Antônio Pereira da Silva e Oliveira
Antônio Pereira da Silva e Oliveira

Contador, fazendeiro comerciante e militar, natural de Lapa/SP. Em Santa Catarina foi Deputado na Assembleia Legislativa, na época Provincial e na Republicana, Deputado Constituinte de 1891 e de 1895, Governador, Deputado Federal e Senador, final do século XIX e início do século XX.

Informações Gerais

Filiação
Francisco Pereira da Silva e Oliveira e Manuela Rosa dos Santos Pacheco
Nascimento
17/07/1848
Local de nascimento
Vila da Lapa, São Paulo/SP
Falecimento
18/12/1938
Local de falecimento
Florianópolis/SC
Profissão
Militar e comerciante

Antônio Pereira da Silva e Oliveira

Nasceu em 17 de julho de 1848, na Vila da Lapa, que pertencia à Província de São Paulo/SP e hoje é território do Estado do Paraná/PR. Filho do português Francisco Pereira da Silva e Oliveira e Manuela Rosa dos Santos Pacheco.

Quando Antônio tinha quatro anos sua família mudou para Lages/SC, onde se dedicaram ao comércio. Já moço, ingressou no exército e, mais tarde, chegou a Coronel.

Em 1875, mudou-se para São José/SC, atuando no comércio e na política – foi eleito Vereador à Câmara e exerceu mandato.

Casou duas vezes, a primeira, com sua sobrinha por parte de mãe, Manuela Meyer de Oliveira1 e tiveram os filhos: Manoela de Oliveira Fernandes, Maria da Glória Vilela, Mathilde de Oliveira Goeldner, Júlia de Oliveira Torres, Antônio Pereira Oliveira Filho (médico, farmacêutico, militar e Deputado na Assembleia Legislativa catarinense), Francisco Pereira de Oliveira, Clarinda de Oliveira e Ana de Oliveira; a segunda, com Maria Adelaide Caldeira, com quem teve Arthur Pereira e Oliveira.

Quatro vezes eleito Deputado à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, exerceu os seguintes mandatos: 24ª Legislatura (1882-1883), foi Suplente de Secretário da Mesa Diretora no biênio; 25ª Legislatura (1884-1885); 26ª Legislatura (1886-1887), Vice-Presidente (1886) e Presidente da Assembleia (1887); e 27ª Legislatura (1888-1889).

Com a Proclamação da República e com a necessidade de elaborar as Constituições nos Estados, de acordo com a nova ordem republicana, foram organizadas as eleições para a Assembleia Constituinte em Santa Catarina, sendo Antônio eleito Deputado Constituinte de 1891 e participante da Legislatura (1891) do Congresso Representativo.

Deputado eleito mais seis vezes, participou das seguintes Legislaturas na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina:

- (1894-1895), Deputado Constuinte de 1895;

- (1896-1897), foi Vice-Presidente da Mesa Diretora da Casa (1896);

- (1901-1903), Presidente nos três anos de mandato (1901, 1902 e 1903);

- (1904-1906), novamente Presidente nos três anos;

- (1907-1909), outra vez Presidente no triênio; e

- (1910-1912) – Presidente da Assembleia em 1910 e 1911.

Assumiu o Governo do Estado de Santa Catarina três vezes, enquanto era Presidente da Assembleia Legislativa:

1ª) de 10 a 11 de novembro de 1902 – com a renúncia do Governador eleito, Lauro Müller, em 1902, que tomou posse como Ministro da Indústria, Viação e Obras Públicas;

2ª) de 22 de novembro de 1902 a 6 de março de 1905;

3ª) de 30 de outubro de 1905 a 28 de setembro de 1906.

Deputado Federal, eleito por Santa Catarina, participou duas vezes na Câmara Federal: da 29ª Legislatura (1912-1915), empossado em 4 de maio de 1912, assumiu como 1º Suplente da Mesa Diretora (1912) e 2º Suplente (1913), e da 31ª (1918-1920), tomou posse em 3 de maio de 1918.

Novamente assumiu o Governo do Estado catarinense, nos períodos:

- em outubro de 1916 (por poucos dias), substituiu Filipe Schmidt, governador eleito;

- de 3 fevereiro a 12 de junho de 1923 – Interino (era Vice-Governador eleito de Hercílio Luz, no ano de 1922;

- de 9 de maio de 1924 a 20 de novembro de 1925 – Interino e Governador efetivo, após do falecimento de Hercílio Luz, ocorrido em 20 de outubro de 1924.

