Francisco Tolentino
Francisco Tolentino

Militar, jornalista e advogado provisionado, natural de São José/SC. Seis vezes Deputado na Assembleia Legislativa Provincial e Deputado Constituinte de 1891, na Assembleia de Santa Catarina, além de Deputado Federal, representando os catarinenses, no final do século XIX e início do século XX.

Informações Gerais

Nome completo
Francisco Tolentino Vieira de Souza
Filiação
João Francisco de Souza e de Maria Clementina Vieira de Souza
Nascimento
14/07/1845
Local de nascimento
São José/SC
Falecimento
14/02/1904
Local de falecimento
São José/SC
Formação
Militar
Profissão
Militar, jornalista e advogado provisionado
Partido
Partido Liberal e Partido Republicano Catarinense

Francisco Tolentino

Nasceu no dia 14 de julho de 1845, em São José/SC. Filho de João Francisco de Souza e de Maria Clementina Vieira de Souza.

Com o professor João Clímaco Zuzarre realizou os estudos primários e secundários. Começou a trabalhar no comércio, aos 18 anos, no estabelecimento de José Bonifácio Caldeira de Andrada e de Antônio José da Silva Júnior. Francisco formou sociedade comercial com Antônio Ramalho da Silva Xavier, mas se desligaram em 1865.

Casou com Maria das Mercês da Câmara e Souza e tiveram os filhos: Raul; Maria Cherubina; Eponina Amélia (casada com Joaquim Pinto de Lemos); Atíla Emília; Álvaro; Oscar; Lia Eugênia; Alpheu; Tito; Aída Alice; Edith Licínia; Olga Albertina; Alcides e Ary, todos “Tolentino de Souza”. Os filhos Ary e Álvaro dedicaram-se ao jornalismo. Sua esposa era irmã de João Pedro Xavier da Câmara (Deputado na Assembleia Legislativa Provincial catarinense) e de Ana Ernestina Xavier de Oliveira Câmara (casada com Antônio Luís Ferreira de Melo, Deputado na mesma Assembleia).

Obteve ordem para exercer advocacia em 1877, tornou-se Advogado Provisionado e atuou em São José e Desterro/SC (atual Florianópolis).

Em Desterro, exerceu jornalismo, dirigiu a Gazeta do Sul (1890), ao lado de Tito Carvalho, e filiou-se ao Partido Liberal.

Como militar, recebeu as seguintes promoções: Alferes (5 de abril de 1867), servindo na 1ª Cia.; Tenente (5 de agosto de 1868), atuando na 3ª Cia.; Capitão (10 de janeiro de 1871), exercendo na 5ª Cia. (as três Cias. do 1º Batalhão de Infantaria da Guarda Nacional de São José); e Major Ajudante de Ordens do Comando Superior da Guarda Nacional das Comarcas de São José e São Miguel/SC (hoje município de Biguaçu), em 3 de julho de 1881.

Vereador na Câmara Municipal de São José (de 1873-1877 e de 1887-1890).  

Deputado na Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina, por seis vezes seguidas: 22ª Legislatura (1878-1879), suplente convocado; 23ª Legislatura (1880-1881); 24ª Legislatura (1882-1883); 25ª Legislatura (1884-1885); 26ª Legislatura (1886-1887); e 27a Legislatura (1888-1889).

Deputado Constituinte Estadual de Santa Catarina (1891), participou da Legislatura (1891) e foi o Presidente da Assembleia Constituinte.

Patrono da 13ª Cadeira da Academia Catarinense de Letras.

Deputado na Câmara dos Deputados, por Santa Catarina, em quatro mandatos: 23ª Legislatura (1894-1896); 24ª Legislatura (1897-1899); 25ª  Legislatura (1900-1902) e 26ª Legislatura (1903-1905).

Faleceu em 14 de fevereiro de 1904, em São José/SC, durante o mandato parlamentar.

Homenagem: Rua Francisco Tolentino, Centro, Florianópolis/SC.

Imagens

Foto - Rua Francisco Tolentino, em 1910
Fonte: Reprodução/Banco de Imagens da Casa da Memória de Florianópolis/SC.
 
Foto - Rua Francisco Tolentino, em 1920
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Fonte: Reprodução/Beto Abreu, Retratos de Florianópolis, Pentagrama Editora Gráfica, 2006. 
 
Foto - Rua Francisco Tolentino, em 2013
Fonte: Reprodução/Wordpress.com.

Mandatos

Referências

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SANTA CATARINA. Centro de Memória. Arquivos das Legislaturas: de 1835 a 2018.

BARBOSA, Renato. Francisco Tolentino e sua época. Florianópolis: Assembleia Legislativa de Santa Catarina, 1984. 158 p.

Centro de Memória. Constituições. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjU0MDc=>. Acesso em: 14 out. 2016.

CORREIOS/CEP. Rua Francisco Tolentino. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjU0NzU=>. Acesso em: 14 out. 2016.

GENI. “Francisco Tolentino Vieira de Souza”. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjU0MjA=>. Acesso em: 14 out. 2016.

GRISARD, Isa Vieira da Rosa. Carta Genealógica de Famílias Tradicionais de Santa Catarina (1419-1986). Florianópolis: FCC Edições, 1988. 291 p.

LIMA, André Manfredini de. Rua Francisco Tolentino - 1920. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjU0ODg=>. Acesso em: 14 out. 2016.

MATOS, Felipe. Armazém da Província: Vida Literária e Sociabilidades Intelectuais em Florianópolis na Primeira República. 2014. 241 f. Tese (Doutorado) - Curso de História, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rNTYz>. Acesso em: 7 ago. 2017.

PEREIRA, Moacir. Presidentes: O Legislativo na República. Florianópolis: Editora Insular, 2013. 192 p.

PIAZZA, Walter F. Dicionário Político Catarinense. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1994. 714 p.

PIAZZA, Walter F. O Poder Legislativo Catarinense: das suas raízes aos nossos dias 1834-1984. Florianópolis: Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. 800 p.

RUA FRANCISCO TOLENTINO. Revitalização da Rua Francisco Tolentino. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjU1MDE=>. Acesso em: 14 out. 2016.

SANTA CATARINA. ASSEMBLEIA LEGISLATIVA/Centro de Memória. Constituição de 1891. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/rMjMzMjc=>. Acesso em: 23 nov. 2016.

Como citar este documento
Referência

MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA. Biografia Francisco Tolentino. 2020. Disponível em: <http://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/324-Francisco_Tolentino>. Acesso em: 06 de abril de 2020.

Citação com autor incluído no texto

Memória Política de Santa Catarina (2020)

Citação com autor não incluído no texto

(MEMÓRIA POLÍTICA DE SANTA CATARINA, 2020)

Memória Política de Santa Catarina