgxMTM=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

MENSAGEM APRESENTADA AO CONGRESSO REPRESENTATIVO DO ESTADO EM 24 DE JULHO DE 1904 PELO VICE-GOVERNADOR CORONEL VIDAL JOSÉ DE OLIVEIRA RAMOS JUNIOR. Florianópolis, 24 jul. 1904. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgwOTU=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

MENSAGEM APRESENTADA AO CONGRESSO REPRESENTATIVO DO ESTADO EM 24 DE JULHO DE 1913 PELO GOVERNADOR VIDAL JOSÉ DE OLIVEIRA RAMOS . Florianópolis, 24 jul. 1913. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgxMTk=>. Acesso em: 12 nov. 2017.

MENSAGEM APRESENTADA AO CONGRESSO REPRESENTATIVO DO ESTADO EM 26 DE JULHO DE 1903 PELO VICE-GOVERNADOR VIDAL JOSÉ DE OLIVEIRA RAMOS JUNIOR. Florianópolis, 26 jul. 1903. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgwNzY=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

SYNOPSE APRESENTADA PELO CORONEL VIDAL JOSÉ DE OLIVEIRA RAMOS AO EXMO. SR. MAJOR. JOÃO DE GUIMARÃES PINHO, PRESIDENTE DO CONGRESSO REPRESENTATIVO DO ESTADO, AO PASSAR-LHE O GOVERNO, NO DIA 20 DE JUNHO DE 1914. Florianópolis, 20 jun. 1914. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgxMjU=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

ACHE CEP. Vidal Ramos. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDc5OTU=>. Acesso em: 31 jul. 2017.

ALESC. Constituição Estadual de 1891. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjcyMDc=>. Acesso em: 16 mar. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

BOGACIOVAS, Marcelo Meira Amaral. Árvore de Costado do Presidente Nereu Ramos. Revista da ABRASP, São Paulo, v. 1, n. 2, p.177-254, 1 jul. 1995. Anual. Art. 18. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgxNDU=>. Acesso em: 12 nov. 2018.

BRASIL. Senado Federal. Senadores: Vidal Ramos. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgwNzA=>. Acesso em: 31 jul. 2017.

CORRÊA, Carlos Humberto Pederneiras. Os Governantes de Santa Catarina de 1739 a 1982. Florianópolis: Editora da UFSC, 1983. 356 p.

CPDOC. Fundação Getúlio Vargas. Verbete Biográfico: Vidal Jose de Oliveira Ramos Junior. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgwMjE=>. Acesso em: 31 jul. 2017.

ESCOL.AS. Vidal Ramos. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgwMDg=>. Acesso em: 31 jul. 2017.

GENEANET. Vidal José De Oliveira Ramos. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDc5ODI=>. Acesso em: 31 jul. 2017.

GOMES, Pablo. Casarão que sediava o Colégio Vidal Ramos, em Lages, foi desativado e pode se tornar museu. Diário Catarinense. Florianópolis, 16 nov. 2011. p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgwNTQ=>. Acesso em: 31 jul. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

Prefeitura Municipal de Vidal Ramos. Histórico. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNDgwMzQ=>. Acesso em: 31 jul. 2017.

SANTA CATARINA. ASSEMBLEIA LEGISLATIVA/Centro de Memória. Constituição de 1891. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjMzMjc=>. Acesso em: 23 nov. 2016.

SANTA CATARINA. ASSEMBLEIA LEGISLATIVA/Centro de Memória. Constituição de 1895. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjkzMjQ=>. Acesso em: 16 mar. 2017.

SANTANA, Miriam Ilza. Guerra do Contestado. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTE0MzY=>. Acesso em: 10 fev. 2017.

SCHNEIDER, Ismênia Ribeiro. Vidal José de Oliveira Ramos (Sênior) e Júlia Baptista de Souza. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzA2NTQ=>. Acesso em: 22 ago. 2017.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Vidal Ramos. 2020. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/896-Vidal_Ramos>. Acesso em: 31 de março de 2020.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2020)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2020)

Memória Política de Santa Catarina