José Bonifácio da Cunha
José Bonifácio da Cunha

Médico e militar, natural de Santo Amaro/BA. Deputado Constituinte de 1891 e de 1895, no Congresso Representativo, e Deputado Estadual na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, no final do século XIX e início do século XX.

Informações Gerais

Filiação
José Bonifácio da Cunha e Otávia Hahn da Cunha
Nascimento
07/04/1860
Local de nascimento
Santo Amaro, Bahia/BA
Falecimento
18/12/1915
Local de falecimento
Florianópolis/SC
Formação
Medicina
Profissão
Médico e militar
Partido
Partido Republicano Catarinense (PRC)

José Bonifácio da Cunha

Nasceu em 7 de abril de 1860, em Santo Amaro, na Bahia/BA. Filho de José Bonifácio da Cunha e de Otávia Hahn da Cunha.

Casou com Elisabeth Schmidt Cunha e, posteriormente, com Margareth Schmidt Cunha, irmã de sua primeira esposa.

Formou-se no Curso de Medicina da Faculdade de Medicina da Bahia, com a tese: “Diagnóstico diferencial entre as febres intermitentes legítimas”, no ano de 1883.

Trabalhou na Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (EFMM), ferrovia construída na região da floresta Amazônica, no norte do Brasil (concluída em 1912 e desativada em 1972). Provavelmente, atuou como médico já que havia a tentativa de conter o avanço da malária e de doenças tropicais.

Por motivos de saúde, mudou-se para a cidade de São Francisco do Sul/SC. Em 1885, passou a residir em Blumenau/SC, onde exerceu as funções de: Médico, Delegado de Higiene (de 1887 a 1889); Delegado Literário; Chefe Escolar (1896) e Coronel Comandante da Guarda Nacional (1896).

Eleito Superintendente (Prefeito), nos períodos de 1890-1891 e 1899-1903, por sua iniciativa a Ponte sobre o Ribeirão Garcia - que era de madeira, foi substituída por uma de ferro, com o apoio do Governador Felipe Schmidt.

Foi Inspetor Veterinário no Estado de Santa Catarina (nomeado em 1915), integrou a Comissão de Propaganda do Brasil na Europa (1887), colaborou com a imprensa catarinense (publicava artigos no jornal Blumenauer Zeitung) e tornou-se sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina (IHGSC), em 1903.

Seis vezes eleito Deputado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina, à época denominada de Congresso Representativo, participou nos seguintes períodos:

  • Legislatura (1891), eleito com 7.897 votos, foi Constituinte Estadual de 1891 e Suplente de 2º Secretário da Mesa Diretora;
  • Legislatura (1894-1895), eleito com 5.479 votos, foi Deputado Constituinte de 1895;
  • Legislatura (1896-1897);
  • Legislatura (1901-1903), eleito com 4.142 votos;
  • Legislatura (1904-1906), recebeu 8.386 votos; e
  • Legislatura (1907-1909), renunciou ao mandato, conforme Relatório do Presidente da Província (1908).

Faleceu no dia 18 de dezembro de 1915, em Florianópolis/SC.

Mandatos

Referências

Alfandega. República: Orgam do Partido Republicano Catharinense. Florianópolis, 16 abr. 1896. p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQyODc=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

Apuração Geral. O Dia: Orgão do Partido Republicano Catharinense. Florianópolis, 5 jan. 1901. p.3, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQxNDk=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

Governo da Província. A Regeneração: Orgam do Partido Liberal. Desterro, 27 jul. 1889. Parte Official, p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQyNjQ=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

Nomeação. República: Orgam Official. Desterro, 4 set. 1890. p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQxMDM=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

Para membros do Congresso Representativo. República: Jornal da tarde. Desterro, 21 fev. 1891. p.1, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQxMjY=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

Santa Catarina: Blumenau. Die Fackel. Joinville, 21 abr. 1911. p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQzNTY=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

Sociedade de Immigração. Conservador. Desterro, 8 jan. 1887. p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQzMTA=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

Telegrammas. Gazeta do Commercio. Joinville, 17 mar. 1915. p.2, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQzMzM=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

BLUMENAU EM CADERNOS. Há 60 Anos Atrás. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQwNTQ=>. Acesso em: 9 mai. 2017.

BOITEUX, José; FONSECA, Thiago da. Chefes Escolares. Almanach Catharinense para 1869. Florianópolis, 1 jan. 1896. p.89, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQyMTg=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

BOITEUX, José; FONSECA, Thiago da. Guarda Nacional. Almanach Catharinense para 1869. Florianópolis, 1 jan. 1896. p.108, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQyNDE=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

Centro de Memória. Constituições. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjU0MDc=>. Acesso em: 14 out. 2016.

FROTSCHER, Méri. Da Celebração da Etnicidade Teuto-Brasileira à Afirmação da Brasilidade: Ações e discursos das elites locais na esfera pública de Blumenau (1929-1950). 2003. 269 f. Tese (Doutorado) - Curso de História, Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQwNzA=>. Acesso em: 9 mai. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

PREFEITURA DE BLUMENAU. Galeria Ex-Prefeitos. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQwODM=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

RAMOS, Vidal José de Oliveira. Inspectoria Veterinária. Relatorios dos Presidentes dos Estados Brasileiros. Florianópolis, 23 jul. 1912. p.54, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQxOTU=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

RICHARD, Gustavo. Eleições. Relatorios dos Presidentes dos Estados Brasileiros . Joinville, 2 ago. 1908. p.8, Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQxNzI=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

SANTA CATARINA. Assembleia Legislativa. Constituição Estadual de 1891. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjcyMDc=>. Acesso em: 16 mar. 2017.

SANTA CATARINA. ASSEMBLEIA LEGISLATIVA/Centro de Memória. Constituição de 1891. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjMzMjc=>. Acesso em: 23 nov. 2016.

SANTA CATARINA. ASSEMBLEIA LEGISLATIVA/Centro de Memória. Constituição de 1895. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjkzMjQ=>. Acesso em: 16 mar. 2017.

STOETERAU, Lígia de Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

WANDERLEY, Andrea C. T.. A construção da Madeira-Mamoré, a “Ferrovia da Morte”, pelas lentes de Dana B. Merrill. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMzQwNDE=>. Acesso em: 5 mai. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia José Bonifácio da Cunha. 2020. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/525-Jose_Bonifacio_da_Cunha>. Acesso em: 26 de setembro de 2020.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2020)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2020)

Memória Política de Santa Catarina