Como Chefe do Executivo local, foi Intendente ou Superintendente Municipal de Florianópolis/SC, em função denominada hoje “Prefeito”, nomeado pelo Governo do Estado para o mandato ou como interino, por seis vezes, entre os anos de 1891 e 1911. Feito notável em sua administração está o aumento da quantidade de escolas de ensino primário de 5 para 27, o aprimoramento do calçamento público e a chamada de concorrência pública para iluminação a luz elétrica em todo o perímetro de Florianópolis (1905).

Após o falecimento de Lauro Müller, foi convocado para assumir vaga de Senador da República e exerceu mandato de 1926 a 1928, participando da 34ª Legislatura (1927-1929).

Depois do Senado, concentrou-se nos negócios da família, principalmente aos da fazenda de Lages.

Faleceu a 18 de novembro de 1938, em Florianópolis/SC.

Condecoração: Coronel Honorário do Exército Brasileiro, concedida pelo Marechal Floriano Peixoto.

Homenagens:

Praça Pereira Oliveira, Centro, Florianópolis/SC.
Rua Pereira Oliveira, Centro, Lages/SC.
Rua Pereira Oliveira, Brusque, Lages/SC.
Rua Pereira Oliveira, Velha, Blumenau/SC.

1 Filha de Jorge Hermano Meyer e de Maria Rita de Oliveira.

Mandatos

Referências

Cel. Pereira de Oliveira. A Notícia. Joinville, 19 nov. 1938. , p. 9-9. Disponível em: <https://goo.gl/Z3oXDE>. Acesso em: 7 ago. 2017.

Eleição. Gazeta do Joinville. Joinville, 22 fev. 1891. Secção Livre, p. 3-3. Disponível em: <https://goo.gl/hrVVXA>. Acesso em: 7 ago. 2017.

Escrevem-nos de Florianópolis. Gazeta do Joinville. Joinville, 9 set. 1905. Noticias, p. 2-2. Disponível em: <https://goo.gl/5REQzB>. Acesso em: 7 ago. 2017.

Noticias Locaes. Gazeta do Joinville. Joinville, 30 abr. 1905. , p. 2-3. Disponível em: <https://goo.gl/X99wVC>. Acesso em: 7 ago. 2017.

Pharmacia. Gazeta do Joinville. Joinville, 24 fev. 1906. Noticias Locaes, p. 2-2. Disponível em: <https://goo.gl/NMPXAc>. Acesso em: 7 ago. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

CÂMARA DOS DEPUTADOS. Centro de Documentação e Informação. Nominata de deputados brasileiros 29ª Legislatura: 1912 -1914. [Brasília], s.d. (folhas datilografadas).

CÂMARA DOS DEPUTADOS. Centro de Documentação e Informação. Nominata de deputados brasileiros 31ª Legislatura: 1918 -1920. [Brasília], s.d. (folhas datilografadas).

CASA MILITAR (Santa Catarina). “Antônio Pereira da Silva e Oliveira – 1924 a 1926”. Disponível em: <https://goo.gl/Qw8KjV>. Acesso em: 7 ago. 2017.

Centro de Memória. Constituição de 1891. Disponível em: <https://goo.gl/VJNA9N>. Acesso em: 23 nov. 2016.

Centro de Memória. Constituições. Disponível em: <https://goo.gl/N1UirA>. Acesso em: 14 out. 2016.

CONTEÚDO ABERTO. IN: WIKIPÉDIA: A ENCICLOPÉDIA LIVRE. Antônio Pereira da Silva e Oliveira. Disponível em: <https://goo.gl/uVtHBm>. Acesso em: 7 ago. 2017.

CORREIOS/CEP. busca “Antônio Pereira da Silva e Oliveira". Disponível em: <https://goo.gl/0tuPWF>. Acesso em: 7 ago. 2017.

DAMIÃO, Carlos. Memória de Florianópolis - A abandonada Praça Pereira Oliveira. Disponível em: <https://goo.gl/8eqsLV>. Acesso em: 7 ago. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

STOETERAU, Lígia De Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Antônio Pereira da Silva e Oliveira. 2018. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/108-Antonio_Pereira_da_Silva_e_Oliveira>. Acesso em: 12 de dezembro de 2018.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2018)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2018)

Memória Política de Santa Catarina