Rodrigo de Oliveira Lobo
Rodrigo de Oliveira Lobo

Tabelião, natural de Joinville/SC. Deputado na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina e Senador da República, representando os catarinenses, no século XX.

Informações Gerais

Filiação
Mário de Sousa Lobo e Teresa de Oliveira Lobo
Nascimento
16/01/1901
Local de nascimento
Joinville/SC
Falecimento
08/08/1988
Profissão
Tabelião
Partido
Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e Movimento Democrático Brasileiro (MDB)

Rodrigo de Oliveira Lobo

Nasceu em 16 de janeiro de 1901, em Joinville/SC. Filho de Mário de Sousa Lobo e de Teresa Ernestina de Oliveira Lobo. Mário era filho de Adelaide Flora Caldeira de Andrada (filha de José Bonifácio Caldeira de Andrada) e de Pedro José de Sousa Lobo - seus avós paternos.

Além do seu pai, Mário de Sousa Lobo, os tios, Marinho de Sousa Lobo (casado com América, filha de Abdon Batista) e Joaquim de Sousa Lobo, também foram Deputados na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, entre outras funções públicas.

Rodrigo realizou o primário e parte do ginasial no Grupo Escolar Conselheiro Mafra, em Joinville, concluindo o segundo curso no Colégio Catarinense, em Florianópolis/SC, em 1918.

Foi Tabelião do 1º Ofício, em Cartório de Joinville - área em que familiares já atuavam. 

Casou com Jaci Macedo e tiveram os filhos Rodrigo Otávio Lobo e Marisa Lobo (casada com Pedro Ivo Campos, Governador de Santa Catarina e Deputado Federal).

Em 1953, Rodrigo e outros investidores trabalharam para fundar o Banco da Indústria e Comércio de Joinville S.A. Mesmo ano em que presidiu o Diretório do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), em Joinville.

No pleito de 3 de outubro de 1954, ficou suplente e foi convocado para assumir a vaga de Senador da República, à 40ª Legislatura (1955-1959), em 1957, substituindo o titular, Saulo Saul Ramos, eleito pela coligação PTB/PSD, com 145.627 votos. Enquanto exerceu mandato, apresentou o PL 12/1957, que dispõe sobre o registro de diploma expedidos por estabelecimentos de Ensino Superior, e o PL 15/1957, que estende aos empregados em Serviços Públicos os benefícios da Lei 283, de 24 de maio de 1948, e fez pronunciamento sobre “a necessidade de um plano de eletrificação para a Zona Norte do Estado de Santa Catarina” (SENADO, 1957).

Nas eleições de 1958, candidatou-se a Deputado Federal, pelo PTB, ficou suplente, obteve 9.232 votos.

Novamente pela mesma sigla, foi eleito Deputado Estadual para a Assembleia Legislativa de Santa Catarina, nas eleições de 1962, com 6.570 votos, tomou posse à Legislatura (1963-1967) e foi 2º Secretário da Mesa Diretora.

Pelo Partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB), concorreu nas eleições de 1966, a vaga de Deputado Federal, recebeu 7.266 votos e ficou na suplência.

Faleceu no dia 8 de agosto de 1988.

Homenagem: Rua Senador Rodrigo Lobo, Iririú, Joinville/SC.

 

Foto - Grupo Escolar Conselheiro Mafra – Joinville/SC (sem data)
Os meninos são observados pelo diretor Júlio Machado (E) e a professora Lúcia Lopes

Fonte: Foto/Reprodução. AN Memória.

Mandatos

Referências

Iniciados os trabalhos de instalação do Banco: Criação do Ginásio Oficial de Joinville. O Jornal: do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 22 mai. 1953. Santa Catarina, p. 10-10. Disponível em: <https://goo.gl/BR2y7K>. Acesso em: 25 jul. 2017.

Santa Catarina. Jornal do Brasil. Rio de Janeiro, 31 mai. 1958. Tribunal Superior Eleitoral, p. 9-9. Disponível em: <https://goo.gl/7FTCWF>. Acesso em: 25 jul. 2017.

AN MEMORIA. “Escola Conselheiro Mafra”. 2016. Disponível em: <https://goo.gl/4tTp81>. Acesso em: 25 jul. 2017.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Coordenadoria de Informações. Fichas Datilografadas/Digitalizadas das Legislaturas: de 1945 a 2018.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Diretoria de Tecnologia e Informações. Lista das Legislaturas: de 1947 a 2015.

CORREIOS/CEP. "Rodrigo Lobo". Disponível em: <https://goo.gl/0tuPWF>. Acesso em: 25 jul. 2017.

LOBO, Rodrigo. Pronunciamento - a necessidade de um plano de eletrificação para a Zona Norte do Estado de Santa Catarina. Diário do Congresso Nacional. Brasília, 4 abr. 1957. , p. 490-490. Disponível em: <https://goo.gl/YFQbjv>. Acesso em: 25 jul. 2017.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

SANTA CATARINA. Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina. Resenha Eleitoral: Eleições Catarinenses 1945-1998. Florianópolis: Comissão Editorial do TRE, 2001. 198 p. Disponível em: <https://goo.gl/V6jP2E>. Acesso em: 16 mai. 2018.

SECRETARIA-GERAL DA MESA E COORDENAÇÃO DE ARQUIVO. SENADO FEDERAL. Rodrigo Lobo. Disponível em: <https://goo.gl/5zqiZ1>. Acesso em: 25 jul. 2017.

STOETERAU, Lígia De Oliveira. A Trajetória do Poder Legislativo Catarinense.. Florianópolis: IOESC, 2000. 446 p.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL. Resenha Eleitoral - Eleições Catarinenses 1945-1998. 2001. Disponível em: <https://goo.gl/STRfht>. Acesso em: 30 nov. 2017.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Rodrigo de Oliveira Lobo. 2018. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/841-Rodrigo_de_Oliveira_Lobo>. Acesso em: 12 de dezembro de 2018.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2018)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2018)

Memória Política de Santa Catarina